Informa TheEpochTimes: “Mais casos da doença brucelose bacteriana foram relatados na província chinesa de Gansu, província de Shaanxi e Mongólia Interior nos últimos dias.”

“O surto inicial começou em julho do ano passado, de acordo com as autoridades, depois que uma empresa biofarmacêutica permitiu que a bactéria vazasse durante a produção da vacina.

“A brucelose é uma doença zoonótica que afeta principalmente animais, incluindo gado e cães, que podem transmitir a bactéria aos humanos por meio do contato direto. Os sintomas incluem sudorese abundante e dores nas articulações e musculares. A doença pode durar algumas semanas, meses ou até anos.”

“Em 1 de setembro 8, a mídia estatal Shaanxi TV News postou em seu Sina Weibo oficial (uma plataforma semelhante ao Twitter) conta que cinco bebês do Hospital Infantil de Xi’an – o maior centro especializado para crianças no noroeste da China – contraíram a doença.”

Fonte: https://www.theepochtimes.com/brucellosis-outbreak-in-china-worsening-as-disease-spreads-to-farms_3540425.html

***

O escândalo da vacina de 2018

Nosso Site tem abordado a falta de segurança em laboratórios chineses: “Em 2004, nove pessoas foram infectadas com a síndrome respiratória aguda grave, ou Sars, na província de Pequim e Anhui, após um vazamento viral de um laboratório de Pequim do Instituto Nacional de Controle e Prevenção de Doenças Virais.

“De acordo com o China Science Daily oficial , o vazamento ocorreu depois que um pesquisador quebrou o protocolo e transferiu um contêiner de cepas de Sars de um laboratório seguro para um normal nas proximidades.” (1)

***

Relata NTD.com, 17 de setembro:

“Vários milhares de pessoas no noroeste da China testaram positivo para uma doença bacteriana, disseram as autoridades na terça-feira, em um surto causado por um vazamento em uma empresa biofarmacêutica no ano passado.”

3.245 contraíram brucelose

“A Comissão de Saúde de Lanzhou, capital da província de Gansu, confirmou que 3.245 pessoas contraíram a doença brucelose, que costuma ser causada pelo contato com rebanhos portadores da bactéria brucela.”

“Nos testes preliminares, outras 1.401 pessoas foram consideradas positivas, embora não tenha havido relatos de mortes, disse a comissão de saúde da cidade. No total, as autoridades testaram 21.847 pessoas entre os 2,9 milhões de habitantes da cidade.” (2)

***

Causa o maior desconcerto a confiança que o governador João Doria tem na biofarmacêutica chinesa a ponto de afirmar que a vacina Coronavac, — produzida em parceria do Instituto Butantã com o laboratório chinês Sinovac — será obrigatória para os 45 milhões de paulistas. (3)

O governador afirmou: “eu confio em Xi Jinping“. Mas, nós brasileiros, não confiamos!

Deixe uma resposta