Casa abandonada em Berlim
Casa abandonada em Berlim

A população alemã está encolhendo e as prefeituras se esforçam para ocultar o dramático minguamento, escreveu reportagem do “The New York Times”.

Na zona rural pode se encontrar filas de cassas vazias, quintais cobertos de mato, janelas fechadas com tábuas e sistemas de esgoto estragados por falta de uso.

Nas cidades, os operários envelhecem e as linhas de montagem reduzem ao mínimo as tarefas corporais, pois não há substitutos capacitados.

Esta diminuição silenciosa, ao longo do tempo é mais danosa e profunda que a guerra de extermínio dos cristãos tocada no Oriente pelos seguidores do Corão.

Segundo o último censo, a Alemanha perdeu 1,5 milhão de habitantes.

Em 2060 a população poderá ter encolhido mais 19%, caindo para 66 milhões.

A Alemanha elevou a idade de aposentadoria de 65 para 67 anos. Mas isso não resolve o problema de fundo.

A faixa etária de 55 a 64 anos na força de trabalho passou de 38,9% em 2002 para 61,5% em 2012. E não há jovens suficientes para substituí-los.

A Alemanha se orgulhava, e com razão, de suas mulheres devotadas ao lar, à igreja e aos filhos.

Casas abandonadas no centro antigo de uma cidade europeia
Casas abandonadas no centro antigo de uma cidade europeia

A enganosa “modernização” do pós-guerra destruiu essa realidade social e religiosa favorecida pela Igreja.

Agora, o governo tenta colocar mais mulheres nas fábricas. Mas isso contradiz os estímulos a terem mais filhos. O país concede US$ 265 bilhões anuais em subsídios familiares, mas estes não revertem a tendência geral ao despovoamento.

Outros países europeus que adotaram a mesma agenda anti-vida caem pelo mesmo despenhadeiro. Sem braços os problemas econômicos ficam insolúveis e geram uma espiral de declínio.

As altas taxas de desemprego — mais de 50% entre jovens — em países como Grécia, Itália e Espanha, desestimulam ainda mais de ter filhos, sobre tudo porque a fé e a moral estão se apagando.

Em 1960, nasceram 7,5 milhões de crianças em 27 países que hoje fazem parte da União Europeia – UE. Mas, em 2011 os nascimentos caíram para 5,4 milhões.

Craco: cidade fantasma da Itália
Craco: cidade fantasma da Itália

Hoje há quatro trabalhadores para cada aposentado na UE, mas 2060 a proporção será de dois a um, segundo a própria UE.

Por sua vez, os imigrantes islâmicos e da Europa Oriental estão ocupando os vazios nas cidades e no campo.

A solução só poderia vir da reforma de valores, costumes e atitudes em função da Lei de Deus.

Mas esta tábua de salvação não é focalizada pelo governo laicista alemão e nem mesmo pelo episcopado do país.

8 COMENTÁRIOS

  1. Nessa situação vivenciada pela Alemanha, bem como em muitos outros países da Europa, que traíram a Deus e se afastaram de Seus ensinamentos, percebemos como os mesmos são deixados para serem aniquilados pelas próprias paixões imundas.

    Israel no Velho Testamento foi muitas vezes dispersada e reduzida a nada, bem como outras nações, justamente porque afastaram-se do Senhor e de Seus mandamentos, os quais não estão encobertos e ocultos no céu, mas presentes na nossa própria essência quanto ser criado (Deut. 30:11-14).

    Hoje, negando Cristo, o homem volta a se prostituir ao dinheiro, às imundícies da carne e às fantasias daqueles tolos travestidos de sábios filósofos, depositando sua confiança e sua alegria nestes ao invés de comprazerem-se em Jesus Cristo. Porque não escolheu a vida, capaze de ser garantida apenas por Deus, são entregues a morte provocada por si mesmos.

  2. Enquanto aqui no Brasil:

    As Farc, PT, PCC, Foro de São Paulo, Rockefellers, regime chinês, black blocks, grande mídia e golpe socialista por todos os meios, (assistem antes que censurem! [1] ) por Lobão, Danilo Gentili e Olavo de Carvalho: http://www.youtube.com/watch?v=S4UWSEo7TMY

    [1] LOBÃO CENSURADO PELO YOUTUBE APÓS VÍDEO COM OLAVO DE CARVALHO http://www.youtube.com/watch?v=X8eIix3279Q&feature=c4-overview&list=UU-VTjv__X80MXxt-5dwJBzg

    O professor Plinio Corrêa de Oliveira já alertava tudo isso há décadas.

  3. Europa aceita imigrantes solteiros de origem e comportamento duvidosos, mas barra trabalhadores casados da América Latina, principalmente cristãos. A elite dirigente da UE não consegue compreender que serão expurgados pelos grupelhos que está acolhendo. Faço uma ressalva: os trabalhadores da Europa Oriental casados e de preferência cristãos não podem ter o mesmo tratamento dos supremacistas islâmicos e “refugiados” em geral.

  4. Certo estava Hitler, ao detestar o sistema comunista de coisas, e por mais que os detratores se empolguem, a verdade é uma só: os nazistas estavam certos de que o inimigo principal era a Rússia, com os seus sovietes, e a destruição da personalidade do cidadão…
    Não é o que ocorre hoje no Brasil? É afro-coitadismo pra cá, gayzismo pra lá, e abortismo no meio, sem falar dos tais ecologistas, comprados com o dinheiro vermelho.
    Li em um jornal catarinense, que se faz um circo em torno de animais de laboratório, mas quem participa disso, não se pronuncia contra o aborto… Penso de maneira igual.
    Aliás, ser abortista é um contr-senso, pois como a pessoa pose ser abortista, já que ela nasceu? Somente sendo intoxicada com o veneno vermelho.
    Cuidem das crianças!!!!!!!!

  5. Aurélio Tasso de Miranda, parabéns pelo seu ponto de vista e visão do que anda a ocorrer no mundo.
    Se as pessoas notarem, todas as políticas que vem da ONU e dos demais esquemas Globalista, no que diz respeito ao tamanho das nações, é a redução do número de habitantes, sob argumentos que causam alarme, como, vai faltar água, não haverá comida para todo mundo, aquecimento global, etc. e o que oferecem em troca para resolver o problema, é a conscientização, no sentido de planejamento familiar, redução do número de filhos em mulheres abaixo de vinte anos, legalização de aborto, sendo o feto considerado tecido ou mero agrupamento de células e promoção de políticas que amparam grupos que geram relacionamento estéril, a pretexto de lhes garantir direitos, o apoio às uniões homossexuais e a promoção de métodos contraceptivos, o que gera uma cultura da contracepção.
    No que diz respeito a formação de uma cultura da contracepção, se implantou, nunca demais lembrar as palavras do Papa João Paulo II, que, questionado no sentido de ser contra o uso da camisinha, sendo acusado de incentivador da propagação do vírus da aids, o mesmo respondeu, sabiamente, dizendo que não era contra o uso da camisinha para se propagar a aids, mas para não se propagar a cultura da contracepção, que matará a sociedade e no que diz respeito aos grupos de risco, disse que, aqueles que não levam vida promíscua, não tem com o que se preocupar.
    No entanto, todas essas políticas encontraram acolhida dos mais diversos governos e da população, graças a maciça propaganda midiática, que impede as populações verem que a secularização além de as afastar de Deus, estão levando-as não ao suicídio, mas, como o comportamento vem por uma indução externa, ao homicídio consentido.
    Que Deus nos guarde.

  6. O MUNDO ATUAL CAMINHA PARA SER COMO EM CUBA: DOS SATANISTAS COMUNISTAS(COMO DO PT) OU ENTÃO DO PAGANISMO DOS ADORADORES DO dEUS ALAH DOS MUÇULMANOS!
    NO FUNDO, ELES SE ENTENDEM!
    Todos os países que adentram no niilismo acabam de uma ou outra forma no mesmo fosso: do desmanche de sua sociedade, do país; vejamos o caso da fracassada Cuba:
    Sim, de fato, pois Cuba vive no mais miserável socialismo possível, com o máximo de contenção de gastos, falta de gêneros básicos de consumo, nenhuma atividade agrícola, quase nada de indústria e nada pode tirá-la dessa situação se não partir para uma abertura econômica como a feita pela China há 30 anos!
    Cuba seguiu o modelo econômico fechado soviético e deu-se mal e os problemas cubanos nada têm a ver com o famoso embargo americano, pois ele é quanto ao comércio de empresas americanas com Cuba e os comunistas não gostam do capitalismo – até parece ser verdade – mas eles são os capitalistas de Estado.
    Ocorre que uma economia socialista é inviável e a China partiu para uma mudança radical na economia porque os dirigentes perceberam que o tal planejamento central não funciona de modo algum. Em economia, a única coisa que funciona é levar em conta que “não existe almoço grátis” e Cuba agora depende do petróleo da Venezuela e não exporta nada, pois nada produz. E nem importa, pois não tem dinheiro por falta de produção interna. Exporta palavras de ordem e ativismo ideológico.
    No momento, milhares de jovens tem que se prostituir em Havana, junto aos turistas, para poderem consumir o pão que o diabo amassou, pois os comunistas são satanistas e fracassam tanto quanto o pai deles Marx que desafiou a Deus dizendo: “Quero me vingar d’Aquele que governa lá em cima” e no fim da vida em desespero, proferiu: “V venceu, Galileu”!
    O socialismo real é um fracasso total e onde adentra a destruição, miséria e morte estão garantidos e entre um e outro, milhares de mortos no meio, sendo as mesmas modalidade de regime que o PT amigo dos traficantes das FARC, do aborto e da defesa de liberação das drogas almeja para o Brasil, assim Hollande para a França, Obama para os EUA etc., graças aos votos dos idiotas eleitores que querem serem seus capachos, como em Cuba, colocados na canga sob o chicote…
    Teriam esses eleitores vocação para masoquista?

  7. Nossa Senhora de Fátima predisse: ” Várias nações serão aniquiladas.”
    Eu, pessoalmente, imaginava uma guerra total ( o que , aliás, não está descartado). Mas, eis uma forma de extermínio metódico e inexorável de uma sociedade, que cada vez mais adota um modo de vida contrário à Lei de Deus.
    Não foi Deus Nosso Senhor que deu as costas ao mundo moderno. Ao contrário. Foi o mundo que deu as costas a Nosso Senhor Jesus Cristo e a Santa Igreja tal como A recebemos de nossos ancestrais.
    … A começar pela Europa.
    ” A quem muito foi dado, muito será pedido”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome