Leo Daniele

 “Tu não só não ficaste atrás em seguir os seus caminhos (de Sodoma), e em obrar segundo as suas maldades, mas quase foste mais perversa que elas em teu proceder” (16, 47). É de se meditar.

Dir-se-ia que não é para já. Estamos num ano de eleições, e o bom senso pede que aqueles inúmeros itens do PNDH-3 fiquem para serem discutidos em 2011.

Mas o bom senso não parece ser uma qualidade corrente em certos meios. Por isso, evitando o que possa dar idéia de um perigo, de uma ameaça, vai-se aplicando o conteúdo do PNDH-3 gradualmente, ponto por ponto.

Seria um pouco como se, em vez de promover uma invasão maciça, uma tropa executasse uma infiltração soldado a soldado aproveitando da penumbra.

Assim sempre haverá quem não se dê conta da manobra, e fique com a impressão do que o PNDH-3 jaz adormecido nalguma gaveta, devido à forte reação contrária.

Um exemplo? O PNDH-3 defende a “desconstrução da heteronormatividade”, ou seja, fazer com que desapareça a idéia corrente no povo brasileiro de que o normal, o habitual, o santificado por um Sacramento é o casamento entre pessoas de sexo diferente.

O PNDH-3 tocou a trombeta da “desconstrução da heteronormatividade”, e um órgão do Ministério da Justiça agora ecoou seu som (Portaria nº 25, de 25 de agosto de 2010), constituindo um Grupo de Trabalho para “diagnosticar, elaborar e avaliar a promoção das políticas de segurança pública” para os LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais,Travestis e Transexuais).

Em vez de apoiar o casamento verdadeiro e “desconstruir” suas deturpações, vão fazer o contrário: promover “linhas de apoio” ‒ como diz a resolução governamental ‒ para as aberrações, e a “desconstrução” para o verdadeiro casamento, para as autênticas famílias, com base na “heteronormatividade”! Inversão total!

Encontramos na Profecia de Ezequiel: “Tu não só não ficaste atrás em seguir os seus caminhos (de Sodoma), e em obrar segundo as suas maldades, mas quase foste mais perversa que elas em teu proceder” (16, 47). É de se meditar.

Esse é apenas um item do PNDH-3, que escolhemos a título de exemplo. Estamos sob a ameaça do conjunto deles, e essa ameaça em boa parte é para hoje.

O perigo, diz um ditado, vem mais rapidamente quando é desprezado. No nosso caso, ele está às nossas portas. Não o desprezemos.

7 COMENTÁRIOS

  1. Esse fundamentalismo anti-cristão, contra a moral, a família e a favor do crime de assassinato de incapaz inocentes deveria ter uma reação daqueles que defendem os dez mandamentos que é, sem dúvida a prática que pode nos levar a paz. E seria nas urnas que poderíamos lutar contra todo isso, ou melhor não indo às urnas. A multa é muito baixa pçara quem não vota. Uma outra resposta seria um movimento para que, pelo menos mostrar que não estamos satisfeito. Levar o nosso repúdio ao povo menos informado, em igrejas, praças públicas, e ao menos em reunião de amigos e família. Sorrateiramente essa sórdida Nova Ordem mundial vai nos tomando pouco a pouco. Precisamos agir imediatamente.

  2. Ajudem a divulgar:

    PETIÇÃO AO TSE EM DEFESA DO ESTADO DE DIREITO NO BRASIL

    Algo tem de ser feito e é já! A campanha vergonhosa que o presidente da República vem fazendo para seus candidatos não pode ser aceita por nenhum democrata.

    É o inescrupuloso uso da máquina pública para atingir seus objetivos eleitoreiros. Assinar é muito simples… e seu poder, imenso. http://www.petitiononline.com/1brasil/petition.html

    Se seus amigos também estão revoltados com a “esperteza” que está tomando conta deste país, envie essa mensagem para eles.

    Se petições foram fundamentais na aprovação do Projeto Ficha Limpa, elas também poderão mostrar aos políticos que Ética é essencial.

  3. É como tenho alertado: é aplicação da teoria de guerrilha de MAO…” Quando o inimigo atacar nós recuamos, quando o inimigo recuar, nós atacamos”. o que querem é a tomada do poder, utilizam da Democracia para implantar a ditadura é para onde estamos indo. O aparato está sendo montado, PNDH3, Força Nacional { K G B } Desarmamento dos cidadãos ( menos os bandidos ) Divisão da sociedade em classes diferenciadas. Cartões amarelo para essa atuação do Sr M. da Justiça e para esse grupo de trabalho.

  4. Desconstrução do que? Heteronormatividade? Se entendi bem eles querem forçar a que eu deixe de ser normal? Será que para eles acham a norma é ser homossexual? O que esconde por trás da palavra heteronormatividade. Vai virar um mantra como a palavra sustentabilidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome