“Dois diplomatas chineses foram discretamente expulsos dos EUA depois de violar uma base militar em setembro, segundo um relatório.

Foto: Base militar na Virginia

“As autoridades chinesas têm tentado acessar as instalações do governo com mais frequência recentemente, em um aparente esforço para aumentar as atividades de espionagem.

“O governo dos EUA expulsou discretamente dois diplomatas chineses suspeitos de espionagem depois de chegarem a uma base militar sensível na Virgínia, informou o New York Times.

O incidente, foi mantido em segredo desde que aconteceu em setembro.

                                  A descrição dos fatos

“Isso aconteceu depois que dois oficiais se dirigiram ao posto de controle para entrar em uma base militar da Virgínia com suas esposas em setembro. Um guarda, que percebeu que não tinha permissão para entrar, mandou que passassem pelo portão, se virassem e saíssem. Mas os oficiais continuaram na base.

Um caminhão de bombeiros foi usado para bloquear seu caminho. As autoridades chinesas alegaram que não haviam entendido as instruções do guarda em inglês.

“Acredita-se que pelo menos um dos oficiais seja um oficial de inteligência, disseram ao Times seis pessoas com conhecimento das expulsões.

Preocupações de que a China intensifica seus esforços de espionagem

“O incidente, que não foi anunciado por Washington ou Pequim, sublinha as preocupações dentro do governo Trump de que as autoridades chinesas intensificaram seus esforços de espionagem à medida que a rivalidade econômica entre elesasal se intensifica.

“Autoridades chinesas portadoras de passaporte diplomático começaram a aparecer em instalações de pesquisa do governo com crescente frequência nos últimos anos, informou o Times. A base que as autoridades chinesas tentaram acessar em setembro era uma unidade sensível que abriga forças de Operações Especiais e fica perto da base da Marinha dos EUA em Norfolk, Virgínia”. (https://www.businessinsider.com/us-expelled-2-chinese-diplomats-suspected-of-spying-report-2019-12)

                       Também a Huawei é acusada de espionagem e violação das leis americanas

“O Dr. Christopher Balding conduziu uma pesquisa sobre Huawei Technologies Inc., a gigante das telecomunicações criada pelo ex-militar Ren Zhengfei.

“As conclusões foram alarmantes, segundo Marco Respinti, escritor e professor no Russell Kirk Center for Cultural Renewal, de Michigan, EUA, citado por Bitter Winter. 

A conclusão do trabalho do Dr. Balding é clara e direta: 

“Depois de examinar um conjunto exclusivo de dados sobre a atividade da Huawei, fica claro que há uma relação inegável entre a empresa e os serviços governativos, militares e de espionagem da China.” (…)

“Há evidência direta significativa de que o pessoal da Huawei age sob a orientação da espionagem chinesa com múltiplas conexões que percorrem o estado chinês.

“Isso deve preocupar governos que querem se prevenir contra a coleta de dados feita pela espionagem chinesa”. https://ipco.org.br/huawei-passa-suas-conversas-a-espionagem-chinesa/

O inquérito descobriu que os funcionários da Huawei previamente devem exercer funções militares de coleta de informações.

* * *

O Departamento de Defesa dos EUA proibiu a venda e uso de celulares das marcas Huawei e ZTE em suas instalações, noticiou “El Mundo” de Madri.

A medida entrou em vigor em 25 de abril (2018) sendo aplicada a celulares e demais dispositivos fabricados por essas empresas.

“Os dispositivos de Huawei e ZTE podem trazer um risco inaceitável para o pessoal, a informação e a missão do Departamento. À luz dessa informação, não é prudente que os estabelecimentos do Departamento continuem vendendo-os a nosso pessoal”, disse o major Dave Eastburn, porta-voz do Pentágono. (https://www.elmundo.es/tecnologia/2018/05/03/5aeac46722601d05558b4617.html)

* * *

Confiar ingenuamente em Acordos, Tratados com os comunistas — a História o comprova — é desconhecer a essência da mentalidade maoísta ou stalinista: os interesses do PC acima de tudo.

Moral, para a seita vermelha, é tudo que aquilo que favorece os interesses comunistas. E os Tratados são farrapos de papel que a gente rasga …

Enquanto Xi Jinping não fizer o mea culpa dos 70 anos de comunismo, dos quase 70 milhões de mortos pelo regime … e seguir o conselho de São Remígio a Clovis, rei dos Francos: “Queima aquilo que adoraste e adora aquilo que queimaste”


Abrir no Google Tradutor

 

Deixe uma resposta