Narrativas (versus) Transparência: a nova fase da Revolução

Do culto à Razão à Narrativa: como a Revulução manobra a psy war nas mentes, nos costumes, na vida diária.

0

Falando em uma coletiva, a secretária de imprensa Jen Psaki foi questionada se a Casa Branca estava “tentando esconder algo” ao não revelar o número de casos inovadores entre funcionários vacinados da Casa Branca.

Narrativas“, novo dogma das esquerdas

A palavra “narrativa” entrou na linguagem com um significado novo, um sentido talismânico. Narrativa é uma elaboração, uma construção subjetiva, independente da realidade e tantas vezes contra a realidade objetiva dos fatos. Narrativas são construídas, pela mídia de esquerda, como os novos dogmas da religião universal, para fazer caminhar a Revolução do Great Reset.

Vejamos o que se passou com a Secretária de Imprensa da Casa Branca:

— “Não, mas por que você precisa dessas informações?” Psaki respondeu.

— “Transparência, no interesse do público, tendo um melhor entendimento de como funcionam os casos inovadores aqui na Casa Branca”, respondeu o repórter. Casos inovadores, ou seja, infecções de pessoas vacinadas.

A Secretária de Imprensa do governo Biden deixou bem claro a nova fase da Revolução (*): aceite as Narrativas, não peça transparência, não exija explicações. Não questione as “versões” da mídia.

Se você questionar a Narrativa é prova de que está fazendo Desinformação e certamente está ligado à Teoria da Conspiração.

Do Iluminismo à “Narrativa”: os extremos da Revolução

Foi-se o tempo da deusa “Razão” idolatrada pela Revolução Francesa.

Observou o Prof. Plinio que o dinamismo do mal é oposto ao progresso do bem. A Lei do Pêndulo é sempre passar de um extremo errado (endeusamento da Razão acima da Fé, 1789) para outro extremo, no caso a ilogicidade, (pandemia, 2021) a que dão o nome de “narrativa”.

” … a obra revolucionária a que estamos presenciando poderia ser representada pelo movimento de um pêndulo, de oscilações descrentes. (…) E assim arrastada de um lado para outro, aos poucos vai perdendo a capacidade de discernimento e de luta, para, afinal, indiferente e embrutecida, permanecer imóvel e “mitridatizada”, à mercê das maquinações do poder oculto” (que hoje são as Big Tech, a Mídia globalista, os bilionários do Great Reset).

Estamos em pleno auge das Narrativas:

— “Não tem comprovação científica”

— “Fique em casa”, estamos protegendo você.

— Tratamento precoce = fake news

— Vacinação obrigatória, sua salvação

— Investigar a origem do vírus = desinformação

— Efeitos adversos de vacina = desinformação

Narrativas da CPI da Covid: “Alguém tem que ser incriminado” (Bolsonaro); tratamento precoce é terraplanismo; ciência, só se favorecer as esquerdas; responda sim ou não! suas explicações não interessam.

Narrativas do TSE: voto auditável é retrocesso

Ditadura mundial das Narrativas

Convidamos nossos leitores ao estudo do livro Revolução e Contra-Revolução: “o processo revolucionário é o desenvolvimento, por etapas, de certas tendências desregradas do homem ocidental e cristão, e dos erros delas nascidos.”

“Em cada etapa, essas tendências e erros têm um aspecto próprio. A Revolução vai, pois, se metamorfoseando ao longo da História.”

Nessas etapas revolucionárias, indicadas pelo Prof. Plinio, estamos pondo o foco na passagem do endeusamento da Razão (1789) para a Narrativa (2021), uma construção subjetiva, que nega a própria Razão.

Não se trata, portanto, de “teoria da conspiração” mas, de um processo cinco vezes secular, que procura subjugar todos os homens aos slogans da Revolução.

A força da Contra-Revolução

Estudando as metamorfoses da Revolução não estamos afirmando que esse processo é incoercível, pelo contrário é necessário lutar.

“Simetricamente, existe também uma dinâmica contra-revolucionária, mas de natureza inteiramente diversa. (…) E é no vigor de alma que vem ao homem pelo fato de Deus governar nele a razão, a razão dominar a vontade, e esta dominar a sensibilidade, que é preciso procurar a serena, nobre e eficientíssima força propulsora da Contra-Revolução.”

Contra a Narrativa temos a lógica, iluminada pela Fé.

Confiantes em Nossa Senhora Aparecida travamos essa luta contra a nova fase da Revolução que procura impor Narrativas como sendo fatos incontestes dos quais não se pode duvidar. Opinar contra a Narrativa seria Desinformação que as Big Tech têm que censurar.

Se você questionar a Narrativa é prova de que está fazendo Desinformação e certamente está ligado à Teoria da Conspiração.

Os soldados batalharão e Deus lhes dará a vitória, afirmou Santa Joana d´Arc. A maior prova da força conservadora no Brasil é o terror das esquerdas, e do falso Centrão, com as Urnas Auditáveis.

Nossa Senhora prometeu em Fátima: por fim meu Imaculado Coração Triunfará!

Deixe uma resposta