Brasil, somos um Povo! Massa é produto de esquerda

0

Povo, massa, vimos os brilhantes conceitos e ensinamentos do Papa Pio XII em sua Alocução aos membros do Congresso do “Movimento Universal para uma Confederação Mundial”: ensina o Pontífice que o Povo tem vida própria e a Massa se move por estímulos extrínsecos à ela. Mostramos, também, o papel das Redes Sociais Conservadores como fator de afirmação do Povo brasileiro.

O vaqueiro paraense é o contrário da MASSA fabricada pela esquerda

Entedemos por que a Esquerda quer amordaçar a Internet como faz a China comunista, a Venezuela, Cuba e Rússia de Putin. https://ipco.org.br/globalizacao-vs-organicidade-povo-e-massa-no-ensinamento-de-pio-xii/

***

A Esquerda, como produto genuíno da Revolução massificante, é filha da contradição; ela se alimenta da contradição; a esquerda não resiste aos argumentos da lógica e do bom senso. Democracia, na linguagem da Esquerda é tudo aquilo que favorece a Revolução. Se o Povo se manifesta … chamam de atos antidemocráticos.

Vimos, na malfadada CPI da Covid, como os argumentos dados por médicos, por aqueless profissionais de saúde que estavam diretamente envolvidos no dia a dia da cura de pacientes da Covid, não interessavam à direção da Comissão. A ciência médica foi deixada de lado e passou a imperar a retórica pró pânico, uma “narrativa” que passou a ser o gps de todos os trabalhos. Foi, sem dúvida, o triunfo da ilogicidade. Teve seu prêmio: caiu no descrédito, no esquecimento até que a esquerda invente outra artimanha.

A esquerda produz a “massa”

“Cumpre lembrar que os falsos profetas do populismo revolucionário (esquerda), aparentando zelo pelos interesses e pelos direitos das classes humildes, omitem sistematicamente este ponto de capital importância: assegurar ao povo o direito e os meios concretos de ser um povo autêntico, na força do termo, e não uma informe e caótica massa“, advertiu o Prof. Plinio https://www.pliniocorreadeoliveira.info/ACC_1961_123_A_massa_engendrada_pela_Revolucao.htm

* * *

A esquerda produz anonimato

“No seu intuito de nivelar, confundir e reduzir tudo ao anonimato, apraz à Revolução aglomerar multidões anorgânicas e imensas. Nesta o homem se sente como uma unidade meramente aritmética, um grão de areia num deserto, uma ficha, algo de inerte, de avulso, de inexpressivo, de inumano enfim, que a propaganda (midia), a burocracia e a polícia — as três tenazes do socialismo — dirigem a seu bel prazer.” Tal qual se faz em Cuba, na China, na Venezuela.

“É nessa ordem de coisas, que tende a tirar a cada homem, a cada família, a cada região, a cada profissão, os meios de expandir uma personalidade própria, típica, original, de constituir grupos e corporações animadas de vida autônoma e peculiar, nisto muita gente quer ver o paraíso do povo.”

Os conservadores estimulam as personalidades

Saudável, sólida, viva, esta jovem é evidentemente uma alemã. Ela tem uma raça definida e as características de uma pátria concreta. Ademais, pertence — e seu traje bem o diz — a uma região em que os séculos elaboraram livremente toda uma indumentária típica, adequada à mentalidade dos habitantes e às suas condições de vida.

“Além disto, não é possível duvidar de sua profissão. Dois limões presos na cartola, ao mesmo tempo que servem de agradável e pitoresco ornato, indicam que a jovem é vendedora destas frutas.

A Sociedade Orgânica favorece as personalidades

“Alemã, hamburguesa, vendedora de limões, esta moça vive em quadros sociais e em ambientes definidos, nos quais ela pode ser ela mesma, isto é, algo mais que um número impessoal em um “mare magnum” de homens, amorfo e inumano …

https://www.pliniocorreadeoliveira.info/ACC_1961_123_A_massa_engendrada_pela_Revolucao.htm

Os regionalismos no Brasil

E o Brasil real? Aquele Brasil que não é representado na grande Midia, nem na CPI da Covid, nem no chamado mundo dos intelectuais de esquerda.

Por que a Esquerda quer massificar o Brasil?

É esse Brasil autêntico que preocupa profundamente a Esquerda midiática, política ou eclesiástica. Até o Sr Arcebispo de Aparecida afirma que o inimigo é o dragão do conservadorismo. O ex Frei Boff diria a mesma coisa. Lula, o PT e simpatizantes destes nos Três Poderes querem nos impor o silêncio das Redes Sociais.

Vejamos um trecho sobre o vaqueiro paraense:

“Em inteira consonância com o que dizemos, está o admirável tipo contemporâneo de vaqueiro paraense de nosso clichê.

Fisicamente, sua condição de plebeu fez dele uma obra prima de força, saúde, equilíbrio temperamental. Habituado ao ar livre e puro, ao exercício tonificante, à mesa sóbria mas farta, ao repouso largo e autêntico do campo, ele domina os espaços e os incontáveis rebanhos, com sua agilidade de verdadeiro “técnico”.

“Daí lhe veio também um desenvolvimento equilibrado dos nervos e da alma, que se reflete no porte varonil e elegante, na expressão plácida mas vivaz do semblante. Vaqueiro, ele o é em todo o seu ser. Mas como possui e exprime a modesta e esplendida dignidade que há em ser um honesto e operoso vaqueiro das vastidões do Pará!”

https://www.pliniocorreadeoliveira.info/ACC_1954_048_Altivez_popular.htm

***

Conheci esse Brasil nos anos transcorridos em Caravanas da TFP. Do Amazonas ou do Acre até o Chuí, de Leste a Oeste o Brasil real não se confunde com essa minoria barulhenta bafejada pela Midia.

Caravana da TFP atravessa, de balsa, o Rio São Francisco

O sadio regionalismo é uma afirmação de brasilidade. A esquerda que impõe a chamada “diversidade” ao mesmo tempo enforca toda sadia variedade (diversidade) que se manifesta, por exemplo, nas Redes Sociais conservadoras. Quer essa esquerda a “diversidade” ou apenas nos impor a ideologia de gênero?

Nossa Senhora Aparecida proteja o verdadeiro Brasil, sua missão providencial. No pleito de 2022 saibamos, mais uma vez, dizer NÃO às esquerdas e ao falso Centrão.

Deixe uma resposta