Efemérides – 23/11

0
Tropas republicanas reforçando as defesas portuárias do Rio de Janeiro, durante a Revolta da Armada.
O encouraçado Aquidabã, bombardeando os fortes do Rio de janeiro, em 1891.

1891: – Primeira Revolta da Armada: rebelião promovida por unidades da Marinha Imperial Brasileira contra os governos da recém-imposta República, após o golpe de 1889, e que contou com a participação de muitos monarquistas. O almirante Custódio de Melo ameaça bombardear o Rio de Janeiro, forçando a renúncia do presidente Deodoro da Fonseca. Entretanto o golpe fracassa.

1927: – Por sua fidelidade à Igreja, é fuzilado pelo governo revolucionário do México o “cristero” Luis Segura Vilchis.

1935: – No Brasil ocorre Intentona Comunista, tentativa de golpe contra o governo de Getúlio Vargas realizado por militares, em nome da Aliança Nacional Libertadora. Esta tinha o apoio do Partido Comunista Brasileiro (PCB), na época denominado Partido Comunista do Brasil, e do Comintern. O movimento foi reprimido pelas tropas legalistas.

1940: – Romênia se junta às forças do Eixo.

1942: – As tropas alemãs do 6o Exército Alemão ficam cercadas em Stalingrado.

1964: – Durante o Concílio Vaticano II, é publicada a abolição do latim como língua dos ofícios católicos.

 1999: – A Organização Mundial de Saúde revela que mais de 5,6 milhões de pessoas, em todo o mundo, estão infetadas pelo vírus da Aids.  

2020: – A companhia farmacêutica AstraZeneca anunciou que sua vacina Oxford é 70% eficaz, sem relatos de problemas de segurança. No entanto, as doses administradas estão apresentando percentuais de eficácia bastante diferentes, fazendo com que a equipe precise de um pouco mais de pesquisa antes de julgar a vacina mais eficaz.

– O Departamento de Polícia de Los Angeles informou que viu o maior aumento de homicídios (300 neste ano) na última década. Muitos acreditam que a pandemia e suas consequências sócio-econômicas são parcialmente culpadas.

Deixe uma resposta