O que diria o leitor se fosse inquirido sobre uma tarefa que faz parte de seu ofício? Se os médicos fossem censurados porque combatem a pandemia? Ou os engenheiros, objeto de contestação, porque constroem rodovias e habitações? Um missionário censurado porque cumpre o Mandato de Nosso Senhor: ide e evangelizai todos os povos?

É exatamente o que pretende o Partido Verde questionando a ação benemérita, patriótica, indispensável das Forças Armadas na Amazônia.

“O que seria da Amazônia sem as Forças Armadas?”

Atendendo à ação do PV, “na quinta-feira, 3, a ministra do Supremo Carmen Lúcia solicitou “com urgência e prioridade, informações ao presidente da República e ao ministro da Defesa sobre os dispositivos legais questionados, a serem prestadas no prazo máximo de cinco dias”, informa ElPais.

“Na sequência, serão pedidas manifestação da Advocacia Geral da União e da Procuradoria-Geral da República.”

As palavras do ministro do Gabinete de Segurança Institucional, o general Augusto Heleno,  “A ministra Carmen Lúcia, do STF, acolheu ação de um partido político e determinou que o presidente e o ministério expliquem o uso das Forças Armadas, na Amazônia. Perdão, cara Ministra, se a Sra conhecesse essa área, sabe qual seria sua pergunta: “O que seria da Amazônia sem as Forças Armadas?”

Palavras judiciosas, oportunas e irrecusáveis do General Heleno. Sim, essa é a convicção de todo brasileiro que ama sua Pátria: o que seria da Amazônia sem as Forças Armadas?”

Em nossa História já Portugal construíra seus fortes na Amazônia

Missões católicas e Forças Armadas juntas na defesa da Amazônia

Proteger a Amazônia contra a cobiça estrangeira era preocupação dos Reis de Portugal. Dilatar a Fé e o Império. Naqueles felizes tempos o Clero e as Forças Militares secundavam seus esforços na civilização, na educação, na afirmação da soberania nacional.

Nosso mapa indica pelas cruzes (as missões) e pelas torres, os fortes.

Que papel patriótico faz a mídia alarmista, o Partido Verde, e até membros do Judiciário inquirindo as Forças Armadas daquilo que é o seu patriótico dever?

Esperamos que a Sua Excelência, a Ministra Carmen Lúcia, seja sensível ao sentimento nacional e use desta ação movida pelo conhecido partido de esquerda, como ocasião de enaltecer o benemérito, patriótico e indispensável serviço das Forças Armadas na defesa, preservação e integridade da nossa Amazônia.

Brasileiros, confiança na Divina Providência. Essa é uma Nação providencial e apesar das maquinações da esquerda, O Brasil ainda será um grande País!

Fonte: https://brasil.elpais.com/brasil/2020-09-05/acao-do-exercito-na-amazonia-e-questionada-no-stf-e-reabre-tensao-da-corte-com-militares-do-governo.html

 

Deixe uma resposta