Recente notícia de AsiaNews transcreve declarações de Mons. Fang Xingyao, na Conferência Política Consultiva sobre Religiões, em novembro passado.– “O amor pela Pátria (China comunista) deve superar o amor à Igreja e a Lei do País é superior às Leis Canônicas”.

Bispo, presidente do Comitê Permanente e do Comitê Central do PC Chinês

Msgr. Juan Fang Xingyao é bispo de Linyl (Shandong) e membro do Comitê Permanente do Comitê Nacional do CPCPC. Ele também atua como presidente da Associação Patriótica Católica Chinesa e como vice-presidente do Conselho de Bispos Chineses.

O encontro, presidido por Wang Yang, presidente do Comitê Permanente do CPCPC (Conferencia Política Consultiva do povo chinês), e membro do Comitê Central do Partido Comunista, se realizou na sede do CPCPC com a participação de experts, acadêmicos, personalidades religiosas e assessores políticos.

A “Sinicização” é a “Estatolatria Pagã” chinesa

As afirmações de Msgr. Juan Fang Xingyao, bispo de Linyl, chocaram os católicos chineses e elas se enquadram no programa de Sinicização, de Xi Jingping, que se resume na submissão de todas as religiões ao PC Chinês e a introdução das doutrinas de Mao até nos Textos Sagrados.

“Estatolatria pagã” é o termo usado pelo Prof. Plinio Corrêa de Oliveira para aqueles que colocam o Estado acima da Igreja, como o faz, Xi Jinping, em nossos dias.

Fonte: http://www.asianews.it/noticias-es/Mons.-Fang-Xingyao:-La-patria,-antes-que-la-Iglesia;-la-ley-china,-antes-de-que-las-reglas-can%C3%B3nicas-48702.html

A Igreja sempre ensinou o Patriotismo, não a Estatolatria Pagã

O Patriotismo é uma virtude, sempre ensinada pela Santa Igreja. Santa Joana d´Arc deu um belíssimo exemplo de patriotismo.

Entretanto, a Estatolatria — seja de origem comunista, seja nazista — é condenada pela Igreja.

Sendo católicos, somos patriotas. Jamais colocaremos a Pátria acima da Lei de Deus! Antes, pelo contrário é a Lei da Igreja que leva nosso Patriotismo à dar a vida pelo Brasil.

Ficou conhecida a declaração antipatriótica de Prestes: numa guerra entre a URSS e o Brasil ele se posicionaria contra a Pátria Mãe.

* * *

Como católicos, recordamos com pesar o Acordo Provisório Vaticano-China (cujas cláusulas são secretas até para os Cardeais chineses), de 2018, que tem sido usado pelo PC chinês e pela Igreja Patriótica para oprimir, perseguir ou prender os católicos fieis à Roma.

 

Deixe uma resposta