Aborto, pauta internacional das esquerdas, volta a ameaçar o Brasil

0

Aborto é pauta de esquerda em todo o Ocidente. No Ocidente, ressalto, porque esse nasceu sob o influxo da Santa Igreja, com a evangelização missionária, com a civilização — e a agenda de esquerda quer a destruição da Civilização Cristã. Claro, isso se repete na África, na Ásia como sendo uma potente e destruidora tenaz da Revolução contra a família.

PSOL leva projeto pró aborto ao STF

“O Supremo Tribunal Federal (STF) se prepara para votar a ADPF 442, que pode autorizar a prática até a décima segunda semana de gestação. O caso teve origem em um pedido apresentado pelo PSOL em março de 2017.”

Os partidos de esquerda são invariavelmente contra a família. Aliás, sua agenda vai além: é um kit de violações à Lei Natural, inclui a destruição da família, da propriedade, contra a legítima defesa do homem de bem.

Consórcio Internacional pró aborto pressiona o Brasil

A lista das entidades pró aborto somam 37 e inclui conhecidas ativistas internacionais da cultura da morte, comenta a notícia da Gazeta do Povo, todas têm sua sede fora do Brasil:

  • International Women’s Health Coalition (IWHC),
  • a Human Rightws Watch,
  • o Center for Reproductive Rights,
  • o Consórcio Latino-Americano contra o Aborto Inseguro,
  • o Comitê Latino-Americano e do Caribe para a Defesa dos Direitos da Mulher e o O’Neil Center, da Universidade de Georgetown, nos Estados Unidos.

A lista de entidades brasileiras pró aborto que recebem financiamento estrangeiro:

  • “O Conectas Direitos Humanos, por exemplo, obteve doações generosas da Open Society Foundations, do bilionário progressista George Soros, nos últimos anos. O total entre 2017 e 2020 chega a US$ 7,3 milhões.
  • O Centro Feminista de Estudos e Assessoria (CFEMEA) e a ong CRIOLA também são financiados pela entidade de George Soros.
  • O Grupo Curumim Gestação e Parto é mantido pelo Fundo Brasil de Direitos Humanos, que por sua vez é abastecido por recursos de… George Soros.
  • Na lista de Soros também estão Rede de Desenvolvimento Humano – REDEH, que conta ainda com o apoio da União Europeia e já foi beneficiada pela Fundação Ford.
  • A ong SOS Corpo também recebeu financiamento da União Europeia.
  • A Rede Nacional Feminista de Saúde, Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos é parceira da ONU. A ong Católicas pelo Direito de Decidir é o braço brasileiro de uma organização sediada nos Estados Unidos, e também recebe financiamento estrangeiro.”

A defesa da vida é autenticamente brasileira

Já temos 15 organizações pró Vida que pediram para ser ouvidas no processo como amicus curiae. A grande maioria do povo brasileiro é contra o aborto, é ponto pacífico aceito por todos os católicos que sejam de esquerda.

Apesar de que “poucas entidades pró-vida organizadas ingressaram como amicus curiae”, temos um vasto leque de entidades pró-vida espalhadas pelo país, mantidas por voluntários e com o firme propósito de salvar vidas, afirma o advogado Paulo Fernando Melo da Costa da Associação Nacional Pró-Vida e Pró-Família.

Também Edna Zili, presidente da Associação Nacional dos Juristas Evangélicos, se posiciona contra o aborto. Também o advogado Rafael Saldanha, do Instituto Liberal do Nordeste, ressalta que o Brasil tem uma sólida maioria contra o aborto e é um país de tradição católica.

E a CNBB? Fará ouvir sua voz contra o aborto?

Infelizmente, a notícia não se refere à CNBB. Somos uma Nação de maioria católica, uma palavra firme dos Senhores Bispos afastaria a ameaça do aborto e derrotaria as pretensões da esquerda.

O recente comunicado da CNBB, por ocasião da eleições, não dá grande esperança de que a entidade tomará uma defesa enérgica da vida contra o aborto. Suas preocupações, estampadas na Nota, entram em assuntos que são competência da esfera civil para a qual o Mandato de Nosso Senhor — Ide e evangelizai todos os povos… — fica posto à margem.

É hora da CNBB recuperar parte de sua credibilidade defendendo a família baseada em dois Mandamentos da Lei de Deus, no ensinamento dos Papas — e condenando qualquer iniciativa pró aborto em nossa legislação. Aguardemos e rezemos.

Já que falamos em eleições, saibamos cumprir nosso dever moral de votar em candidatos pró Vida, contra o aborto e pela defesa direito de propriedade. https://ipco.org.br/o-dever-moral-dos-catolicos-face-as-eleicoes/

Nossa Senhora Aparecidade proteja o nosso Brasil e sua providencial missão de ser baluarte dos Valores Morais.

Fonte: www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/financiamento-estrangeiro-infla-causa-pro-aborto-no-stf/

Deixe uma resposta