“O 50° aniversário da morte de Darwin, passado em 1932, foi mais celebrado na Rússia do que em qualquer outro país. O comunismo adotou, com efeito, a totalidade das idéias evolucionistas e procurou disseminá-las em todos os meios. Para isso foram editados muitos folhetos e pequenos volumes com resumos dos trabalhos de Charles Darwin.

Também os comunistas negam o Criacionismo

“A passagem do cinquentenário de sua morte deu motivo a que se resolvesse a edição em russo de todas as suas obras. O primeiro volume apareceu em 1935 com um prefácio no qual se acentuava que “a crise econômica e as reações políticas e espirituais causadas por ela não só determinaram um completo esquecimento de Darwin, como também a burguesia, em sua fútil luta contra o darwinismo, mais e mais invoca a decrépita antítese: o ensino religioso sobre a criação do mundo”.

“Na Rússia soviética causa admiração o esquecimento em que Darwin caiu, e consideram “fútil” a luta contra suas doutrinas. É apenas mais uma prova do primarismo da pesquisa científica sob o regime soviético.

“Em todos os meios realmente científicos sabe-se que suas teorias não encontram fundamento sólido na observação e na experimentação. Todo o trabalho de Darwin se reduziu a um amontoado de hipóteses e de suposições que hoje se sabe não ser possível provar. Para os comunistas, porém, ele é talvez o maior dos sábios que tenham existido. Qual a causa, porém, dessa admiração?”

Veja, por exemplo, em 2020 https://ipco.org.br/david-gelernter-renomado-cientista-abandona-o-darwinismo/

“O prefácio escrito para o volume editado em 1935, a revela “…a burguesia… invoca na luta contra o darwinismo a decrépita antítese: o ensino religioso sobre a criação do mundo”·

“Aos pseudo sábios russos pouco importa que este “ensino religioso” tenha sido comprovado por pesquisas científicas, em grande número e da mais absoluta segurança. O que lhes interessa é terem uma doutrina qualquer que venha coonestar suas idéias materialistas. A verdadeira ciência repudia essa doutrina? Não importa; a “Diamat” (dialética materialista) a imporá.

“E por isso, o ano de 1936 viu o aparecimento do segundo volume da edição russa das obras de Charles Darwin!…” https://www.pliniocorreadeoliveira.info/LEG_370516_Darwin_na_Russia.htm

***

Também as cartilhas do PT, no Brasil, defendem as hipóteses esclerosadas de Darwin. Aliás, o PT só obteve as bênçãos dos adeptos da Teologia da Libertação.

Diz o Livro do Gênesis: “1 No principio criou Deus o céu e a terra. 2 A terra, porém, estava informe e vazia, e as trevas cobriam a face do abismo, e o Espírito de Deus movia-Se sobre as águas. 3 E Deus disse: Exista a luz. E a luz existiu. 4 E Deus viu que a luz era boa, e separou a luz dais trevas. 5 Chamou à luz dia, e às trevas noite. E fez-se tarde e manhã, (e foi) o primeiro dia.”

Deixe uma resposta