FARC tem 1.500 guerrilheiros na Venezuela: denúncias da Colômbia interessam também aos brasileiros

    Atilio Faoro

    A Colômbia denunciou no dia 21 em sessão na Organização dos Estados Americanos (OEA) que 1.500 guerrilheiros das

    E agora Chávez? Vai mentir e insultar novamente?

    Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e do Exército de Libertação Nacional (ELN) se refugiam na Venezuela. Veja vídeo.

    Por causa da denúncia pública da Colômbia na OEA, Caracas rompeu as relações diplomáticas com seu país vizinho.

    O embaixador colombiano na OEA apresentou provas de que existem 87 acampamentos guerrilheiros em território venezuelano e documentou com fotos e cinco vídeos, sendo quatro das Farc e um do ELN,  nos estados venezuelanos de Zulia, Táchira, Apure e Amazonas.

    O Departamento de Estado americano afirmou que a Venezuela “tem a obrigação de investigar” as denúncias da Colômbia sobre a presença de guerrilheiros em seu território.

    Em declarações à Agência Efe, Virginia Staab, porta-voz do Departamento de Estado, disse que as denúncias “devem ser levadas muito a sério”.

    “A Venezuela tem a obrigação para com a Colômbia, como para com a comunidade internacional, de investigar completamente esta informação e de agir para prevenir que grupos terroristas usem seu território soberano”, afirmou Staab.

    As denúncias interessam também aos brasileiros, pois recentemente a Polícia Federal encontrou ramificações das FARC na região de Manaus.

    Clique na foto abaixo para assistir o video denúncia que calou Chavez, seus asseclas, amigos e protetores.

    Embaixador Colombiano não usou de meias palavras