15 de julho

1099: – Durante a Primeira Cruzada os cristãos conquistam o Santo Sepulcro em Jerusalém, e tomam a cidade, numa Sexta-Feira Santa. É fundado então o Reino de Jerusalém, que deveria durar até 1187.

1590: – Frente às costas de Tazacorte, na ilha canária de La Palma, o pirata francês protestante Jacques de Sores e seus homens, assassinam 40 missionários jesuítas, 32 portugueses e 8 espanhóis, que se dirigiam ao Brasil. Tornaram-se os 40 Mártires do Brasil.

1815: – Depois de sua segunda renúncia, Napoleão Bonaparte é desterrado e encarcerado na ilha Santa Helena, no Atlântico Sul.

1834: – Na Espanha, mediante decreto da rainha Isabel II, tem fim oficialmente o Tribunal da Santa Inquisição.

1857: – Na Índia, os cipaios (soldados indianos que serviam no exército da Companhia Britânica das Índias Orientais, sob as ordens de oficiais britânicos.) em rebelião, assassinam 211 mulheres e crianças inglesas em Bibi-Ghar (Cawnpore, agora Kanpur). Isso resulta na Batalha de Aong entre a Companhia Britânica das Índias Orientais e as forças de Nana Sahib, líder dos cipaios, que foram derrotados.

1914: – É introduzido o imposto de renda, na França.

1916: – Em Seattle, nos Estados Unidos, William Edmund Boeing funda a companhia aeronáutica que leva seu nome, Boeing.

1918: – Começa a segunda Batalha do Marne na I Guerra Mundial.

1965: – A sonda espacial norte-americana Mariner 4 inicia a captação de uma sucessão de 21 fotografias do planeta Marte, para posterior envio para a Terra.

1971: – No Chile, o presidente comunista Salvador Allende promulga a reforma constitucional que lhe permite a nacionalização da grande mineração do cobre.

1978: – A nascente TFP canadense publica nos jornais, resumo do livro “Desenvolvimento e Paz, um socialismo multicolor ao serviço do comunismo”.

1994: – Termina o Genocídio de Ruanda, que provocou a morte de mais de 800 mil pessoas, entre elas hutus, e que acabou com 75% e 85% da população tutsi. Foi considerado um dos piores genocídios da História.

1995: – João Paulo II faz um “mea culpa” pelas “culpas objetivas” da Igreja contra as mulheres.

Um dos fundadores das FARC, o ex-líder (já morreu) Manuel Marulanda, à direita, também conhecido por ‘Tirofijo’, e os comandantes Alfonso Cano, Ivan Marquez e Timoleon Jimenez, em imagem da década de 80 feita em região montanhosa da Colômbia. (Foto: Alatpress / Via AFP Photo)

1996: – Um C-130 Hércules da Força Aérea Belga com destino ao aeroporto de Eindhoven, na Holanda, que levava uma banda militar holandesa, quando em fase de aterrissagem, recebeu múltiplos impactos de aves, estrelando-se e provocando um incêndio que terminou com 34 mortos e 7 feridos.

2005: – Na província de Guayas, no Equador, dois tarados, usando cédulas de identidade falsa, contraem o primeiro “matrimônio” homossexual do país; meses depois, mediante julgamento, a Corte Nacional de Justiça ratifica dito ato.

2010: – Na Argentina, o governo de Cristina Kirchner aprova projeto de lei que permite o matrimônio entre pessoas do mesmo sexo, e a adoção por parte dos mesmos, tornando-se o primeiro país latino-americano a aprovar tais atos.

2014: – O governo colombiano e as FARCs retomam os acordos de paz entre o governo de João Manoel dos Santos e os guerrilheiros, depois das eleições presidenciais de 2014.

Deixe uma resposta