São Luís Grignion enfrentou os jansenistas de sua época, comenta o Prof. Plinio:

“Foi preciso, naturalmente, encontrar uma maneira prudente de fazê-lo (alertar os católicos contra os jansenistas da época), pois graves dificuldades lhe poderiam advir se escrevesse diretamente contra os bispos jansenistas. A maneira que São Luís Grignion encontra para esta empresa é bastante curiosa. Depois de falar a respeito da devoção a Nossa Senhora, e de dizer que há pessoas cuja devoção à Virgem Santíssima é muito restrita, ele escreve:

Ligação imprescindível entre Nosso Senhor e Sua Mãe Santíssima

Volto-me aqui, um momento, para Vós, ó Jesus, a fim de queixar-me amorosamente à Vossa divina majestade de que a maior parte dos cristãos, mesmo os mais instruídos, desconhecem a ligação imprescindível que existe entre Vós e Vossa Mãe Santíssima” (tópico 63).

“Há já aqui uma insinuação: “a maior parte dos cristãos, mesmo os mais instruídos“. Os mais sábios, evidentemente, são os doutores, são os “mestres em Israel”. Ele não fala dos mais sábios em mineralogia ou em botânica, mas em teologia. Ora, isso equivale a dizer: “Há teólogos que sustentam que a devoção a Nossa Senhora está errada”.

Prossegue São Luís Grignion:

Vós, Senhor, estais sempre com Maria, e Maria sempre convosco, nem pode estar sem Vós; doutro modo Ela deixaria de ser o que é; e de tal maneira está Ela transformada em Vós pela graça, que já não vive, já não existe: sois Vós, meu Jesus, que viveis e reinais n’Ela, mais perfeitamente do que em todos os Anjos e bem aventurados. Ah! se conhecêssemos a glória e o amor que recebeis nesta admirável criatura, bem diferentes seriam os nossos sentimentos a respeito de Vós e d’Ela.

“Maria está tão intimamente unida a Vós, que mais fácil seria separar o sol da luz, e do fogo o calor; digo mais: com mais facilidade se separariam de Vós os Anjos e os santos, do que a divina Mãe, pois que Ela Vos ama com mais ardor e Vos glorifica com mais perfeição que todas as Vossas outras criaturas juntas” (tópico 63).

São Luís fala contra a ignorância dos católicos sobre o papel de Nossa Senhora

Depois disto, meu amável Mestre, não é triste e lamentável ver a ignorância e as trevas em que jazem todos os homens na Terra, a respeito de vossa Mãe Santíssima? Não falo dos idólatras e pagãos, que, não Vos conhecendo, também não se importam de conhecê-La; nem falo dos hereges e cismáticos, que não têm a peito ser devotos de vossa Mãe Santíssima, pois estão separados de Vós e de Vossa Santíssima Igreja; falo, porém, dos cristãos católicos, e mesmo de doutores entre os católicos” (tópico 64). https://www.pliniocorreadeoliveira.info/DIS_1951_comentariosaotratado05.htm

***

E os progressistas de nossos dias repetem em sua ignorância — e má fé — os erros daqueles que não conhecem o poder, a missão e a necessidade da devoção a Maria.

Estamos na vigília da Aparição de Fátima! Onde, nossos Bispos, recorrem especialmente a Maria nesse combate ao coronavírus? Os Srs Bispos fecharam nossas igrejas — hipertrofiando um perigo — e não pedem o auxílio sobrenatural para afastar o perigo?

Nosso Senhor afirmou: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida” — mas Ele está trancado nas igrejas. E estamos procurando Bios (deus da “vida”) longe dEle.

 

Deixe uma resposta