Auxílio dos Cristãos no combate aos inimigos da Santa Igreja

0

Neste dia 24 de maio, em que comemoramos a festa de Nossa Senhora Auxiliadora, em homenagem à augusta Auxiliadora dos Cristãos transcrevemos um belo trecho do livro do sacerdote jesuíta Pe. José de Oliveira Dias.*

Hoje vamos recordar que o título de Auxilio dos Cristãos com que São Pio V enriqueceu as Ladainhas Lauretanas, são o devido tributo de ação de graças rendido a Maria pela grande vitória de 1571, alcançada sobre os inimigos do nome cristão.

Nada mais bem fundado do que este título de Maria. Maria é a Mãe da Igreja e a Igreja Sua filha predileta. Ela foi a obra-prima do Salvador, que na Sua Inteligência, arquitetou e do Seu Coração fez nascer esse novo mundo de almas associadas na luz e no amor […].

Começa a época das perseguições: a Igreja põe toda a sua confiança no culto que consagra a Maria. Esse culto lê-se ainda hoje vivo e imortal nas paredes das catacumbas, onde o desenho e a pintura o perpetuaram. A imagem de Maria, colocada nas absides principais dessas criptas, onde a fé dos primeiros cristãos ia consolidar-se e defender-se, mostra como desde o berço o cristianismo compreendeu onde estava o seu refúgio contra qualquer perseguição dum inimigo sanguinário.

Auxilio dos Cristãos tem-no sido também sempre que os inimigos da Igreja a assaltam à mão armada para afogarem em sangue os seus defensores. É a imortal epopeia de Maria que no seio da Igreja se ergue como a torre inexpugnável de David, da qual pendem mil escudos de guerra, toda a armadura dos bravos. Temerosa como um exército em ordem de batalha.

Ela foi a fortaleza dos cristãos no século das Cruzadas, Ela desbaratou os inimigos do nome cristão numa série interminável de batalhas, desfez o poder dos Albigenses no Ocidente, foi o terror do Islão no Oriente.

Lepanto, Viena, Malta, Corfú são monumentos imorredouros que perpetuam a memória dos triunfos de Maria […].

Há ainda e haverá sempre heresias no mundo. Mas a Igreja não deixará nunca de cantar aos pés de Maria: Só Tu, ó Virgem, no universo inteiro tens dado morte a todas as heresias. E é matando as heresias que Ela se mostra verdadeiramente o Auxílio dos Cristãos.

No passado a nação brasileira, desde que recebeu o baptismo da ortodoxia católica, foi, por especial protecção da Providência, preservada de adulterações heréticas. Debalde tentou o Calvinismo holandês levar à apostasia o Norte do país. Os nossos antepassados, na sua perseverante resistência à invasão da heresia já então mostravam de que fibra era tecida a nobre e sempre fiel alma brasileira da qual não é fácil desarraigar a verdadeira fé.

As hodiernas heresias, o desacreditado positivismo, o grosseiro e fraudulento espiritismo, o traiçoeiro comunismo e o nefasto protestantismo, já esfacelado nas suas mil seitas, insistem nas suas pérfidas investidas contra a ortodoxia católica do Brasil. Mas a esperança dos brasileiros está posta em Maria, Auxílio dos Cristãos.

____________

* Pe. José de Oliveira Dias, S.J., Florilégio Ilustrado da Fátima, Oficias Gráficas PAX, Braga, Portugal, Edição da Sociedade Brasileira de Educação, 3ª. edição, 1952, p. 279-282.

Deixe uma resposta