O Joio e o Trigo; o Progressismo e a Fidelidade

0
Plinio Corrêa de Oliveira

Transcrevemos o comentário ao Evangelho de São Mateus, sobre o Joio e o Trigo, publicado no Legionário.
 
Quinto Domingo depois da Epifania



“Naquele tempo, disse Jesus às turbas esta parábola: Assemelhou-se o Reino dos Céus a um homem que semeou a boa semente no seu campo. Ora, como dormissem os homens, veio seu inimigo e semeou o joio entre o trigo. Aconteceu, pois, que, ao crescer a erva e frutificar, apareceu também o joio. Chegaram-se, pois, os servos ao pai de família e lhe disseram: Senhor, porventura não semeaste boa semente no teu campo? Donde, pois, vem o joio? E lhes respondeu: o homem inimigo faz isto. Os servos, então: Se queres, vamos e o arrancamos. Respondeu: Não, para que não suceda que, recolhendo o joio, arranqueis também o trigo. Deixai, pois, que um e outro cresçam até o tempo da ceifa: então direi aos cegadores: Colhei primeiro o joio, e atai-o em feixes para queimar. O trigo, porém, recolhei-o no meu celeiro. “ (São Mateus, cap. XIII, vers. 24-30)

Comentário:

“A boa semente, nesta parábola – segundo a interpretação que lhe deu o mesmo Senhor (v. 36 e ss.) – são os filhos do Reino, os que ouviram a palavra de Deus, aceitaram-na, e com ela conformaram sua vida. Na sociedade visível, instituída por Nosso Senhor Jesus Cristo, na Igreja, seriam os fiéis. Há de notar-se, entretanto, que o joio – na interpretação, os filhos da iniquidade – encontraram-se no mesmo campo, crescem ao lado, bem junto do bom grão. Seria mesmo difícil arrancá-lo, sem danificar o trigo.

“A lição do Mestre insinua, pois, que está nos desígnios da Providência permitir também a existência de maus no seio da Sua Igreja. E dispôs assim que prosseguisse Ela sua finalidade até o tempo da messe que é a consumação dos séculos, quando o Reino dos Céus receberá seu último complemento na Jerusalém celeste onde não entrará nada de imperfeito. Não nos escandalizemos, portanto, se encontrarmos algum dia, nos nossos Templos, também o joio, onde talvez absolutamente ele não deveria estar. Nosso Senhor o predisse antes para que não se infirmasse nossa Fé. Para permiti-lo tem razões divinas que aos limites de nossa inteligência nem sempre é dado perscrutar.”

***
Exercitemo-nos, pois, nas verdades de nossa nossa Fé. Estudemos a doutrina católica para combater o progressismo e a TL. A presença de heresias faz com que se revelem as intenções de muitos corações.

Escreveu São Lucas: 34 Simeão os abençoou, e disse
a Maria, sua mãe : «Eis que este Menino está posto para
ruína e ressurgimento de muitos em Israel, e para ser
alvo de contradição. 35 E uma espada trespassará a
tua alma! Assim se descobrirão os pensamentos escondidos nos corações de muitos



Fonte: https://www.pliniocorreadeoliveira.info/LEG_390205_parabola_joio.htm
ROI campagne pubblicitarie

Deixe uma resposta