Devoção mariana, fundamento para a organização da vida na sociedade temporal

0

A impregnação do espírito da Santa Igreja Católica na sociedade para que tudo esteja voltado para a maior glória de Deus com o objetivo de se alcançar a restauração da civilização e para que ela seja na Terra um reflexo do Céu

Transcrição do editorial da revista Catolicismo Nº 847, Julho/2021*

A Cristandade pode ser considerada como uma civilização sacralizada, composta por uma família de nações cristãs cujos membros — mesmo aqueles que não pertencem a uma Ordem religiosa — procuram impregnar a esfera temporal com o espírito da Santa Igreja. E também viver na sociedade civil de modo hierárquico, sempre de acordo com a sapiencial ordem estabelecida por Deus em todas as coisas, criadas harmonicamente desiguais.

Em tal ambiente sacral, contemplando as criaturas visíveis, os homens têm maior propensão a elevar suas mentes a Deus. Pela admiração das criaturas que vemos, podemos mais facilmente chegar ao Divino Criador que não vemos, porquanto os objetos criados refletem as insondáveis e invisíveis perfeições divinas.

Sendo a Santa Mãe de Deus a obra-prima da Criação e síntese de todas as perfeições da ordem e da estética do universo, podemos mais facilmente, enquanto A veneramos, chegar a compreender, amar e adorar a Perfeição absoluta que é Deus.

Como leigos devotos da Santíssima Virgem, devemos prestar a Ela um ato de vassalagem, consagrando-nos inteiramente como seus verdadeiros vassalos, além de procurar organizar a sociedade temporal, mesmo no âmbito limitado de cada um, para que esteja sempre voltada para a maior glória de Deus e da Santa Igreja Católica Apostólica Romana. Desse modo, estaremos trabalhando para a restauração de uma civilização autenticamente cristã, que se esforce para ser na Terra um reflexo do Céu.

Em resumo, esta é a principal temática desenvolvida na matéria de capa da edição de revista Catolicismo deste mês [foto acima], na qual celebramos Nossa Senhora do Carmo, principal comemoração de julho, cuja festa é fixada no dia 16. Neste mês completam-se também 770 anos desde que São Simão Stock (1164-1265), Prior Geral da Ordem do Carmo [foto abaixo], recebeu em 16 de julho de 1251 o santo escapulário diretamente das mãos da Soberana Senhora do Monte Carmelo, berço da Ordem Carmelitana.

____________

* Para fazer uma assinatura da revista Catolicismo envie um e-mail para catolicismo@terra.com.br

Deixe uma resposta