Gustavo A. Solimeo

Pio XII (1939-1958):

A socialização total tornaria pavorosa realidade a imagem terrificante do Leviatã

“Ademais, a proteção do indivíduo e da família, frente à corrente que ameaça arrastar a uma socialização total, em cujo fim se tornaria pavorosa realidade a imagem terrificante do Leviatã. A Igreja travará esta luta até o extremo, pois aqui se trata de valores supremos: a dignidade do homem e a salvação da alma”.[20]

Perigos da mentalidade socialista

Não se pode cair no erro de “retirar … o gerenciamento dos meios de produção da responsabilidade pessoal dos proprietários privados [indivíduos ou companhias] para transferi-lo à responsabilidade coletiva de grupos anônimos, [uma situação] que se acomodaria muito bem com a mentalidade socialista”[21].

João XXIII (1958-1963):


“Nenhum católico pode aprovar sequer o socialismo moderado”“Adiante, o Papa Pio XI enfatizou a fundamental oposição entre o comunismo e o Cristianismo, e deixou claro que nenhum católico pode subscrever nem mesmo o socialismo moderado.

A razão está em que o socialismo funda-se em uma doutrina a respeito da sociedade humana que é ligada ao tempo e não toma em conta nenhum outro objetivo que o bem-estar material. Desde que ele propõe uma forma de organização social que tem em vista unicamente a produção, ele coloca uma muito severa restrição á liberdade humana, ao mesmo tempo que viola a verdadeira noção de autoridade social”.[22]

Paulo VI (1963-1978):

Cristãos, atraídos pelo socialismo, tendem a idealiza-lo

“Muito freqüentemente os cristãos, atraídos pelo socialismo, tendem a idealizá-lo em termos que, além de tudo o mais, são muito genéricos: um desejo de justiça, solidariedade e igualdade. Eles se recusam a reconhecer as limitações do movimento socialista histórico, que continua condicionado pelas ideologias das quais se originaram.”[23]

[20] Pio XII, Radiomensagem de 14 de setembro de 1952 ao Katholikentag de Viena. Discorsi e Radiomessaggi di Sua Santità Pio XII, vol. XIV, p. 314.
[21] Pio XII, Discurso aos Congressos de Estudos Sociais e à União Social Cristã, 5 de junho de 1950.
[22] João XXIII, Encíclica Mater et Magistra, 15 de maio de 1961, n. 34.
[23] Paulo VI, Carta Apostólica Octogesima Adveniens, 14 de maio de, 1971, n. 31.

 

O que os Papas disseram sobre o socialismo (II)

1 COMENTÁRIO

  1. O grande problema e´que nas faculdades as orientações às pesquisas e trabalhos academicos seguem essas ideologias. Em outras palavras, os academicos não tem acessos a estudos das tematicas em que a politica possa ser orientada para a Democracia, sendo esta apenas um dos demais regimes já existentes no mundo. Uma vez vi um amigo lendo um livro sobre comunismo, e indagado disse ter sido orientado pelo professor sob alegação de era para que pudesse saber os que pensam contrariamente a nosso respeito, ou a respeito da religião ou democracia. E muitos absorvem as ideias do livro por não terem o espirito critico mais aguçado. É um perigo nãosaber se defender dessas influencias, pois se somam socialismo + comunismo + regime de excessão + poder num contexto democratico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome