Professor de climatologia na USP Ricardo Augusto Felício
Professor de climatologia na USP
Ricardo Augusto Felício

O professor de climatologia na USP Ricardo Augusto Felício fez doutorado sobre a Antártida e afirma com todas as letras: “o aquecimento global é uma mentira”.

Segundo ele, não existem provas científicas desse fenômeno.

O Prof. Ricardo Augusto Felicio é professor de Climatologia do Depto. de Geografia da USP. Ele é pesquisador da área de Climatologia Antártida e Variabilidade Climática.

O prof. Ricardo mostrou que o nível do mar não está aumentando e que o gelo derrete sim, mas depois volta a congelar, porque esse é o seu ciclo. O professor lembrou ainda que o El Niño, um fenômeno natural, faz esse nível variar cerca de meio metro.

Veja vídeo
Prof. Ricardo da USP:
não há prova do aquecimento global

“O nível do mar continua no mesmo lugar. Primeiro se fosse derreter alguma coisa, teria que ser a Antártida, mas para derretê-la você tem que ter na Terra uma temperatura uns vinte ou trinta graus mais elevados”, explicou o professor que é especialista no clima antártico.

Ricardo também afirmou que o efeito estufa é uma física impossível e que a camada de ozônio é uma coisa que não existe. O professor ainda respondeu perguntas da plateia como se a Amazônia é o pulmão do mundo e se a garoa característica de São Paulo está diminuindo.

Ele fez essas corajosas afirmações de natureza científica com grande conhecimento e segurança no Programa do Jô, na Globo, em 02-05-2012. Sobre o fundo ideologico, politico e religioso da questão ambientalista, recomendamos o blog Verde: a cor nova do comunismo, onde esses aspectos fundamentais são abordados por extenso e com abundante documentação.

Veja e avalie o quilate de suas afirmações na íntegra do programa:
 

8 COMENTÁRIOS

  1. Sou estudante da USP e é de se chocar um professor com lattes dele (muito recente – completou seu doutorado somente em 2007), querer desmentir algo que vem sendo estudado por um conjunto de cientistas e de instituições imensas como o INPE e o próprio IPCC, com toda a tecnologia e profissionais qualificados e que provavelmente não se formaram a menos de 10 anos e muito menos estudam o assunto em menos de 10 anos, ainda bem que ele estudou a Antártica, daí talvez ele possa falar sobre esta região, mas infelizmente ele esqueceu do resto do planeta, por exemplo o Ártico, ele deve saber que existe e lá há variações tanto na temperatura oceânica quento do nivel de degelo – Na minha graduação, estudo química ambiental, física, ambiente atmosférico, efeitos climáticos na atmosfera e tudo isso e muito mais com doutores de mais de 25 anos de experiência no assunto.

     
  2. @Lamartine Hllanda Junior

    infelizmente o HIV é real… pode até ser praga que Deus mandou para punir as pessoas que pecam contra a castidade fazendo relações antinaturais ou fora do casamento; infectando pessoas inocentes também às vezes.
    você não sabe que esse vírus existia nos macacos e depois “passou” para o ser humano? um vírus transmitido sexualmente? algum pervertido resolveu aliviar suas tensões sexuais com um animal e aí aconteceu essa tragédia mundial.

    e pra piorar, ao invés da castidade, o governo defende a [preservativo].

     
  3. Que tais informações possam desmistificar, alertar-nos, além de motivar-nos para as “mudanças climaticas” lá por Brasilia, Governos, Assembléias e Congresso nas futuras eleições. Não se pode governar-nos com mentiras, já que a ficha limpa também deixa a desejar.

     
  4. Atenção esse programa deve ser reprizado. Sua informação foi da maior importância oara nós.
    Concordo em genero e qualidade, deve ser do conhecimento de toda a Nação.
    Obrigada.

     
  5. Assisti a entrevista deste professor em Jô Soares.Muito boa,muito objetiva, muito científica.
    O expositor fala com simpatia,clareza,precisão.Ajuda, e muito, a conscientizar que vivemos,neste século XXI,num imenso e mentiroso teatro,com uma série de mentiras institucionalizadas, sobre clima, sobre uma síndrome( síndrome é conjunto de sintomas, não é doença,é relacionado com diferentes doenças) ,chamada A.I.D.S.,que é apresentada,fraudulentamente,como doença, e supostamente relacionada com um vírus ou inexistente ou inócuo( o HIV), usada, como o “aquecimento global”,para assustar pessoas,manobra-las,leva-las a aceitar reduçòes populacionais que somente interessam grandes grupos internacionais,que querem territórios semi despovoados para melhor roubarem o nióbio,recursos minerais outros,controlarem eleições( através de populações sobre processo de imbecilização,desinformação,enganação),venderem produtos desnecessários ou superultracaros( de modo artificial),espalhar o deboche , a confusão, a desmoralização generalizada( o povo DESunido sempre será VENCIDO), impor versões da história totalmente falsas, para justificar destruição ou recolonizaçào de povos,paises, territórios, etc. Há muito mais a dizer sobre isto.

     
  6. Parabens! Esse é o cara que merece meu voto de confiança, uma vez que, como ele mesmo disse, o povo (massa de mnanobra) só sabe fazer buzinaço sem saber do que se trata. Falam demais e observam de menos, alias, observação é coisa que não fazemos, a começar pelo desgoverno e os oportunistas de plantão, juntamente com as tais ongs estrangeiras e nacionais que tanto causam desinformação, desserviços e só atrapalham os bobos.

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome