Irmãos Muçulmanos, perigo maior que Bin Laden

Longe de sua propalada democratização apoiada por governos e mídias ocidentais, o Egito corre sério risco de ser dominado pelos radicais da Irmandade Muçulmana. – Esclarecedoras declarações de um sacerdote egípcio à Agência AsiaNews.

Irmãos Muçulmanos, perigo maior que Bin Laden

O grupo fundamentalista Irmãos Muçulmanos está ganhando terreno na mídia e ameaçando cristãos e muçulmanos moderados que apóiam um estado secular. O medo de um regime islâmico está levando muitos muçulmanos a emigrar para o Ocidente.

Cairo (AsiaNews) – “As reações no Egito à morte de Bin Laden tem sido distintas. Enquanto os muçulmanos moderados estão contentes com ela, os grupos da Irmandade Muçulmana, de Salafitas e Jihadistas chamam o terrorista de herói e mártir do Islã. Sua morte não reduzirá os perigos que cristãos e muçulmanos com mentalidade secular enfrentam desde a queda de Mubarak”, disse o Pe. Rafik Greiche, chefe de imprensa do escritório da Igreja Católica Copta do Egito e porta-voz de suas sete denominações no país.

O Pe. Greiche foi mais além, dizendo que muitos muçulmanos estão emigrando por medo dos fundamentalistas, que saíram de suas tocas depois da revolução no Egito e da queda do regime de Mubarak. Acrescentou que os mesmos trabalham duramente ao longo do país e estão engajados em propaganda anticristã, monopolizando algumas estações de TV, jornais e sites da Internet.

Os líderes muçulmanos estão chamando os cristãos de infiéis que não tem qualquer direito à representação no Parlamento”, disse o sacerdote. “Uma atmosfera de terrorismo psicológico está provocando medo nas pessoas que querem a democracia, conduzindo muitos para fora do país”.

A Irmandade Muçulmana é o grupo islâmico mais bem organizado do país. Ela criou quatro partidos políticos para as eleições de setembro, todos claramente fundamentalistas. Mas, para contornar a lei, que proíbe partidos confessionais a concorrer às eleições, eles eliminaram todas as referências ao Islã.

Algumas fontes disseram à AsiaNews que graças ao seu grande trabalho de propaganda, a Irmandade Muçulmana fará um novo avanço nas próximas eleições.

De momento, a única alternativa de orientação secular são os jovens da Praça Tahrir. Entretanto, após a revolução eles se dividiram em 16 grupos, que estão agora procurando se organizar como partidos políticos.

Contudo, muitos desses grupos estão ainda filiados à Irmandade Muçulmana e poderiam ser influenciados pelos velhos líderes desta, observou o Pe. Greiche, para quem “demorará um ano para se compreender todas as implicações da revolução, boas ou más

Não corrompam nossas crianças através da “Ideologia de Gênero”

A Ação Jovem do IPCO está promovendo uma campanha nacional de abaixo-assinados que serão enviados para o Presidente Michel Temer pedindo a exclusão da satânica "Ideologia de Gênero" da Base Nacional Comum Curricular - BNCC.

Clique aqui e assine já!

 

3 COMENTÁRIOS

  1. Os muçulmanos dizem ser amorosos em seus ensinamentos religiosos sim eles são de fato religiosos mas não obedientes nem ao alcorão que próprio se contradiz em sua litórgia e,nem a ALÁ curjo o nome que eles mesmo deram a JAVÉ que fez a sua aliança com Abraão.Isaque e Jacó e nunca com Ismael e Esaul. Ele prometeu a Abraão que iria abençoar a Ismael más que sua aliança é com Isaque. A pergunta é: Porque os muçulmanos não respeitam as opções religiosas das outras pessoas?

     
  2. Procurem ler as paginas amarelas da Veja, que apresenta a Princesa na capa. Ali fala da eleição democratica por parte dos fundamentalistas muçulmanos, que procuram ganhar legitimamente as eleições e uma vez no poder procurarão jamais sair dele. E desencadeia perseguições à imprensa, à todo tipo de religião, principalmente a Cristã e Judaica, com destruiçoes de templos e mortes aos que ele chamam de infieis. É interessante ler para se saber como eles agem democraticamente, uma vez que a democracia é aceita em todo mundo, mas para eles é apenas mais um meio de conseguir o poder.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome