Bispo pró Vida, contra Mandato de Vacinas, é removido pelo Vaticano

0

ARECIBO, Porto Rico (LifeSiteNews) – O Papa Francisco removeu o bispo conservador Daniel Fernández Torres da Diocese de Arecibo em Porto Rico sem procedimentos formais, por alegações de desobediência e falta de colegialidade com outros bispos porto-riquenhos.

Como se verá a falta de colegialidade se refere à oposição ao Mandato de Vacinas que exclui católicos da recepção de Sacramentos.

Apenas 57 anos, bispo conservador é removido de sua diocese, sem processo canônico

57 anos, defensor da vida e contra os mandatos de vacina

O bispo Fernández Torres, 57, um defensor ferrenho da vida e da família e opositor dos mandatos de vacina contra a COVID, protestou contra sua remoção como “totalmente injusto” em um comunicado na segunda-feira.

O bispo, que liderou a diocese de Arecibo por quase 12 anos, observou que o delegado apostólico do Papa Francisco em Porto Rico pediu verbalmente que ele renunciasse, mas ele se recusou a fazê-lo, pois “não queria se tornar cúmplice de um ação totalmente injusta.”

Nenhum processo foi feito contra mim”, escreveu Dom Fernández Torres, “nem fui formalmente acusado de nada, e simplesmente um dia o delegado apostólico me comunicou verbalmente que Roma estava me pedindo para renunciar”.

“Um sucessor dos apóstolos agora está sendo substituído sem sequer realizar o que seria um processo canônico devido para remover um pároco”, acrescentou o bispo.

A miserícórdia está ausente …

“Fui informado de que não havia cometido nenhum crime, mas que supostamente ‘não fui obediente ao papa nem tive comunhão suficiente com meus irmãos bispos de Porto Rico’”, disse ele.

“Lamento profundamente que na Igreja onde a misericórdia é tão pregada, na prática alguns carecem de um senso mínimo de justiça”, continuou ele. “Expresso minha comunhão na fé católica, com o Papa e meus irmãos no episcopado, apesar de minha perplexidade diante de uma arbitrariedade incompreensível”.

Bispo deposto defendeu direitos de consciência, ensinamento da Igreja

A demissão do bispo Fernández Torres ocorreu depois que ele se recusou a participar de uma declaração emitida pelos outros seis bispos de Porto Rico em agosto, anunciando que os fiéis seriam segregados na missa com base em seu status de vacinação contra a COVID-19.

A carta de agosto também impôs um mandato rigoroso de vacinação para clérigos e funcionários da Igreja e afirmou que “não há base” no ensino católico para rejeitar a vacinação compulsória.

“Lembramos que o valor e a defesa da vida, assim como a gravidade do pecado do aborto, fazem parte de nossas crenças religiosas como católicos”, acrescentou. “Portanto, é possível que um fiel católico tenha objeção de consciência à suposta natureza obrigatória da vacina Covid-19.”

***

Nossas orações pelo bispo Dom Fernández, afastado de seu cargo sem processo legal, e perseguido por adotar uma contundente posição pró Vida e contra o socialista Mandato de Vacinas.

Também oposição à ideologia de gênero

Em uma entrevista em março de 2021 ao LifeSiteNews, o bispo criticou uma proposta de lei em Porto Rico que criminalizaria “qualquer esforço ou tratamento” para reduzir ou eliminar a atração pelo mesmo sexo ou a confusão de gênero em crianças, apontando que muitos jovens começam a se identificar como homossexual ou transgênero após abuso sexual. O projeto teria efetivamente proibido o ensino moral católico, alertou.

“É crime ser cristão em Porto Rico?” o bispo de Arecibo escreveu em uma carta ao Senado de Porto Rico no ano passado. “De fato, é quando se pretende impor, sob pena de acusações de ‘abuso institucional’, que nossas instituições religiosas ensinam algo intrinsecamente contrário à fé, à biologia e à razão humana.”

A organização católica porto-riquenha Fieles a la Verdad agradeceu a ele em uma carta aberta por seu “exemplo de fé, coragem e integridade” e “por nos ajudar a distinguir entre dogmas de fé e doutrinação pelo Estado e falsos profetas”.

Nossa Senhora da perseverança proteja os padres e bispos injustamente perseguidos por sua fidelidade à doutrina da Santa Igreja.

Fonte: https://www.lifesitenews.com/news/pope-francis-abruptly-removes-faithful-bishop-who-opposed-covid-vaccine-mandates/?utm_source=featured&utm_campaign=catholic

Deixe uma resposta