A iniciativa canhestra, bizarra e anti patriótica da carta aberta de organizações brasileiras e internacionais ao secretário-geral das Nações Unidas, Antonio Guterres, manifestando “indignação” com a participação de Bolsonaro na abertura do evento vem, uma vez mais, confirmar o quanto a ideologia de esquerda é anti brasileira.

Que diria Osvaldo Aranha, presidente da primeira sessão especial da Assembléia Geral da Nações Unidas em 1947, de organizações brasileiras que atuassem junto à ONU para o Brasil perder a condição privilegiada, histórica, de abrir a Assembléia?

O que as esquerdas não querem: Brasil conservador e lider do Novo Mundo

       É manifesta a posição crítica e demolidora das esquerdas face ao governo Bolsonaro. E, vamos dizer tudo, radicalmente contrária a que o Brasil desponte como uma Nação conservadora e marque os destinos do Novo Mundo.

A carta aberta faz referência à oposição de Di Blasio, prefeito de esquerda de NY à homenagem a Bolsonaro em maio de 2019. Conhecidamente como militante de esquerda do Partido Democrata, pró sandinista, “no primeiro ano no cargo, de Blasio também declarou que boicotaria uma parada anual do Dia de São Patrício, porque os organizadores proibiram os manifestantes de portarem cartazes” pró agenda homossexual”.https://ipco.org.br/a-margem-da-homenagem-a-bolsonaro-prefeito-de-ny-pro-sandinista-e-tambem-homofobico-de-blasio-condena-se-a-si-mesmo/          Itamaraty defende a honra do Brasil e mantém o discurso na AGNU

Essa oposição que as esquerdas fazem ao governo merece ser registrada no Guinness Book batendo todos os recordes de anti patriotismo ocorridos na História da Humanidade. Poderia ocupar lugar privilegiado na lista dos 11 DOS RECORDES MAIS ABSURDOS JÁ REGISTRADOS NO GUINNESS BOOK!

       Nota do Itamaraty faz jus à honra do Brasil

          “Segundo o Itamaraty, a abertura da Assembleia-Geral pelo Brasil é uma tradição consolidada na ONU, e “o Presidente Bolsonaro fará o discurso na AGNU como um presidente legitimamente eleito, representando uma democracia onde existe o pleno respeito ao Estado de Direito“. O Ministério acrescentou que “não há razão para qualquer tipo de boicote e temos confiança de que chamados a esse tipo de ação serão ignorados“.

Nosso apoio à Chancelaria brasileira confirmando a presença do presidente Jair Bolsonaro na AGNU e ignorando o alvoroço malévolo das esquerdas enquanto a Caravana passa.

Fonte: https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/politica/2019/09/13/interna_politica,782269/mre-confirma-bolsonaro-na-assembleia-da-onu-e-ignora-protestos.shtml

Deixe uma resposta