Atilio Faoro

Para a ministra da Igualdade da Polônia, Elzbieta Radziszewska, as escolas católicas tem o direito de não aceitar e despedir professores homossexuais.

É possível resistir às pressões do lobby homossexual? Esta pergunta tem justificado propósito, pois quase não se ouve falar de oposição por parte das autoridades em relação às pretensões da agenda homossexual. O fato é preocupante.

As situações, às vezes, chegam ao limite do absurdo. Como se sabe, o dever dos juízes é de aplicar a lei.

Ora, quando as leis, por exemplo, não permitem a união entre pessoas do mesmo sexo, alguns magistrados complacentes ou adeptos da justiça alternativa (que julgam pela “realidade social” e não segundo a lei), arranjam formas de decidir ao arrepio da ordem jurídica. Em alguns casos, até a Carta Magna se transforma em letra morta.

Um triste exemplo nos chegou nestes dias pela imprensa do Mato Grosso. “A adoção homossexual é uma realidade, deveria estar prevista em lei”, afirmou recentemente o juiz da Infância e Juventude da comarca de Cáceres (230 km de Cuiabá), Luiz Otávio Oliveira Sabóia Ribeiro, palestrante do seminário “Adoção, Um Novo Nascimento”, que se realizou entre os dias 4 e 5 de outubro.

Uma voz corajosa e contra a corrente

Neste contexto de confusão, de subserviência e de compromisso, surge afinal uma voz corajosa. Ela vem da ministra da Igualdade da Polônia, Elzbieta Radziszewska, membro do Partido da Plataforma Cívica, grupo de centro-direita atualmente no governo.

Em declarações à imprensa, declarou ela que “as escolas católicas tinham todo o direito de despedir as professoras lésbicas e mesmo os transexuais”. A ministra polonesa justificou dizendo que “é lógico que os estabelecimentos religiosos possam discriminar na contratação de seus professores, rejeitando os candidatos homossexuais, pois a sexualidade e o modo de vida destes não são de acordo com a ética dos estabelecimentos”.

A declaração da ministra Radziszewska, politicamente incorreta, produziu forte reação de elementos ligados ao lobby homossexual, que pediram até a sua demissão. Mas até agora ela foi mantida no cargo e manteve suas posições, afirmando embora que “não era homofóbica” e que até havia defendido um professor homossexual que tinha sido despedido da rede pública.

Acrescentou, porém, que não retirava nada de sua argumentação. E conclui: “O Código do Trabalho polonês autoriza a um estabelecimento católico a licenciar ou a recusar um candidato cujos costumes não correspondem à ética estabelecida. É assim e não é de outra maneira”.

16 COMENTÁRIOS

  1. As argumentações inseridas são pertinentes, vivemos numa época distorcida de valores, é a inversão de valores, o que presta não valor; e o que não presta é que tem valor! Nesta premissa, encontramos a mídia, principalmente a Globo, com suas programações corrompidas, e insidiosas, passando para a sociedade brasileira um verdadeiro lixo moral e espiritual, promovendo o homossexualismo descaradamente! Aí já sem nenhum respeito aos nossos filhos, tentando conduzí-los nas sendas ardilosas da perdição! Distante dos parâmetros que Deus estabeleceu para o povo! Neste tempos hierológicos, numa confusão religiosa, ficou fácil para o diabo disseminar sua semente destrutiva no seio da sociedade!

  2. @Antonio Carlos de Carvalho
    Não há prova nenhuma de que homossexual nasça homossexual. Homossexualismo é produto do meio, de lares desajustados e outros. Não existe nenhuma prova científica de que “homossexuais nasçam homossexuais”. Existem sim, ex-homossexuais, e são milhares, só que a mídia dominada por uma minoria, não divulga.

  3. Somos todos tolos. De tudo, das regras, dos dogmas, da sociedade, de nós mesmos. A morte é o fim. O fim é o nada. Você é o nada.

  4. Não sou contra homossexuais que naça com esta opição a partir do momento que respeita as pessoas e não fica pela rua dando shou,sou casada a 30 anos ,amo meu marido,gosto do respeito que ele da perante as pessos, não ficamos beijando perante as pessoas,existe o nosso quarto ou lugar proprio para nossas entimidades,meu sobrinho dis ser homossexuais,amo muito mais ,quando ele era pequeno1 ano minha irma separou do pai dele, e pelo juiz o pai teria 2 finais de semana para ficar com o menino mesmo ela arcumentando a conduta dele,não procurou avaliar até 3anos o menino chorava muito para ir com o pai ate que um dia ele consequio contar para a sua mãe o que seu pai fazia com ele sexo oral ela levou ele no pediatra para exame e foi constatado que ele tinha pequenas lesoes anal ainda esta criança foi levada pelo pai mais 2 vezes ate que o juizes com laudo medico impedio ele de ver o menino so na presença da mae, ele dis para ela não dise que iria fazer voce sofrer,Este cidadão se candidatou para veriador quasse canhou,para deputado e quasse que ganha pelo seu estado,ussa drogas como maconha e ganha tamben do trafico,o menino joje com15 anos passo farias vesses pelo pisicologo e dis que é,Eu te pergunto ha varios assim, sera que não foi agostumado e sente praser ,por vias errada, não sei so quero gue a felizidade cheque em seus coração que Jessus nosso Pai abençoi a todos

  5. Trabalho em um hospital,O juiz deu para tio que vivia com seu parceiro a quarda de uma menina de 8 mes ,enquanto o tio trabalhava a menina ficava com seu parceiro homossexuais que tinha aids tomava os remedios,um filho de Deus tambén,so que um dia o tio chegou em casa a menina estava na cama chorando com a roupa toda cheia de sanque, foi levada ao hospital . na onde foi constatado que a criança tinha sido molestada sexualmente,passando por cirurgia ,seu parceiro foi preso e a criança saio do hospital para adoção com 2 anos, destino numa casa de criança abandonada e molestada ,por tios,padrasto,sempre por pessoas que não tem ,como criar uma criança,pAIZ QUE NÃO cuida de suas crianças,onde assistente sociais,vai pouco para saber o destino destas crianças,a onde cansada pelo seu salario que ganha mal se ve na hora que a criança ganha um lar ou vai embrora dali.

  6. aprendam uma coisa.. quem é homossexual, nasce homossexual.. não existe opção nenhuma.. eu nunca optei em ser hetero… por tanto, assim como ninguém vai mudar minha orientação, também não vai mudar a do homossexual.. é um fato.. não existe ex-gay e nem ex-hetero. Não adianta “combater” a homossexualidade, pois vocês esterão combatendo a própria existência da pessoa que é gay.

  7. Parece ao meu singelo ver, que existe um lobby poderosíssimo com a TV Globo à frente e alguns programas do tipo BBB, que fazem uma apologia aos gays, lésbicas e transexuais. Ora não somos obrigados a escutar jargões do tipo: HOMOFOBIA é crime, A VIDA É COLORIDA. Pasmen todos. Então numa preleção vejamos: Se o fulano tem um filho gay e todos devem tratá-lo bem. Isto é óbvio. não pela discriminação, mas pela obrigatoriedade de aceitar inconvenientemente uma pessoa doente que deveria ter um tratamento adequado postulando novos conceitos de vida? etc. etc.
    Se existem duas espécies (homem e mulher) que devemos ao terceiro, ao quarto, ao quintos sabem lá até os oitavos… aceitar o comportamento destes. Não é justo que platéias aceitam pessoas com distúrbios como referência e normas de comportamento. Vale para todos: O lobby é forte com pessoas influentes em governos, prefeituras, centros de saude, etc..etc. E, finalmente vale ainda em tempo a piada: “Se homossexualismo fosse normal, Deus teria criado Adão e Ivo”
    De um provérbio árabe: “A desgraça de uma Nação não é uma guerra, mas sim o silencioso aceite da perversão do povo, a destruição é imediata”

  8. Perversão sexual consiste no desvio de objeto do desejo sexual; da mulher para animais(zoofilia), para cadáveres(necrofilia), para crianças(pedofilia), para pessoas do mesmo sexo(homossexualismo). Nada disso é voluntário, mas tudo é neurose; portanto adquirido na infância e tratável psicanaliticamente, ainda que com grande dificuldade.
    Casamento entre homossexuais é, pois, o mesmo que a união de um homem com uma cabra!
    NÃO É UMA QUESTÃO RELIGIOSA, APENAS: É UMA QUESTÃO DE SAÚDE MENTAL PÚBLICA!
    A Humanidade vive um momento de licenciosidade, de materialismo libertino: de decadência geral, enfim.
    Ismael de Oliveira Façanha (Porto Alegre/RS)

  9. Como é estranho, jesus veio a terra trazer amor e paz e o que vejo e pessoas com palavras de odeio, injustiça. Será que realmente vcs vivem o que jesus ensinou ou são meros reprodutores do odio e da intolerancia. o que eu quero é um mundo em que todos se respeitem e permitam que todos possom viver e construir um mundo para todos. Com suas fé. que a mão de Deus acalme os corações de pedra.

  10. Concordo plenamente com a postura e pronunciamento da Ministra da Igualdade da Polônia. Se eu sendo evangélica, tenho uma empresa com funcionários evangélicos, a missão e visão da mesma baseados nos ensinamentos e estatutos bíblicos, que não não concordam com práticas homossexuais, porque eu seria obrigada a contratar funcionários go grupo GLS? Eles é que deveriam procurar oportunidades d etrabalho, em instituições que estejam de acordo com a opção sexual deles.
    Somente relembrando, Deus ama a todos, mas repudia a prática homossexual. ELe criou homem e mulher.

    Elenize Brito – RJ

  11. “Não vos conformeis com este mundo”, diz a Bíblia Sagrada, Palavra do Senhor.
    Pois é, então: “Antes obedecer a DEUS que aos homens”, conforme nos urge, também na Bíblia, São Pedro, nosso primeiro Papa.
    Deploro a atitude desse juiz, que pessoalmente conheço, e escreverei a ele sobre o assunto.
    Glória somente a DEUS e viva a Sua Lei!

  12. Quando Deus criou o homem e a mulher colocou uma ordem para não virar bagunça em: “frutificai e multiplica-vos, enchei a terra”. Gênese: 1,28. Antes da criação do homem, Deus criou todo tipo de animais das águas, da terra e dos ares e deu-lhes a mesma ordem: “frutificai e multiplica-vos, enchei a terra”. Gênese: 1, 22.

    E Deus os abençoou a toda criatura segundo a sua espécie, certamente não se admitindo misturas de ordem genital entre as espécies. Todas as criaturas seguem uma linhagem e descendências próprias. logo, a sexualidade não é privilégio dos seres humanos, pois existe em toda natureza, e esta está acima da natureza do homem, nem se deprava.
    Certamente não abençoou sexualidade de homem com homem e de mulher com mulher, pior ainda nos casos em que se utilizam animais na busca do prazer genital.
    Ora se Deus não abençoa o adultério, por que abençoaria a anti-natureza e as aberrações? Assim é da vontade do Criador. Lei e ordem na criação. E nada fará mudar a vontade de Deus com relação a isso. E dentro do contexto de nossa soberania Nacional, a ORDEM E PROGRESSO também deveria ser mantida, apesar de tudo.

  13. Uma coisa me intriga bastante: a formação univesitária. A ideia de Universidade dos conhecimentos tem raizes católica em todo mundo. Logo a formação academica seguia seu curso pela seletividade dos candidatos. E o cursos foram sendo disseminados e a cultura como “realidade social” foi se imiscuindo inclusive nas autarquias de ensino, e várias pessoas adquiriram formações pelnas mas distorcidas da ética, da moral, dos valores humanos, chegando a usar da formação academica recebida para depois exercer suas profissões levando em conta suas preferencias sexuais. Então pode ocorrer de alguma autoridade acolher uma decisão contrária às leis e até mesmo a carta magna, exatamente por ter em suas mãos poder constituido. Depois se briga nos tribunais para dar razão a quem tiver direito garantido na constitução. Por enquanto o que se vê é isso aí. Quem vai contra uma decisão por convencimento proprio de uma autoridade?

  14. Devemos dobrar-nos diante da realidade? A criminalidade também é uma realidade devemos deixar de combatê-la? É inacreditável que um juiz argumente isso para justificar a adoção de crianças por homossexuais. Para o juiz não vale nada as Leis de Deus?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome