Católicos defendem a catedral de Posadas durante marcha feminista

Na noite de domingo último (7/10/2012), realizou-se em Posadas, Argentina, a marcha de encerramento do XXVII Encontro Nacional de Mulheres que, como de costume, deixou por onde passou muita sujeira, depredações, pichações e violência, especialmente contra os católicos que se reuniram em um cordão humano para defender a fachada da catedral da cidade.

Contra a vontade do pároco Pe. Alberto Barros, cerca de 100 pessoas se posicionaram nas escadarias da catedral para rezar o terço e impedir a depredação da igreja. Pe. Barros tentou em vão evitar a presença dos católicos pedindo para que se retirassem porque, segundo sua visão, a presença deles “constituía uma provocação”.

Segundo Pe. Barros, a atitude das feministas e dos “católicos extremistas” que defendiam a catedral é similar.

O sacerdote, fazendo papel do mau pastor que agrada o lobo e bate em suas ovelhas, disse à imprensa que aqueles heróis que defendiam a catedral eram “católicos extremistas” que “não são grupos católicos, são grupos ideologizados com um verniz católico, porque isto não é o evangelho” e que o grupo de mulheres que agrediram os fiéis “não eram representativas da multidão que participava do encontro”.

Vejam abaixo a entrevista que o Pe. Alberto Barros concedeu à TVA dias antes e suas perspectivas de “diálogo” com as feministas embora critique os extremismos que “alguns grupos minoritários” praticaram contra as catedrais das cidades anteriores que sediaram o Encontro Nacional de Mulheres. Mas também criticou os “católicos fundamentalistas” que, na opinião dele, se colocam “no mesmo nível das feministas” por tentar defender a igreja.

Agora vejam acima qual foi a atitude dos “católicos extremistas” que o Pe. Barros vê como similar a das feministas.

16 COMENTÁRIOS

  1. Sou simpatizante do catolicismo, mas a igreja católica quando pôde criou a “santa inquisição”, um milhão de vezes pior do que essas manifestações… É a “Lei do Pêndulo”. “Quem com ferro fere, com ferro será ferido”…

  2. Meu Deus este padre aprendeu muito pouco no seminário. provavelmente está contaminado pela teologia da libertação.
    Acaso Jesus foi tolerante com os ladrões no templo? E estes não estavam tentando depredar o templo. Nem posso imaginar da que ele seria capaz se um bando de lesbicas e homosexuais tentassem entrar no templo como fizeram essas desclassificadas.
    Os covades como esse padre é que permitem q

  3. E essas passeatas, revoltas tudo feito com incentivo de mídia esquerdista. É claro ver que querem por a população contra as igrejas cristãs em todo o mundo. E tem cristão que ainda não se deu conta e vota em políticos de esquerda.

  4. @sueli souza

    Prezada Sueli, neste dia da nossa excelsa Padroiera, Salve Maria!

    Com muito acerto disseste bem sobre o teu jeito de ser mulher. Uma mulher feminina resolvida com o teu papel e que está do lado de teu marido e da família. Essa sandice das feministas parece mais uma revolta delas por serem fêmeas (embora as suas atitudes não revelem isto). O belo sexo é a obra prima de Deus. A personalidade feminina completa a masculina e vice-versa. Mulher tem sensibilidade e nem por isto deve ser frágil ou sem ação. Mas o que não se admite é essa masculinazação da mulher. Elas pugnam um ideal revanchista. Não querem somente equiparação de direitos com os homens, que seria justo, dentro de cada papel, mas suplantar esse direito e serem superiores. Eis a sua perversão! Nunca seram machos senão uma caricatura ridícula e mal resolvida. O que elas querem é gritar para o mundo que existe um “direito de matar” sem punição. E ainda que a sociedade engula o direito delas serem vadias! Que Deus tenha misericórdia da família! Paz e bem!

  5. Encontro nacional de mulheres !?

    Quer dizer que um magote de lésbicas e [masculinizadas] de cabelo moicano agora são mulheres?

    Pois então prefiro ficar solteiro.

    Esse padre é um FROUXO, isto sim.

    Se uma maluca dessas cuspisse em meu rosto, sinto muito, mas eu lhe desceria a mão. Se quer medir forças físicas com um homem, então aguente.

  6. Nossa! Um vídeo de mulheres satanistas atacando um grupo de católicos verdadeiros! E o padre defende elas! Que lado este padre está afinal?

    E a polícia não fez nada? Pintaram o caneco com os defensores da catedral, só faltou spray de pimenta, apedrejar ou sei lá mais o quê.

    Se fosse uma situação inversa, bastaria só de um empurrão para os católicos irem presos na hora! Que absurdo!

  7. Que nojo!E me perdoem a expressão,a cusparada é demais.É nojento ver mulheres defendendo “direitos” que as fazem parecer mais com (animais?)Porque animais nunca matam seus filhos no ventre.Sou mulher e me considero parte de um universo maravilhoso,cuidando de minha família e amando-a,sou muito feliz e amada por meus filhos e meu marido,não quero mais que isso.Direitos de quê?De matar?De ser “melhor” que os homens?Não sou homem sou mulher,amo ser mulher,amo ser amada pelos meus.Amo cuidar das coisas de casa e ajudar meu marido quando ele precisa.Do meu jeito, sou útil no mundo.Digo a meus filhos que temos um DEUS, que é senhor de nossas vidas, que nos ama,com amor de pai zeloso e cuidadoso.Quero o direito de viver sem ter que ver aberrações desse tipo,um padre que não defende CRISTO sendo cuspido e difamado na figura desses fiéis católicos que defendem a igreja.

  8. A paz é um pretexto amplamente usado pelos hipócritas, aqueles que querem ver unidos o mal e o bem, como se fosse isso possível. Maldito relativismo e iniqua politicidade desse padre (isso mesmo com p minusculo), que como outros pouco caso faz do que Deus se lhes pede. O feminismo é a principal arma no sangramento da fé feminina e é um dos instrumentos forjados pelos inimigos históricos de Cristo para destruir sua Igreja.

  9. As declarações do padre mostram bem até que absurdos chega a mentalidade do “ceder para não perder”. Não evitaram que as feministas fossem para a frente da catedral e foram uma chicotada a mais naqueles bravos fiéis que defendiam a catedral.

    O que pensa esse padre do brado “Quem como Deus!” que o arcanjo São Miguel pronunciou ao combater o revoltoso Lúcifer e lançá-lo no inferno? Certamente deve achar que São Miguel deveria ter dialogado… com muita paz…

    Só que Deus CASTIGOU eternamente a Lúcifer e PREMIOU eternamente a São Miguel!

  10. De uma vez por todas! Por que o Papa não excomunga todos os sacerdotes favoráveis a essa depravação e mostre ao mundo que a Igreja Católica não tolera falsos profetas, como fazia no passado contra o maniqueísmo, arianismo, pelagianismo, e comunismo?

    E assim livrar as ovelhas desses lobos.

  11. Ouvindo a entrevista do Pe. Alberto Barros me deixa confuso. Afinal, o que é que a Igreja Católica defende? As mulheres favoráveis ao aborto, homossexualismo e com ódio a doutrina cristã ou os católicos que se sentiram agredidos por essas mulheres que sem dúvida nenhuma tinham intenções explicitas de agredir (sem diálogo), quer dizer, como fizeram nas outras vezes os SIMBOLOS da nossa religião? O tempo todo o mau sacerdote tenta justificar as ações e doutrinas radicais das mulheres. Para perceber isso basta trocar o alvo dos ataques do sacerdote. Isto é, que o mau humor que tem para com os defensores da Igreja seja transferido para as mulheres. E quanto ao comentário do infeliz padre sobre se pode dialogar com pessoas daquela estirpe quero usar uma comparação: judas também dialogou com o sinédrio.

  12. Até quando conviveremos com esse estado de coisas, onde os intolerantes podem agredir e depredar e fazer chacota contra os valores da igreja e seus fieis sequer têm o direito de se posicionar contrar essa inversão de valores?
    Algo muito errado esta por tras desta orientação, na qual apenas um dos lados tem o direito de agredir sem ser molestado pelas autoridades e o outro lado se esboçar alguma atitude é taxado de intolerante, homofobico e vai prestar depoimento na delegacia.
    Como iremos consertar isso? permanecermos tolerantes aguardando o Senhor voltar?

  13. Bravos jovens católicos, cujo belo exemplo deve ser imitado por todos aqueles que amam verdadeiramente a Nosso Senhor Jesus Cristo e sua Igreja santa e imortal, e que pela intercessão de Nossa Senhora, ‘terribilis ut castrorum acies ordinata’ (terrível como um exército em ordem de batalha’, hão de vencer!

  14. Esse padre nos faz lembrar PEDRO que negou CRISTO. Precisamos se preciso for, morrer pelo amor a CRISTO, tenho certeza que esse ato dos católicos agradaram e muito a CRISTO, pois o zelo com a casa de DEUS é bíblico.Morrer por CRISTO e viver para uma eternidade, isso deveria ser o ideal de todos nós católicos. Mais infelizmente somos fracos na fé e no primeiro momento de provação, recuamos e deixamos CRISTO na CRUZ mais uma vez e sózinho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome