Um marco na História do Brasil, no esforço da classe médica, na luta daqueles que sinceramente querem derrotar o coronavírus: ultrapassamos três milhões de curados, imunes!

Uma prova de sinceridade: a mídia e os governadores de esquerda no banco dos réus!

Saibamos agradecer à Divina Providência essa vitória sobre o vírus chinês que é também uma vitória sobre a midia e ao mesmo tempo desmente os governadores de esquerda.

Leitor, quer uma prova dessa má vontade da mídia? Vejamos quantas manchetes vão celebrar essa grande vitória. Quantas porão em destaque que temos 3 milhões de imunes ao coronavírus. Não são apenas curados, se tornaram imunes!

Esse número de curados é evidentemente muito maior. Tantos de nós fomos contaminados e nos curamos sem sermos computados nos hospitais e nas cifras oficiais.

Até quando durarão a lei da máscara e a quarentena indiscriminada? Decresce o número de infectados

Leitor, divulgue essa boa nova. Estamos vencendo a guerra contra o vírus chinês!

Vejamos o gráfico (ao lado) dos casos ativos no Brasil, estão em declínio.

Até quando imperará a campanha midiática pelo medo, como se o vírus fosse ocasião de uma marca fatídica, indelével, perpétua no ser humano?  Pelo contrário, quem se curou passa a ser um imune.

17,5 milhões curados em todo o Orbe

Esse total de curados (17,499,592) no mundo também é “esquecido”.

Apenas em agosto foram curados mais de 5 milhões na face da Terra. A média de recuperações aumenta dia a dia.

Fator de ânimo, de esperança, de gratidão para com a Divina Providência que secunda os esforços humanos em sua luta contra o vírus.

Desprezamos a chamada segunda onda? Se ela vier, quem estará mais garantido é exatamente quem já foi curado! Não se fazem regras com base em exceções!

Brasil, confiança, esse ainda será um grande País!

O Cristo Redentor e Nossa Senhora Aparecida nos ajudem, nos guiem, nos reconfortem.

Está ficando difícil afivelar a máscara dos agentes e propagandistas do pânico.

Fonte de nossos gráficos: https://www.worldometers.info/coronavirus/country/brazil/

 

 

 

Deixe uma resposta