A China conduzida pelo PCC vem sofrendo baixas em vários pontos do Globo. Austrália, Reino Unido, EUA são exemplos frisantes. Vem agora outro prejuízo para a imagem de Pequim: o confronto no Himalaia.

“O impasse entre tropas indianas e chinesas no Himalaia abalou as relações entre os dois países e ameaça minar os esforços de longa data para melhorar os laços econômicos.
As empresas chinesas foram alvo de uma série de medidas após um confronto mortal em 15 de junho, no qual 20 tropas indianas morreram junto com um número não revelado de vítimas chinesas.
“O governo indiano proibiu 59 aplicativos chineses, incluindo a popular plataforma curta de vídeo TikTok, citando preocupações de “soberania e segurança”, enquanto a Confederação da All India Traders, que representa 70 milhões de traders e 40.000 associações comerciais, está liderando uma campanha para boicotar bens chineses.”

 

“Antes dos confrontos nas fronteiras, o governo indiano já havia intensificado seu escrutínio sobre o investimento chinês e exigido “autoconfiança”.

“Outros países também estão reavaliando seu relacionamento comercial com a China após a guerra comercial dos EUA e preocupações crescentes com os produtos tecnológicos chineses.
“Como resultado, as empresas chinesas estão tentando convencer os clientes na Índia de que seus produtos foram produzidos localmente.
“Em um lançamento de produto, no mês passado, a Xiaomi, uma das maiores empresas de tecnologia da China, enfatizou que 99% de seus telefones e a maioria de suas TVs inteligentes eram fabricadas na Índia.
Imagens de satélite mostram retirada de tropas chinesas da linha de frente com a Índia

“As relações da China e da Índia sempre sofreram um déficit de confiança. Hoje, o déficit de confiança está em nível recorde ”, disse Palit.
“A relação econômica permanecerá, embora eles possam achar difícil se expandir para outras áreas, como investimento, turismo, ensino superior.
“É muito importante que ambos os países desenvolvam um mecanismo bilateral para garantir que eles possam fazer negócios com confiança. É mais importante para a China convencer a Índia a esse respeito. ”

***

Foi-se a era da expansão chinesa; a falta de transparência, as crescentes acusações de espionagem e roubo de tecnologia de ponta nos EUA, o suborno de cientistas americanos comprovados, tudo isso colaborou para tingir a face da China.

E a recente pandemia provocou, a nível mundial, um descontentamento com o PCC. Processos bilionários contra Pequim estão em curso.

A recente Lei de Segurança Nacional para Hong Kong — uma clara violação do acordo com o Reino Unido em 1985 — mostrou, mais uma vez, que o PCC é ditatorial, como o são todos os países comunistas.

Sirva tudo isso para alertar os brasileiros ingênuos — não falo do PT e do falso Centrão que são amigos de Xi Jinping — para com a China que a Mídia gostava de afirmar ser “o nosso maior parceiro comercial”. Até isso está caindo em desgaste … graças a Deus.

Fonte: https://www.scmp.com/news/china/diplomacy/article/3092729/why-india-and-chinas-latest-dispute-could-cost-both-sides-dear

 

 

Deixe uma resposta