Acima à esquerda, uma igreja bem ao estilo “Teologia da Libertação”, igualitária e tribalista, contrasta com o esplendor da Basílica de São Pedro em Roma

Começo prestando uma homenagem a Frei Beto. Por ser partidário da teoria do gênero, talvez ele não goste da palavra homenagem, derivada de homem. Seja como for, homenageio-o grafando seu pseudônimo com apenas um “t”, atendendo assim aos ditames de sua mentalidade miserabilista, contrária ao supérfluo…

Em seu recente artigo “Os desafios para o novo Papa” (“O Globo”, 6-3-13), logo de início o controvertido “teólogo” da libertação faz uma declaração muito apropriada para quem desejasse a destruição da Santa Igreja como Nosso Senhor Jesus Cristo A estabeleceu, ou seja, uma instituição sacral e hierárquica.

Escreve o irrequieto frade dominicano, tão simpático ao regime ditatorial cubano que há mais de 50 anos subjuga e escraviza — não por um “governo colegiado”, mas através de um “chefe de Estado supremo e absoluto”, Fidel ou Raúl Castro — todo um povo:

“Quais os grandes desafios a serem enfrentados pelo novo Papa? Primeiro, implementar as decisões do Concílio Vaticano II, ocorrido há 50 anos! Isso significa mexer na estrutura piramidal da Igreja, flexibilizar o absolutismo papal, instaurar um governo colegiado. Seria saudável que o Vaticano deixasse de ser um Estado e, o Papa, chefe de Estado, e fossem suprimidas as nunciaturas, suas representações diplomáticas. A Santa Sé precisa confiar nas conferências episcopais, como a CNBB, que representam os bispos de cada país.”

Como se nota, o progressista Frei Beto desejaria “democratizar” a Igreja — cuja última consequência seria a abolição do Papado — substituindo a autoridade monárquica do Sucessor de São Pedro por um “colegiado” — uma espécie de grupo religioso pentecostalista atuando à maneira de deputados, com direitos igualitários, dentro da Igreja.

Em seu célebre livro Revolução e Contra-Revolução, Plinio Corrêa de Oliveira refuta a crítica destrutiva do frade dominicano, explicitando o objetivo demolidor da corrente de eclesiásticos da esquerda dita católica. Eis o que no mencionado livro (Parte III, Cap. III) o autor escreve quando trata do que denomina IV Revolução, um movimento destinado a empurrar a sociedade civilizada para uma vida tribal:

Tribalismo eclesiástico — Pentecostalismo

Falemos da esfera espiritual. Bem entendido também a IV Revolução quer reduzir ao tribalismo. E o modo de o fazer já se pode bem notar nas correntes de teólogos e canonistas que visam transformar a nobre e óssea rigidez da estrutura eclesiástica, como Nosso Senhor Jesus Cristo a instituiu e 20 séculos de vida religiosa a modelaram magnificamente, num tecido cartilaginoso, mole e amorfo, de dioceses e paróquias sem circunscrições territoriais definidas, de grupos religiosos em que a firme autoridade canônica vai sendo substituída gradualmente pelo ascendente dos “profetas” mais ou menos pentecostalistas, congêneres, eles mesmos, dos pajés do estruturalo-tribalismo, com cujas figuras acabarão por se confundir. Como também com a tribo-célula estruturalista se confundirá, necessariamente, a paróquia ou a diocese progressista-pentecostalista.

‘Desmonarquização’ das autoridades eclesiásticas

Nesta perspectiva, que tem algo de histórico e de conjetural, certas modificações de si alheias a esse processo poderiam ser vistas como passos de transição entre o status quo pré-conciliar e o extremo oposto aqui indicado. Por exemplo, a tendência ao colegiado como modo de ser obrigatório de todo poder dentro da Igreja e como expressão de certa ‘desmonarquização’ da autoridade eclesiástica, a qual ipso facto ficaria, em cada grau, muito mais condicionada do que antes ao escalão imediatamente inferior.

Tudo isto, levado às suas extremas consequências, poderia tender à instauração estável e universal, dentro da Igreja, do sufrágio popular que em outros tempos foi por Ela adotado, às vezes para preencher certos cargos hierárquicos; e, num último lance, poderia chegar, no quadro sonhado pelos tribalistas, a uma indefensável dependência de toda a Hierarquia em relação ao laicato, suposto porta-voz necessário da vontade de Deus. ‘Da vontade de Deus’, sim, que esse mesmo laicato tribalista conheceria através das revelações ‘místicas’ de algum bruxo, guru pentecostalista ou feiticeiro; de modo que, obedecendo ao laicato, a Hierarquia supostamente cumpriria sua missão de obedecer à vontade do próprio Deus.

______________
Como vemos, Frei Beto procura em seu artigo indicar ao novo Papa o (des)caminho a seguir: dessacralizar a Igreja e transformá-la numa entidade igualitária e tribalista ao “estilo” do miserabilismo cubano. Enfim, uma igreja bem de acordo com a “Teologia da Libertação” do ex-frei Bof (deixo aqui, também a ele, minha homenagem…) e em nada conforme ao estabelecido por Nosso Senhor Jesus Cristo para a Santa Igreja, Católica, Apostólica, Romana.

25 COMENTÁRIOS

  1. Micheli, salve Maria.

    Vamos ver no dia do julgamento o que Cristo dirá a mim por eu falar que Bento XVI é um desgraçado, herege e modernista, assim como este Francisco.

    Cordialmente,

    Sandro de Pontes

  2. Eu acredito tanto no modelo democrático vigente que por isto, após ler esta publicação,vejo-me praticamente no dever de contactar-me com “frei” Beto para oferecer pessoalmente uma “contribuição” à este “projeto conceitual” de Igreja,do qual ele é um dos mais destacados porta-voz .Por se caracterizar como de instantânea compreenssão,este “projeto”é um raio-x que,com fidelidade,transparece-nos a visão de mundo que seus idealizadores tem de sí mesmos,de Deus,do outro,da natureza e o seu padrões de interatividade”bio-sócio-psico-espiritual” e “poliítico-econômica”é simplória e bem “espartana”,em virtude de estarem articulados à uma vivência cotidiana onde situações que criariam as condições favoráveis às formas de desenvolvimento contínuo e gradativo das “capacidades críticas e auto- reflexivas mais complexas” estão absolutamente excluídas.Por isso,é de se esperar que depois de tantas décadas dedicadas aos esforços e lutas “comunitária”,ainda não obtiveram aquele “vislumbre conclusivo” ou aquele olhar”ILLUMINATI” que lhes apontem a porta de saída como no “mito da caverna” e lhes desembaracem a alma da utópica sensação de poder chegar,por meio deste “projeto”, à “apoteose conceitual”cujas expectativas estão pontuadas pelo “frei” nesta publicação.Diante deste panorama totalmente desalentador em que se encontra este “projeto” e os seus articuladores é que me vejo na obrigação como Católica de apontar-lhes a única saída,já que por sí mesmos nunca a vislumbrarão,mesmo estando ela no raio de “penumbra” que domina a “caverna”que estão habitando ao longo destas décadas A saída é oferecida por nossa maravilhosa democracia que lhes concede a dignia oportunidade constitucional de executarem o seu “projeto” FUNDANDO A SUA PRÓPRIA IGREJA e regularizando a situação deste grupinho que frente ao atual contexto do direito constitucional globalizado,enquadra-se ,em virtude de suas atividades de conspiração contra o ESTADO DO VATICANO na condição de GUERRILHEIROS TERRORISTAS e,sendo eu cristã Católica ,como poderia assistir calada “irmãos” meus em situação de grave perigo, sendo portadora da “BOA NOVA” que pode ILLUMINAR a estes que estão “(…)sentados na sombra da morte(…)”Lucas 2,79

  3. Jesus percorria todas as cidades e povoados, ensinando nas suas sinagogas, pregando a Boa Notícia do Reino, e curando toda a espécie de doenças e enfermidades.

    Vendo as multidões, Jesus teve compaixão, porque estavam cansadas e abatidas, como ovelhas que não têm pastor.

    Então Jesus disse aos seus discípulos: “A seara é grande, mas os trabalhadores são poucos!

    Por isso, pedi ao dono da seara que mande trabalhadores para a seara.” (São Mateus 9, 35-38)

    E para ajudar nosso Corpo de Cristo, devemos primeiro reconhecer nossos erros. Eu errei aprovando o petismo até dezembro de 2010, quando houve aquele aumento descarado para todos os políticos federais e o Lula lamentou por não participar da “boquinha” por causa do fim do seu mandato.

    Erramos por não escutarmos os alertas, ou não empenharmos ainda mais contra o perigo socialista, ou por culpar somente os outros, ou pensarmos muito em nós mesmos. Por que somos pecadores, mas não é tarde, Deus é misericordioso.

    A oportunidade está aí, na Jornada Mundial da Juventude, mostrando o verdadeiro evangelho para os nossos jovens, vivenciando Jesus Cristo com amor. Não será fácil, nunca foi, porque carregamos a cruz de Cristo. Devemos resgatar nossos jovens dos ídolos como o mostro Che Guevara para o o Cristo Crucificado, mostrando o exemplo na História do santos e dos verdadeiros mártires da Santa Igreja.

    “Quando caminhamos sem a Cruz, edificamos sem a Cruz ou confessamos um Cristo sem Cruz, não somos discípulos do Senhor: somos mundanos, somos bispos, padres, cardeais, papas, mas não discípulos do Senhor.

    Eu queria que, depois destes dias de graça, todos nós tivéssemos a coragem, sim a coragem, de caminhar na presença do Senhor, com a Cruz do Senhor; de edificar a Igreja sobre o sangue do Senhor, que é derramado na Cruz; e de confessar como nossa única glória Cristo Crucificado. E assim a Igreja vai para diante.” Primeira homilia de Sua Santidade Papa Francisco na Santa Missa com os cardeais. (1)

    http://www.vatican.va/holy_father/francesco/homilies/2013/documents/papa-francesco_20130314_omelia-cardinali_po.html

    “(…) Os jovens devem dizer ao mundo: é bom seguir Jesus; é bom andar com Jesus; é boa a mensagem de Jesus; é bom sair de nós mesmos para levar Jesus às periferias do mundo e da existência. Três palavras: alegria, cruz, jovens.

    Peçamos a intercessão da Virgem Maria. Que Ela nos ensine a alegria do encontro com Cristo, o amor com que O devemos contemplar ao pé da cruz, o entusiasmo do coração jovem com que O devemos seguir nesta Semana Santa e por toda a nossa vida. Assim seja.” (2) Homilia de Sua Santidade Papa Francisco na Celebração do Domingo de Ramos Praça de São Pedro XXVIII Jornada Mundial da Juventude, 24 de março de 2013

    1. http://www.vatican.va/holy_father/francesco/homilies/2013/documents/papa-francesco_20130314_omelia-cardinali_po.html

    2. http://www.vatican.va/holy_father/francesco/homilies/2013/documents/papa-francesco_20130324_palme_po.html

    DECRETO APOSTOLICAM ACTUOSITATEM SOBRE O APOSTOLADO DOS LEIGOS

    http://www.vatican.va/archive/hist_councils/ii_vatican_council/documents/vat-ii_decree_19651118_apostolicam-actuositatem_po.html

  4. @Roma de Sempre
    Não concordo com tudo da FSSPX e se os Papas nada fizessem, haveria casamento gay, ordenação das mulheres, aborto e quem sabe não haveria nem Papa e nem Igreja Católica, aindam duvidam que o Nosso Senhor afirmou com autoridade: “E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela.” (São Mateus 16, 18)

    Em termos doutrinais não voi me basear em um livro, se fossem basear em apenas um livro todos afirmariam que existe uma maçonaria eclesiástica assim como a TFP foi acusada grosseiramente de possuir uma sociedade secreta pelo fundador da Montfort, indo na contra mão do evangelho: “Pelos seus frutos os conhecereis.” (São Mateus 7,20), devemos basear em todo Magistério da Santa Igreja.

    Aliás a dona Ana Maria Romualdi Fina e ADAMIR NIVALDO(MAZZAROLO) ANGHINON escreveram mais verdades do que todos nós aqui.

    Está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, e anularei a prudência dos prudentes (Is 29,14).

    Onde está o sábio? Onde o erudito? Onde o argumentador deste mundo? Acaso não declarou Deus por loucura a sabedoria deste mundo?

    Já que o mundo, com a sua sabedoria, não reconheceu a Deus na sabedoria divina, aprouve a Deus salvar os que crêem pela loucura de sua mensagem.

    Pois a loucura de Deus é mais sábia do que os homens, e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens. (I Coríntios 10, 20-21 e 25)

    http://www.bibliacatolica.com.br/biblia-ave-maria/i-corintios/1/#.UUz2IyKYJJE

  5. @Roma de Sempre
    +
    Decir que un Papa que se desvía de la Fe no debe ser obedecido es erróneo, pues un Papa no puede desfallecer en la Fe por tener la promesa de Cristo.
    Un aparente Papa que cayese en herejía, solamente sería un “papa”. Es el caso de los “papas conciliares” (desde Roncalli hasta Bergoglio).

  6. @Paulo Kelson
    +
    Bergoglio profesa las herejías del “concilio” (libertad religiosa, ecumenismo y colegialismo) y la noción protestante de la Misa. Con ello es hereje. Dado que un hereje está fuera de la Iglesia no puede detentar cargo eclesiástico alguno. Por lo tanto Bergoglio no es Papa, sino jefe de la secta modernista, también llamada “iglesia conciliar”, pues esta “iglesia” es un producto del “concilio”.
    +
    Los lefebvristas reconocen en teoría a los “papas conciliares” (de Roncalli a Bergoglio), pero se niegan constantemente a obedecerles. Con ello son de hecho cismáticos, por mas que digan creer en el Primado de Pedro.

    @Roma de Sempre

  7. @Paulo Kelson
    +
    Bergoglio profesa las herejías del “concilio” (libertad religiosa, ecumenismo y colegialismo) y la noción protestante de la Misa. Con ello es hereje. Dado que un hereje está fuera de la Iglesia no puede detentar cargo eclesiástico alguno. Por lo tanto Bergoglio no es Papa, sino jefe de la secta modernista, también llamada “iglesia conciliar”, pues esta “iglesia” es un producto del “concilio”.
    +
    Los lefebvristas reconocen en teoría a los “papas conciliares” (de Roncalli a Bergoglio), pero se niegan constantemente a obedecerles. Con ello son de hecho cismáticos, por mas que digan creer en el Primado de Pedro.

  8. Sr Paulo Kelson,

    O Papa deve ser o primeiro a professar a fé e assim cumprir o trabalho confiado por Nosso Senhor: ” apascenta minhas ovelhas” .Se o Papa se desvia da fé, ele não pode ser obedecido em nome da autoridade, a autoridade tem que está submissa à verdade é assim que ensina os santos doutores da Igreja.

    Sugiro ao senhor, que parece ter boa fé, ler os documentos dos concílios anteriores ao CVII e leia de pois os do CVII. O sr. verá que existe uma outra religião usando as estruturas da Igreja e os Papas nada fazem. Não sou da FSSPX, mas eles estão continuando a ensinar o que a Igreja sempre ensinou.

    Sugiro que o sr. baixe na net um livro chamado “O Derradeiro Combate do Demônio” e entenderá melhor a virtude da intransigência da FSSPX, o evangelho deixa claro: “Dizei somente: Sim, se é sim; não, se é não. Tudo o que passa além disto vem do Maligno” (Mt 5,37).

  9. SALVE JESUS CRISTO, SALVE SUA SANTA MÃE MARIA SANTÍSSIMA!
    Estou perplexa, indignada e desalentada, com tamanha frieza, indiferença e tratamento relativo ao ‘vulgar”, dado aos textos acima, referentes à Igreja Católica. Acredito, sim, que ela erra também, falha, não é perfeita, porque somos humanos. O ideal não seria analisarmos situações e acontecimentos com maior lisura e perspectiva do que poderemos realizar em nossas paróquias, irmandades, escolas, família para o bem comum?
    Textos de difamação, irionia, falsa intelectualidade ou desconhecimento real da Religião à qual “pensam” que defendem. Ao invés de atacar aqueles que não pensam e comungam o que pensamos ou comungamos, por que não verificar nossos próprios erros com relação aos sentimentos, à religião, enfim, a Vida e tentar,lutar, se preciso for, para minorar o sofrimento das pessoas menos favorecidas, das crianças, idosos doentes, etc. abrir corações e mentes para um mundo melhor, mais saudável e fraterno. PAZ, AMOR é do que precisamos para conseguirmos nos irmanar em Cristo, pelos semelhantes! Trabalhar, valorizar a Vida, seguir em frente a cada dia!

  10. Por que tanta celeuma, se o essencial é, primeiro, o amor a Deus e, concomitantemente, o amor ao próximo? Haverá algum mandamento humano que revoga estes dois mandamentos? A quem Cristo investiu como fundamento de sua Igreja? A quem devemos seguir segundo o pedido de Cristo? A quem Cristo disse: “As portas do inferno não prevalecerão contra ela” e “Tudo o que ligares na terra será ligado no céu e tudo o que desligares na terra será deslilgado no céu”?

  11. Mas infelizmente tem heresia também do outro lado, os “tradicionalistas”.

    A FSSPX está cometendo pecado da soberba, da idolatria e da desobediência praticando heresia disfarçada de intenção tradicional.

    Já percebi há muito tempo lendo seus textos e comentários de seus fiéis leitores do site fratresinunum em que suas atitudes são tão danosas quanto as da Canção Nova ou da “Teologia” da Libertação. Como resultado surgiu no meio dos “tradicionalistas” uma vergonhosa seita salvai almas com suas falsas profecias de um demônio disfarçado de santa e tornando alguns católicos intransigentes.

    Se no versículo 13 do cap. 2 da Primeira Carta de São Pedro nos manda obedecer a autoridade humana, o que dizer da autoridade papal criado pelo Nosso Senhor Jesus Cristo?

    Somos todos pecadores, mas sejamos humildes irmãos da FSSPX, Montefort arrependei-vos de suas blasfêmias contra a escolha do Espírito Santo!

    “Os “tradicionalistas”, absortos na sua prepotência, querem ensinar catolicismo ao Vaticano. Querem ensinar valores cristãos ou escrever encíclicas ao Magistério e ao papa. Talvez queiram até colocar um antipapa.

    Cabe especificar esse termo. “Tradicionalista” aqui difere de “tradicional”, ou seja, aquele que segue fielmente a fé católica e obedece as diretrizes da Santa Sé. O “tradicionalista” transforma a fé numa ideologia de distinção contra a própria Igreja. (…) O ambiente tradicionalista é rancoroso, hostil, desconfiado da própria Igreja e cheio da mais completa soberba, incompatível com a fé cristã. Falta compaixão, falta piedade, falta humildade. Mais parece uma seita dentro da Igreja, (…)” Blog do Conde*

    Por estes motivos, esforçai-vos quanto possível por unir à vossa fé a virtude, à virtude a ciência, à ciência a temperança, à temperança a paciência, à paciência a piedade, à piedade o amor fraterno, e ao amor fraterno a caridade.

    Se estas virtudes se acharem em vós abundantemente, elas não vos deixarão inativos nem infrutuosos no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo.

    Porque quem não tiver estas coisas é míope, cego: esqueceu-se da purificação dos seus antigos pecados. ( II São Pedro 1, 5-9)

    A Igreja Católica e suas tribos

    *http://freirojao.blogspot.com.br/2013/03/a-igreja-catolica-e-suas-tribos.html

    Em 29 de Dezembro de 2008, o bispo Bispo Titular de Acúfica e Auxiliar de Aracaju, Dom Henrique Soares da Costa, escreveu sobre os graves erros dessa corrente, Cujo texto foi recentemente republicado** pelo blog Índice Mentiras Contra Igreja Católica.

    http://www.domhenrique.com.br/index.php/doutrina-catolica/269-site-montfort-tradicionalistas-integristas-e-males-congeneres-

    **http://mentiras-evanglicas-e-outras.blogspot.com.br/2013/03/site-montfort-muito-bom-mas.html

    Também tenham cuidado com os radicais tradicionalistas:

    Irmãos, peço-vos que tenhais cuidado com aqueles que provocam divisões e obstáculos contra a doutrina que aprendestes.

    Afastai-vos deles, porque não servem a Cristo nosso Senhor, mas ao próprio estômago; com palavras doces e aduladoras, enganam o coração das pessoas simples. (Romanos 16, 17-18)

    Na Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo. Que guarde os queridos irmãos do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira e Tradição Família e Propiedade.

    E viva o Santo Padre Francisco!

  12. @Célio de Marchi Cunha
    1º – Quais parâmetros usa para concluir que a Igreja de Cristo “não é” unida? …Você se escora nas opiniões heréticas (e portanto, NÃO-católicas) de um EX -frei para chegar a isso?
    2º – À qual das milhares de seitas protestantes pertence? Seria àquela do “cuspe” de Cristo?
    3º – Você tem alguma Procuração para falar em nome de todos os protestantes?

  13. Célio, se vc tiver honestidade intelectual, leia o livro “Como a Igreja Católica Construiu a Civilização Ocidental” e tome consciência de como vc é mau caráter, a Igreja com sua riqueza foi quem primeiro fundou escolas, faculdades, hospitais, asilos, abrigos, se não fosse o dinheiro da Igreja não teria civilização leia esse livro histórico e me diga qual instituição fez mais 5 % que a igreja fez.

  14. No solamente la concepción de “iglesia” del ex terrorista comunista “Fray” Betto es contraria a la enseñanza infalible de la Iglesia, sino también la noción de “iglesia” expuesta en los decretos “Lumen gentium” y “Unitatis redintegratio” del “concilio” y difundida por los “papas conciliares”, según la cual la Iglesia de Cristo no es solamente la Iglesia católica, sino que está constituida por ella, las “iglesias” cismáticas y las secta protestantes. Según este decreto la Iglesia estaría dividida y “cristianos” no católicos serían nuestros hermanos separados con lo cuales tenemos que re-unificarnos.
    +
    Semejante noción de Iglesia es una clara negación del dogma de la Unidad de la Iglesia en la Fe y con ello una herejía.
    +
    Por ello no solamente Fray Betto es un hereje, sino todos los funcionarios de la secta “conciliar” que difunden esta herejía (y otras), entre ellos Bergoglio, alias Francisco I, lo son.
    +
    ?Puede un hereje ser Papa?

  15. Meu Deus, Regina Lúcia. Que a igreja católica romana não se preocupa com os pobres, eu sei, seus colégios só são frequentados por quem pode pagar. As crianças que morrem de fome em todo mundo, nunca receberam apoio da igreja católica, a não ser a presença de alguma pobre feira abnegada que acredita que está fazendo um serviço a Deus e às crianças, mas não recebe um centavo da igreja romana para alimentar aqueles que ela visita, mas ovaciona fidel, mao-tse tung e seus sucessores, é confundir tudo. Quem disse que fidel respeita as crianças, quando mata os pais, só por não concordarem com sua política? Ou o imperador da china que mata, não só cristãos de verdade, seguidores de Cristo, mas até católicos que se enganam fazendo o trabalho do papa e morrem também por isso. Não confunda tudo Regina. Os dois são inimigos de Cristo e desviam as pessoas de Deus. .@Regina Lúcia das Chagas Pereira

  16. Essas são as divisões internas que a igreja romana nega existir, quando diz que os protestantes tem. Nisso eu não me meto, pois é briga de “irmãos”. Mas a última afirmativa eu não posso aceitar. Jesus criou a igreja romana com seus meandros e hierarquia monolítica? Jesus criou a sua (dele) igreja e ela não tem placa, não. Qualquer um que creia nele como Deus e aceite que o que ele fez na cruz do calvário, derramando seu sangue para pagar os pecados da humanidade, e crê nesse perdão, que o torna um filho de Deus, é ligado direto a Deus, através da intercessão do Espírito Santo (João 1.12) sem precisar que nenhum padre o ligue a Deus pelo sacrifício incruento da missa (sem derramamento de sangue não há remissão de pecados-Hebreus), nem necessitar de um vigário de Cristo, que o represente e une-se a outros que creiam nas mesmas coisas, é uma igreja local de Cristo na terra. A universal é invisível e dura desde o pentecoste até hoje e só Cristo conhece os que a compõem e assim, os que a compõem sabem que são parte do corpo de Cristo, essa sim, a única, indivisível e universal igreja de Jesus Cristo, até à sua volta.

  17. Caro Sérgio, o frei beto não produz orgasmos intelectuais, no máximo produz espasmos intelectuais, pois jamais produziu nada em sua vida a NÃO SER APOIAR OS REGIMES TOTALITARISTAS, QUE ELEIMINAM AQUELES QUE LHE SÃO CONTRÁRIOS. Infelizmente, intelectuais iguais aos frei beto e boff, são mentes que servem apenas para prejudicar o povo. Para isso usam o nome de Deus em vão. São pecadores que apoiam oe regimes de cuba, da venezuela e de outros que repudiam a democracia.
    E Sandro de Pontes, você fala por que tem fundamentação do que falas ou falas como a maioria porque ouviu falar e, também, és de regimes podres e infames que não admitem a liberdade de expressão ou de qualquer outro genero? Infelizmente você fala, mas não mostras o porquê ou os porquês? Nós não precisamos de outros infames e podres mentes iguais a Fidel e Raul de Cuba; de Chaves da Venezuela; de Lula e Dilma no Brasil. Chega de poderidão e de idiotices evasivas. De que adiante você cobrar alguma coisa de alguém se você nada diz? O que esses papas fizeram como papas ou antes do papado? Nos mostre com fundamentação confiável, pois somente assim poderemos lhe dar uma resposta qualificada. Tomara que nós, brasileiros, possamos discutir esses assuntos com dignidade.

  18. @Sandro de Pontes
    Deveria ter cuidado ao falar do Santo Padre e do (anteriormente papa Bento XVI) Bispo Ratzinger, meça muito bem as suas palavras. Não estou dizendo que eles não têm atitudes livres de serem condenadas em relação à doutrina católica. Mas saiba que Deus cobrará cada ofensa dirigida a um religioso; uma coisa é falar firmemente sobre os erros. Outra é usar vocabulário torpe.
    Falo isso para o seu próprio bem. Paz!

  19. São orgasmos intelectuais de quem pensa muito,não produz nada e quer,conforme disse o SantoPadre,transformar a Santa Igreja em uma ONG intelectual e piedosa para satisfazer seus caprichos.Ninguém é impedido de ser,mas seja por você mesmo sem perturbar os outros com longas explanações que só ele entende.Verdadeiros orgasmos intelectuais maléficos.Que o Santo Espírito continue iluminando o Santo Padre em sua retomada dos Fundamentos da Igreja de Jesus,O Cristo de Deus.

  20. Toda Igreja deve se atualizar, segundo os seus principios, e todas as instituições se renovar, segundo suas finalidades. Há um força centrifuga com relação os principios da Igreja. “Fazei isto em memória de mim” – é e sempre será uma atualização. E será sempre em funçao dela que toda Igreja se atualiza. A missa de ontem já foi para a eternidade. Ceia é imitação da Eucaristia e pelas palavras da consagração e gestos liturgicos fazema diferença.

    Na verdade eu não daria espaço ao Frei Beto numa coluna como esta. Na verdade o ignoraria. Há outros artigos que nos conduzem a Fé, à renovação de nossas vidas em função da atualização da Eucaristia.

  21. Paulo Roberto Campos, salve Maria.

    Fico feliz que tenha apontado o desvio doutrinário de Frei Betto. Agora, por favor, aponte também os muitos desvios de Bento XVI, o herege, e também de Francisco, o Fraticelli.

    Porque a mesma graça e inteligência que o fez escrever contra Beto deverá fazê-lo escrever também contra aqueles que são muito mais perigosos do que Beto.

    Concorda? Ou vai se omitir de denunciar destes desgraçados Bento e Francisco?

    Cordialmente,

    Sandro de Pontes

  22. O perturbado EX- frei Beto, ao que parece, está a serviço do COMUNISMO e, desgraçadamente, infiltrou-se na Santa Madre Igreja – – – mas já está fora – – -e pregando contrário à Igreja Católica Apostólica Romana – – Se em 20 séculos a Santa Igreja não ruiu, não será um lunático despeitado a destruí-la – – Por que ele não cria a sua própria igreja, entre tantas que estão ai, mas certamente temporárias e à cata do dinheiro dos incautos – – – Abre uma aqui, fecha outra alhures … e assim por diante … Ele que comece por Cuba – – a pregar sua nova igreja … Certamente, seu fim será no PAREDON cubano …

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome