Segundo dados computados por worldometers.info o número de recuperados em todo o Orbe, do coronavírus, ultrapassa 40 milhões.

Recuperados: 40.097.772

Fica registrado para a História essa anomalia, essa inexplicável torcida da mídia em favor da morte, das infecções, do pânico em torno do vírus de Wuhan.

Não se compreende que — ao lado dos esforços nos quais os médicos e enfermeiros são os principais combatentes — as grandes vitórias sobre o coronavírus sejam postas no esquecimento.

A nível mundial, caberia ao Vaticano, rezar pelos mortos, consolar os aflitos e se regozijar com os 40 milhões de curados.

Só 40 milhões? Claro que não, esse total é muito maior. Quantos de nós, passamos pelo covid19, o vencemos e nossos nomes não estão nas cifras oficiais. Nós o vencemos sem sair de casa, com assistência médica remota.

Fica ai um convite para nossos bispos promoverem um Te Deum de ação de graças pelos 5,5 milhões de brasileiros recuperados do covid19. Não celebrar essa vitória já evidencia uma inexplicável condescendência com a campanha midiática pelo pânico, pelo medo, pela segregação social.

Estamos desdenhando medidas de prudência? Não. Estamos recordando a gratidão que se deve ter para com a Divina Misericórdia.

Não sejamos como os ingratos leprosos curados, de que nos fala o Evangelho: não retornaram para agradecer ao Divino Mestre.

Fonte: https://www.worldometers.info/coronavirus/

 

Deixe uma resposta