A Vigília Tiananmen em Hong Kong atraiu milhares, apesar da proibição relacionada ao coronavírus.

Nem a polícia quis intervir – homenagem às vítimas do massacre na Praça da Paz Celestial, 1989

“No Victoria Park, as regras de distanciamento social foram anuladas quando os participantes acenderam velas em lembrança das vítimas da repressão de 4 de junho.

“Milhares inundaram o Victoria Park de Hong Kong na noite de quinta-feira para a vigília anual à luz de velas para marcar o aniversário da repressão à Praça da Paz Celestial de 1989″, desafiando a proibição do governo pró China.

Milhares ocupam o parque em Causeway Bay

“A polícia, que havia avisado que tinha milhares de oficiais de choque prontos e aplicaria as regras que limitam os grupos a um máximo de oito pessoas cada uma, recuaram quando a multidão entrou no parque em Causeway Bay e pegou alguns campos de futebol.

“A paz foi quebrada apenas em Mong Kok quando manifestantes bloquearam a Rua Argyle e policiais à paisana usaram spray de pimenta e cassetetes para detê-los. Fontes disseram que pelo menos quatro pessoas foram presas.

“No Victoria Park, regras de distanciamento social foram anuladas quando os participantes acenderam velas e tochas em memória das vítimas da repressão de 4 de junho aos protestos pró-democracia da China e gritaram slogans desafiando a autoridade de Pequim.

Oponha-se à Lei de Segurança Nacional, Independência de Hong Kong

Essa esquerda que faz quebra quebra em nome da “democracia”, no Brasil, se “esquece” do partido único na China:

“”Terminar a regra unipartidária!” e “Retifique o veredicto do movimento de 1989!” eles cantaram, abafando os avisos da polícia de que estavam participando de uma assembléia não autorizada enquanto despejavam no parque. Eles também ignoraram as mensagens transmitidas pelos alto-falantes de que poderiam estar espalhando o Covid-19.”

“Oponha-se à lei de segurança nacional!” era outro slogan que podia ser ouvido, junto com “Hong Kong grátis, revolução dos nossos tempos!” e “independência de Hong Kong!”

“A força proibiu a vigília por motivos de saúde em meio à pandemia de Covid-19, mas também entendemos que a comemoração de 4 de junho é um evento simbólico e histórico, e que foi pacífica no passado”, disse outra fonte. “Enquanto não apresentar ameaças à segurança e ordem pública, não precisaremos enviar oficiais para lidar com isso”.”

A preocupação com a autonomia de Hong Kong

“Intitulada “Luz de velas em todos os cantos de Hong Kong” pelos organizadores, a comemoração deste ano também foi motivada por preocupações com a autonomia da cidade com a nova lei iminente que proibiria “atos e atividades” considerados perigosos para a segurança nacional.

“Foi também a primeira vez em 30 anos que a Aliança em Apoio aos Movimentos Democráticos Patrióticos da China foi impedida pelas autoridades de realizar o evento anual em Victoria Park.

“O presidente da Aliança, Lee Cheuk-yan, disse que a proibição representa supressão política.

“Hong Kong tem sido o único local em solo chinês a realizar uma reunião pública em larga escala todos os anos para marcar a repressão de Tiananmen (1989). Mas agora alguns temem que o icônico mar de velas acesas, visto pelo mundo todos os anos em 4 de junho, possa não acontecer novamente no próximo ano, com o aperto cada vez maior de Pequim sobre a cidade.

“Lee disse que, enquanto as pessoas se recusassem a desistir ou esquecer, a comemoração anual continuaria.

“O mais importante não é o parque, mas a luz de velas e nossa determinação. Enquanto nos recusarmos a esquecer, haverá comemoração, não importa onde estivermos ”, disse ele.”

***

Hong Kong tem mantido uma reação anti PCC muito vigorosa há meses. A recente Lei de Segurança Nacional visa coarctar a liberdade de expressão, reunião.  https://ipco.org.br/por-que-a-china-esconde-ha-30-anos-chacina-de-milhares-na-praca-tianemnem/

O Acordo entre o Reino Unido e Pequim garante a liberdade de Hong Kong mas Pequim tem violado os direitos do hongkongueses. Acordo com comunistas só para ingênuos … que são rasgados quando convém ao PCC.

Fonte: https://www.scmp.com/news/hong-kong/politics/article/3087623/tiananmen-vigil-hong-kong-draws-thousands-despite

 

Deixe uma resposta