Destaques


1 – CRM TRANQUILIZA: TEMOS MÉDICOS BRASILEIROS SUFICIENTES PARA ATENDER A POPULAÇÃO
2 – VENEZUELA USA TECNOLOGIA SINO-COMUNISTA DE CONTROLE DA POPULAÇÃO
3 – MUÇULMANOS CHACINAM 42 NA CATEDRAL DO SAGRADO CORAÇÃO
4 – MAIS MÉDICOS: LIBERTANDO DAS ALGEMAS DO “CONTRATO ESCRAVAGISTA”

Para alternar entre os tópicos, utilize os botões “Anterior” e “Próximo” abaixo:

1CRM tranquiliza: temos médicos brasileiros suficientes para atender a população

Muito oportuna, equilibrada e patriótica a NOTA À SOCIEDADE BRASILEIRA do Conselho Federal de Medicina (CFM), 14/11, que diz:

1) O Brasil conta com médicos formados no País em número suficiente para atender às demandas da população;
2) Historicamente, os médicos brasileiros têm atuado, mesmo sob condições adversas, sempre em respeito ao seu compromisso com a sociedade;
3) Cabe ao Governo – nos diferentes níveis de gestão – oferecer aos médicos brasileiros condições adequadas para atender a população, ou seja, infraestrutura de trabalho, apoio de equipe multidisciplinar, acesso a exames e a uma rede de referência para encaminhamento de casos mais graves;
4) Para estimular a fixação dos médicos brasileiros em áreas distantes e de difícil provimento, o Governo deve prever a criação de uma carreira de Estado para o médico, com a obrigação dos gestores de oferecerem o suporte para sua atuação, assim como remuneração adequada.

Conclui a Nota que “o CFM se coloca à disposição do Governo para contribuir com a construção de soluções para os problemas que afetam o sistema de saúde brasileiro”.

* * *

Parabéns ao CFM pela NOTA altamente patriótica, objetiva, oportuna e tranquilizante.

Fonte: https://portal.cfm.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=27966:2018-11-15-12-01-32&catid=3

2Venezuela usa tecnologia sino-comunista de controle da população

Venezuela cabeça de ponte do império comunista chinês?

Reuters, por Angus Berwick, Caracas, 14/11 — “O gigante chinês de telecomunicações ZTE está ajudando a Venezuela a construir um sistema que supervisiona o comportamento dos cidadãos através de um novo cartão de identificação. O “carnet de la patria” já está sendo usado pelo governo para rastrear votos”.

O cartão de dados armazena aniversário, informação familiar, emprego e salário, imóveis, histórico médico, benefícios estatais recebidos, presença nas Redes Sociais, pertencença a partido político e até se a pessoa votou.

A única divulgação oficial venezuelana, de fevereiro de 2017, faz uma referência de passagem a um crédito à ZTE por ajudar a “fortalecer” a base de dados.

O governo venezuelano não respondeu aos pedidos de esclarecimentos, tampouco Nadia Pérez, portavoz de CANTV, a empresa estatal de telecomunicações, nem Manuel Fernández, o presidente desta estatal.

O Ministério da Justiça da China e sua embaixada em Caracas também não responderam aos pedidos de comentários.

* * *

Nada disso preocupa a Comissão de Direitos Humanos da ONU, nem preocupa a midia de esquerda no Brasil.

O grande perigo é a “onda conservadora” que tomou conta do País.

Fonte: https://www.reuters.com/investigates/special-report/venezuela-zte-es/

3Muçulmanos chacinam 42 na Catedral do Sagrado Coração

Notícia do catholicherald.co.uk, 17/11 informa que “Pelo menos 42 pessoas morreram em um ataque (muçulmano) nesta quinta-feira (15) na Catedral do Sagrado Coração, em Alindao, na República Centro-Africana, segundo relatos locais”.

Entre as vítimas estava pelo menos um sacerdote.

“Estimativas não oficiais disseram que o número de mortos pode chegar a 100. Muitas das pessoas mortas eram refugiados que se abrigavam na Igreja”.

“Três padres foram mortos no CAR este ano antes do ataque à Catedral ontem”.

* * *

Onde está o protesto das Nações Unidas?

Do Vaticano, sobretudo? A Igreja Católica tem o direito de pregar a Verdade em qualquer país — e se for necessário assegurá-lo pelo uso da força — devido ao Mandato Divino: “Ide e evangelizai a todos os povos”

Fonte: https://catholicherald.co.uk/news/2018/11/17/at-least-42-dead-in-cathedral-attack-in-central-african-republic/

4Mais Médicos: Libertando das algemas do “contrato escravagista”

Médicos cubanos ou escravos?

“Pelo menos 150 médicos cubanos desertores do programa federal Mais Médicos lutam na Justiça para poder clinicar no Brasil de forma independente, fora do acordo entre Brasil e Cuba, ganhando salário integral”, escreve Fabiana Cambricoli.

As ações são movidas contra o “Ministério da Saúde, o governo cubano e a Organização Panamericana de Saúde (Opas), segundo o advogado André de Santana Corrêa, que defende os estrangeiros”.

O advogado acrescenta que “recebi muitas ligações de interessados em entrar com processo para ficar no Brasil”, e que o principal argumento usado “é o respeito ao princípio da isonomia. “Por que eles recebem um salário menor que os outros estrangeiros se fazem exatamente o mesmo trabalho que os outros médicos?”

* * *

Hoje se fala tanto contra a “discriminação”, apregoa-se igualdade a respeito de tudo, “analogia com trabalho escravo” — é hora de ser coerente e atender às justas reivindicações de “isonomia” dos profissionais cubanos.

Afinal, raiou para eles, uma chance de se livrar do cativeiro cubano.

Fonte: https://saude.estadao.com.br/noticias/geral,desertores-do-mais-medicos-lutam-na-justica-por-trabalho-no-brasil,70002609756

Deixe um comentário!