Miami sediará o primeiro ‘concerto contra o comunismo’ da América — uma ideia inteligente, atual e promissora: servir-se da música para produzir a verdadeira cultura e ao mesmo tempo mostrar ao público os erros do socialismo e do comunismo.

 Um concerto, com fins caritativos, denunciando ideias socialistas de candidatos democratas

“Ícones da indústria da música em Miami, Flórida, anunciaram a organização de um concerto de caridade, sem precedentes, contra o comunismo agendado para 11 de abril de 2020 – no calor de uma eleição presidencial em que vários candidatos democratas abraçaram abertamente ideias socialistas“.
O “Concerto Contra o Comunismo” é a ideia do lendário produtor de Miami Frankie Marcos e será co-patrocinado pela Direção Democrática Cubana, uma organização sem fins lucrativos que defende os direitos humanos na ilha” (castrista).

Os rendimentos para o concerto irão para organizações sem fins lucrativos que trabalham para ajudar as vítimas do comunismo.

 Na esteira das eleições presidenciais de 2020

Como os organizadores têm meses para se preparar, eles esperam adicionar dezenas de atos à lista, bem como aparições de políticos locais e nacionais que apoiam os esforços contra o comunismo, informa o site Breitbart.

O Governador de NY, por exemplo, é um promotor declarado do aborto e da agenda homossexual. Aliás, envidou todos os esforços para que a Câmara de Comércio cancelasse o apoio e homenagem ao presidente Bolsonaro.

Um anticomunismo atual, e muito oportuno, denuncia o leque desde Castro até o culto da personalidade de Xi Jinping

Como observa o site Breitbart, “o comunismo é uma ideologia que contém um espectro de visões extremas de esquerda – do marxismo tradicional ao castrismo” (ditadura Castro) — “até o culto à personalidade” de Xi Jinping (China) – “que defende o controle completo e totalitário da vida de cada indivíduo e controle completo do Estado de todas as propriedades, incluindo os cidadãos como propriedade”.

Uma tentativa de camuflagem após o fracasso da URSS

Após a queda da URSS, do Muro de Berlim, “muitos que aderem à ideologia comunista agora usam outros termos com conotações menos negativas. Na América Latina, a maioria dos aliados do regime cubano se identificam como “socialistas”, tentando remodelar seus respectivos países à imagem do comunismo cubano”.

O Petismo, por exemplo, tentou, nas últimas eleições esconder a estrela vermelha em suas propagandas …

* * *

A notícia tece considerações interessantes sobre as tentativas de convulsionar países na América Latina. A ideia de uma Contra Revolução cultural, portanto, anti socialista e anticomunista é altamente oportuna.

Em seu livro Revolução de Contra Revolução o Prof. Plinio Corrêa de Oliveira mostra que a eficácia de uma ação anti socialista, anticomunista vem exatamente de não fazer concessões ao espírito e mentalidade esquerdistas. O erro do Centrão é exatamente esse de querer fazer um meio termo entre verdade e erro. https://pliniocorreadeoliveira.info/RCR.pdf

Em boa hora o Brasil se levantou e conseguiu o Impeachment de Dilma Roussef e derrotou o PT nas urnas.

Trata-se para nós, brasileiros, voltarmos às raízes tradicionais e católicas de nossa Nação e reedificarmos o Brasil sobre os alicerces sólidos dos Valores Morais.

Nossa Senhora da Graças, cuja festa hoje celebramos, olhe benevolentemente sobre essa Terra de Santa Cruz.

Fonte: https://www.breitbart.com/entertainment/2019/11/25/concert-against-communism-miami/

Deixe uma resposta