Márcio Pereira das Virgens

Segundo noticiou a Folha de S. Paulo (27/02), a Coréia do Norte ameça abrir fogo contra as instalações fronteiriças da Coréia do Sul, caso esta última não pare de fazer campanha propagandística contra Pyongyang . A informação foi colhida pelo sul-coreano Yonhap, de um escritório da agência oficial norte-coreana “KCNA”.

Um responsável militar norte-coreano qualificou as ações desenvolvidas por Seul de “guerra psicológica”. Segundo ele, o regime de Pyongyang atacará a região fronteiriça onde militares e manifestantes sul-coreanos jogam folhetos de propaganda contra o regime totalitário de Kim Jong-il (foto acima).

Constantemente, o “regime do terror” tem procurado pretextos para invadir e abocanhar regiões que à duras penas ainda estão conseguindo manter-se independentes. E ainda há gente dizendo que o comunismo morreu…