Perseguição religiosa na China (PCCh);

STF retira da pauta a ideologia de gênero

Eleições americanas: Geórgia decide pela recontagem dos votos

***

A renovação do Acordo Provisório Vaticano-China vai dando seus amargos frutos.

São 8 religiosas pressionadas, intimidadas, vigiadas 

“Oito freiras católicas decidiram deixar seu convento na província de Shanxi, no norte do país, neste outono, após repetidos assédios e intimidações por parte das autoridades locais. Como moravam no exterior, as freiras estavam sob vigilância constante, mas a ordem em agosto de retirar a cruz do convento foi a gota d’água.”

Remover a Cruz é cortar nossa própria carne

“A cruz é um símbolo de salvação. Removê-lo foi como cortar nossa própria carne ”, disse uma das freiras. “Se tivéssemos nos recusado a tirá-lo, o governo teria demolido o convento.” As freiras também foram instruídas a expurgar todos os outros símbolos religiosos, resultando na remoção de todas as cruzes e de uma dúzia de estátuas religiosas dentro do convento.”

“As autoridades nos declararam‘ pessoas perigosas ’e repetidamente nos assediaram”, continuou a freira. “Eles nos pediram para escrever o que havíamos feito desde o jardim de infância e exigiram que divulgássemos tudo o que fizemos nos últimos meses. Eles até queriam que lembrássemos as placas dos veículos que usamos durante nossas viagens. ”

Quatro câmeras de vigilância foram instaladas no convento para monitorar as freiras e visitantes. Havia até planos para instalar câmeras na sala de jantar, cozinha e lavanderia, mas as freiras conseguiram evitar isso.

“Três pessoas, um policial e duas autoridades locais, foram designadas para nos vigiar”, disse a freira. “Freqüentemente, eles entravam no convento para perguntar sobre nossas atividades, às vezes à noite. O governo até contratou alguns bandidos e rufiões para nos assediar. Eles entravam na cozinha enquanto cozinhamos para bagunçar ou agíamos lascivamente, nos convidando para jantar com eles. ”

O Acordo com o Vaticano aumentou a perseguição

“Os católicos na China sofrem perseguições cada vez mais severas. Os ataques contra eles foram intensificados antes da renovação do Acordo Vaticano-China de 2018 em outubro.

“Em 13 de setembro, uma igreja católica na cidade de Shenzhou de Hebei foi fechada por se recusar a aderir à Associação Católica Patriótica Chinesa (CPCA) depois que a cruz, outros símbolos religiosos e estátuas foram removidos.

“Uma igreja católica não registrada na vila de Youtong, no distrito de Luancheng, na cidade de Shijiazhuang de Hebei, foi fechada em 3 de setembro, também por se recusar a aderir à Igreja Patriótica. Os oficiais da vila supervisionaram os membros da congregação removendo as estátuas religiosas e o altar antes de fechar a igreja.

“Se nos juntarmos ao PCC, seremos completamente controlados pelo PCCh, separados de Deus. Não vamos nos render! ” um membro da igreja disse com determinação.” (1)


***

STF retira da pauta o julgamento sobre ideologia de gênero

“O ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), retirou da pauta de julgamento do dia 11 de novembro a ação do PSOL que pretende impor a ideologia de gênero às escolas. Impetrada pelo PSOL, a ADI 5.668 quer, entre outras coisas, uso do nome social, aprovação do namoro entre menores de idade do mesmo sexo, aulas sobre teorias de gênero, etc. A decisão ocorreu depois que Fux recebeu deputados da Frente Parlamentar Católica, da Frente Parlamentar Evangélica e representantes da Anajure, amicus curiae no processo. Leia aqui a íntegra da petição inicial do PSOL.”

Repetidos fracassos do PSOL 

A ação direta de inconstitucionalidade foi ajuizada pelo partido em 2017, após várias tentativas de incluir menções às palavras “gênero”, “identidade de gênero” e “orientação sexual” tanto no Plano Nacional de Educação (Lei 13.005), que foi aprovado pelo Congresso Nacional em 2014, quanto em planos de educação estaduais e municipais, que foram discutidos em 2015. O PSOL também reclama da ausência do tema na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), homologada em 2017. Em sua reunião com Fux, os deputados afirmaram que o assunto já havia sido amplamente discutido pelo Congresso nessas votações e, portanto, não teria sentido um novo debate do tema fora do Poder Legislativo.”

***

Nossos cumprimentos ao Ministro Luiz Fux por essa justa medida de retirar da pauta de julgamento a ideologia de gênero defendida pelo PSOL.

Estejamos vigilantes, os inimigos da Igreja são astutos e estão aguardando nova ocasião de voltar à carga.

Fonte: https://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/stf-retira-pauta-acao-ideologia-genero-escolas/


Eleições americanas: Geórgia decide pela recontagem dos votos

“A contagem final na Geórgia obviamente tem enormes implicações para todo o país”, explicou o secretário de Estado da Geórgia, Brad Raffensperger.”
Sexta, 6 de novembro de 2020 – 13h22 EST

Promessa de levar a sério a recontagem por causa de denúncias de fraudes

“ATLANTA, Geórgia, 6 de novembro de 2020 (LifeSiteNews) – O Secretário de Estado da Geórgia anunciou que haverá uma recontagem de votos no estado. No momento da redação deste artigo, Joe Biden estava à frente por menos de 2.000 votos.”

“Com uma margem tão pequena, haverá uma recontagem na Geórgia”, disse o secretário de Estado Brad Raffensperger em uma entrevista coletiva às 10h30 ET. “A contagem final na Geórgia obviamente tem enormes implicações para todo o país.”

Raffensperger procurou tranquilizar o público prometendo levar muito a sério as alegações de fraude. “Em alguns estados, há reclamações de que os monitores não podem assistir à contagem. Na Geórgia, esse processo é e permanecerá aberto e transparente para os monitores. Se qualquer membro do público levantar preocupações legítimas, iremos investigá-las ”, disse ele.

O oficial eleitoral da Geórgia, Gabriel Sterling, acompanhou os comentários de Raffensperger, […] “observou que em uma disputa tão acirrada como a da Geórgia, a fraude não precisa ser generalizada para fazer uma diferença significativa. “Quando você tem uma margem estreita, pequenas, pequenas coisas podem fazer a diferença. Portanto, tudo terá que ser investigado para proteger a integridade do voto. ””

“Ajude a impedir a fraude eleitoral: A Campanha Trump criou o “Defend Your Ballot” para relatar problemas eleitorais. Denuncie a fraude aqui ou ligue para 888-630-1776. O Projeto Veritas também está aceitando dicas de fraude de eleitores aqui. O FBI diz para relatar casos suspeitos de supressão / fraude eleitoral ao escritório local do FBI ou em tips.fbi.gov.”

Fonte: https://www.lifesitenews.com/news/georgia-announces-recount-as-voter-fraud-questions-abound

Deixe uma resposta