França alertou EUA sobre o laboratório de Wuhan

0

A França alertou os EUA, em 2015, sobre o Laboratório de Wuhan que ajudou a construir.

China restringe cooperação da França em Wuhan

“O governo federal dos EUA deveria ter parado de financiar pesquisas no Instituto de Virologia de Wuhan em 2015, quando a China reduziu sua cooperação com os franceses na construção e operação do laboratório, de acordo com o líder de uma investigação sobre as origens do COVID-19 pelo Departamento de Estado, sob o Administração de Trump.”

Em 2015, oficiais de inteligência franceses alertaram o Departamento de Estado dos EUA e seu próprio Ministério das Relações Exteriores que a China estava cortando a colaboração acordada no laboratório, disse o ex-oficial de Estado David Asher, agora membro sênior do instituto de estudos Hudson, ao Daily Caller News Fundação.

França expulsa, em 2017, do laboratório de Wuhan

Em 2017, os franceses “foram expulsos” do laboratório e a cooperação cessou, levando as autoridades francesas a alertar o Departamento de Estado de que tinham sérias preocupações quanto às motivações chinesas, de acordo com Asher.

O Departamento de Estado alegou em janeiro de 2021, no final do governo Trump, que o laboratório de Wuhan havia se envolvido em pesquisas confidenciais em nome dos militares chineses desde pelo menos 2017.

China impede investigação no laboratório de Wuhan

Na quinta-feira, a China disse que não permitiria que a Organização Mundial da Saúde (OMS) inspecionasse mais o laboratório. A China bloqueou o acesso da OMS a registros importantes do laboratório.

“Os chineses basicamente sugaram o Estado para sua operação de potes de mel para obter acesso à tecnologia, conhecimento e suporte material dos EUA. Assim como fizeram em todos os setores ”, disse Asher.

O otimismo da era Nixon, com suas viagens à China, o Acordo de Xangai, classificado pelo Prof. Plinio como sendo Yalta multiplicada por Yalta, ou seja, a entrega do Ocidente. De fato, como resultado da “distensão” dos EUA com o regime comunista chinês, foram injetados bilhões, tecnologia de ponta, transferência de fábricas ocidentais para a China. Criaram o monstro PCCh.

***

A notícia continua informando o fornecimento de subsídios americanos a fim de beneficiar o laboratório de Wuhan.

“Entre outubro de 2009 e maio de 2019, a Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) forneceu US $ 1,1 milhão para a EcoHealth Alliance, sediada nos Estados Unidos, para um sub-acordo com o Instituto de Virologia de Wuhan, de acordo com a USAID. A EcoHealth Alliance também recebeu financiamento da Agência de Redução de Ameaças de Defesa do Departamento de Defesa, que foi subcontratada ao laboratório de Wuhan, informou a revista New York. Os subsídios do National Institutes of Health (NIH) para a EcoHealth Alliance totalizando US $ 600.000 entre 2014 e 2019 foram subcontratados ao Wuhan Institute of Virology.”

Dr. Anthony Fauci está estreitamente ligado ao laboratório de Wuhan.

O Wuhan Institute of Virology, que está no centro das especulações de que o COVID-19 pode ter se originado de um acidente de laboratório, foi iniciado em 2004 como um projeto conjunto entre a França e a China.

A França otimista acreditou na sinceridade da China

A França forneceu o design do laboratório, o treinamento em biossegurança e grande parte de sua tecnologia.

Os franceses imaginaram o instituto de Wuhan como um laboratório aberto e transparente que serviria à comunidade científica global no estudo de pandemias em potencial, de acordo com um telegrama do Departamento de Estado em abril de 2018, citando um funcionário do consulado francês baseado em Wuhan que trabalhou na cooperação científica e tecnológica com China.

Enquanto os principais políticos franceses apoiaram a colaboração, os especialistas franceses em segurança e defesa não o fizeram, relatou o jornal francês Le Figaro.

As autoridades de segurança nacional não queriam compartilhar tecnologia sensível com um país opressor que não era um aliado e temiam que o laboratório pudesse um dia ser transformado em um “arsenal biológico”, de acordo com Le Figaro.

***

Foi previsto, aconteceu. Ainda há tempo para o Ocidente acordar em relação ao PCCh. O comunismo é uma seita filosófica, hegeliana, que quer impor sua dominação em todo o mundo.

Acordemos. Uma pressão internacional para investigação das origens do virus e uma indenização mundial, a ser cobrada da China, seria o mínimo desejável nas relações internacionais. Uma Nurenberg do comunismo chinês, é o que mais desejamos.

O povo chinês não se identifica com o PCCh. Prova disso é a ausência de eleições gerais desde a revolução maoísta de 1949.

Fonte: https://www.theepochtimes.com/mkt_morningbrief/france-warned-the-us-in-2015-about-the-wuhan-lab-it-helped-build-former-covid-19-investigator-claims_3918684.html?

Deixe uma resposta