A China e o roubo de propriedade intelectual nos EUA

0

A China tem sido favorecida por roubos de propriedade intelectual nos EUA. Não para aqui, usa os Institutos Confucio para fazer proselitismo comunista e suborna cientistas e professores americanos.

O IPCO tem mostrado em diversos artigos até onde vai essa sangria na tecnologia de ponta nos EUA, desde suborno de cientistas e professores até infiltração de chineses roubando segredos industriais.

Chineses funcionários da Apple praticam roubo de propriedade intelectual

Comunicado de Xangai abriu as portas

Lembrando, o Comunicado de Xangai, firmado no último dia da visita de Nixon à China, 1972, era a porta aberta para todas as infiltrações que o PCCh faria nos EUA e outras nações ocidentais. Por isso, advertiu o Prof. Plinio em artigo para a Folha de São Paulo:

“Ambas as partes estão de acordo em reconhecer que é de desejar que se aprofunde a compreensão entre os dois povos. Com esse fim, discutem assuntos específicos de campos como a ciência, tecnologia, cultura, esporte e jornalismo, nos quais contatos e intercâmbios de povo a povo seriam de recíproco benefício. Cada uma das partes se compromete a facilitar o desenvolvimento crescente desses contatos e intercâmbios”.

E acrescenta: “Assim, antes de tudo é preciso indagar qual a autenticidade dos projetados contatos. — O que a “Declaração de Xangai” entende por “povo chinês”? (…) “Somos, assim, levados a suspeitar vivamente que o “povo chinês” com o qual os norte-americanos vão “aprofundar a compreensão”, não é senão o PC. E que os contactos dos yankes se farão, não com representantes da maioria autêntica dos chineses, mas com equipes de cientistas, técnicos, esportistas e jornalistas, filiados ao partido oficial. Com fanáticos, portanto, ou com pobres vítimas da lavagem cerebral ou do pânico.” https://www.pliniocorreadeoliveira.info/FSP%2072-03-12%20Yalta.htm

Resumo da história: deu-se o “intercâmbio”? O PCC mandou seu emissários ao Ocidente. E, durante a Pandemia, nem sequer a OMS conseguiu entrar no laboratório de Wuhan. E os cientistas americanos não foram autorizados a investigar a origem do coronavírus.

Roubo de propriedade intelectual na Apple

“Um ex-funcionário da Apple declarou-se culpado, em 22 de agosto, de roubar arquivos internos da divisão automotiva da gigante de tecnologia.”

Xiaolang Zhang se declarou culpado de roubo de segredo comercial no tribunal federal de San Jose na segunda-feira, enfrentando até 10 anos de prisão e uma multa de US$ 250.000. O acordo de confissão de Zhang com o governo dos EUA está selado, de acordo com o documento, enquanto a sentença está marcada para 14 de novembro.

Trata-se de um ex-engenheiro da Apple incrimnado de baixar um projeto relacionado a um carro autônomo em seu laptop pessoal “antes de tentar fugir para o exterior”.

Nascido na China ingressou, obteve Residencia nos EUA, trabalhou na Apple desde 2015 num “programa secreto de carros autônomos como engenheiro de hardware.” A notícia informa ainda que dos 135 mil funcionários da gigante apenas 2.700 tiveram acesso ao programa secreto e Zhang entre esses.

Três anos depois Zhang revelou em abril de 2018 que iria trabalhar para a concorrente chinesa XMotors, uma startup de carros elétricos com sede em Guangzhou, a Apple encerrou seu acesso ao sistema e iniciou uma análise forense dos dispositivos de sua empresa.

Mais tarde, os promotores federais alegaram que Zhang pegou um documento confidencial de 25 páginas contendo desenhos esquemáticos detalhados de uma placa de circuito projetada para um veículo autônomo, apesar de saber que esses esquemas são normalmente considerados os principais segredos comerciais da indústria eletrônica.

Zhang também foi acusado de obter dados internos relacionados aos protótipos da Apple.

Ele foi preso pelo FBI pouco antes de viajar para a China …

Mais um chinês, ex funcionário da Apple …

Também Jizhong Chen, ex funcionário da Apple, está enfrentando acusações relacionadas a supostamente roubar segredos comerciais no início de 2019. Chen, que foi representado pelo mesmo advogado de Zhang, se declarou inocente. O cidadão americano supostamente pegou mais de 2.000 arquivos da divisão de carros elétricos da Apple antes de ser preso. Claro, estava indo para a China … (1)

Outro ex-funcionário da Apple, Jizhong Chen, também está enfrentando acusações relacionadas a supostamente roubar segredos comerciais no início de 2019. Chen, que foi representado pelo mesmo advogado de Zhang, se declarou inocente. O cidadão americano supostamente pegou mais de 2.000 arquivos da divisão de carros elétricos da Apple antes de ser preso antes de sua viagem à China, disseram os promotores.

***

É uma seita filosófica, ateia e materialista que coloca o Partido Comunista acima da Lei seja humana ou divina.

Doria firmou acordos com a China sejam culturais, sejam de outra natureza. Ele afirmou, voltando da China que confiava em Xi Jinping.

Mas os eleitores desconfiaram dele e sua carreira para Presidente fica a cargo das amizades que nutre com o PCCh

Nossa Senhora Aparecida proteja o Brasil de alianças que incubam ciladas.

(1) https://www.theepochtimes.com/chinese-born-ex-apple-employee-pleads-guilty-to-trade-secret-theft_4682543.html?utm_source=newsnoe&utm_campaign=breaking-2022-08-23-2&utm_medium=email&est=zu1UTWYIuEFZifC6vhNT6%2BB1AwkNgZUbsjX6NgWMrrehL19GToA1X010DtdbRRg%3D

Deixe uma resposta