Tratados são farrapos de papel que a gente rasga quando nos convém.

A frase não poderia ser mais apropriada a ditadores comunistas; Hitler também pensava assim.

Como se sabe, o Vaticano firmou com Pequim um “Acordo Provisório”, em setembro de 2018, (cujas cláusulas são secretas até para os Cardeais chineses) do qual Xi Jinping se serve para ser o algoz dos católicos, promovendo perseguição a todos que não se inscrevem na Igreja Patriótica.

Fonte e ilustraçao: https://gloria.tv/post/McNvyfTAuSc3672vuSQ3CuXt3

                                                  * * *

Pequim não perde ocasião: serve-se do Acordo para promover sua agenda comunista

O porta voz do Ministério do Exterior da China, Geng Shuang, disse em 28 de novembro que seu País “dá a boa vinda a mais intercâmbios” con o Vaticano, em resposta ao desejo expressado por Francisco de visitar Pequim.

Cardeal Zen, foto, faz contínuas denúncias da perseguição religiosa na China.

Shuang disse que a “boa comunicação” (sic) se manteve entre os dois lados (após o Acordo) e que uma “melhoria nas relações” será benvinda.

O site GlobalTimes, a versão em inglês do Partido Comunista, afirma que os dois lado se comprometeram em conhecer-se mutuamente e encontrar bases mais comuns para suas “missões compartidas”, tais como “combater o tráfico de órgãos” e “promover a proteção ecológica”.

  * * *

Graves delitos da China: tráfico de órgãos, violação de liberdade religiosa, poluição industrial

Mais uma frase que se aplica aos comunistas chineses: a palavra foi dada aos comunistas para esconder seu pensamento.

 Nosso site tem mostrado as contínuas perseguições ao Clero, aos católicos fieis à Roma movidas pelo Partido Comunista Chinês.   Denúncias gravíssimas feitas pelo Cardeal Zen, encarceramento de sacerdotes e bispos estão sendo veiculadas na midia.

E Pequim declara que deseja “mais intercâmbios” com o Vaticano, que vai promover o combate ao tráfico de órgãos…  quem quiser iludir-se … acredite.

Recentes declarações do Cardeal Zen

“A situação da Igreja na China é “terrível, terrível, terrível, disse em 3 de dezembro o Cardeal Joseph Zen no site NewBloommag.net.

“Ao falar sobre a história de seus contatos com o Vaticano, os chama de “simplesmente catastróficos”.  Fonte: (https://gloria.tv/es.news)

 * * *

Mas, a China considera a aproximação como bem vinda e quer incrementar as relações com o Vaticano.

Quanto ao Brasil, com imensas jazidas e sendo grande produtor de alimentos, — que recentemente firmou vários acordos com a China (ou seja, com PC Chinês), — que se cuide das “promessas” de Xi Jinping. Tratados são farrapos de papel que a gente rasga quando convém aos interesses do PC.

Deixe uma resposta