Finalmente, começa a reação em cadeia.

India, Japão, Canadá, Nova Zelândia, Indonésia, Rússia, 27 países da UE e outros, no total de 116 até o momento, endossam o pedido da Austrália de uma investigação independente da origem e manejo do vírus de Wuhan.

A iniciativa veio da Austrália , que foi o primeiro país do mundo a pedir uma investigação independente sobre a origem do vírus. A União Europeia apoiou esta solicitação e redigiu a resolução para a Assembléia, um tanto mais aguada.

O presidente dos EUA, Donald Trump, apoiou a retórica da Austrália e sempre responsabilizou a China pela disseminação do vírus junto com a Organização Mundial da Saúde.

China recorre à mão de gato da OMS, sua aliada

Pequim, como todos os comunistas, petistas e semelhantes vai mudando de colorido, conforme as pressões. A tática do camaleão, mas não confessa nem pede perdão.

Alguém já viu a China agradecer aos EUA, Japão etc a industrialização, know how despejadas em Pequim desde a viagem de Nixon, 1972?

Segundo Panampost: Primeiro, a China tentou impedir que a OMS, acusada de ter vínculos com o Partido Comunista Chinês, investigasse a origem do vírus. Agora, está tentando ser “pró-ativo e cooperativo” para garantir que a Organização Mundial de Saúde conduza uma investigação independente: “Somos abertos, somos transparentes e não temos nada a esconder e nada a temer. Congratulamo-nos com a revisão independente internacional, mas ela deve ser organizada pela OMS ”, disse o embaixador chinês no Reino Unido, Liu Xiaoming.

Apoio de outros países

Até a semana passada, 62 países apoiaram a iniciativa, mas um grupo de 54 países africanos também se juntou à coalizão, elevando o número para 116. Brasil, Coréia do Sul, México e Turquia são outros nomes de destaque que apoiarão esse esforço.

Taiwan, excluída da reunião da OMS, foi a mais bem sucedida

“Uma das principais críticas da Organização Mundial da Saúde é o tratamento de Taiwan, um problema que deve ser entendido no contexto da interferência da China na OMS e do conflito em andamento entre Taiwan e o regime chinês.

Os EUA questionaram a decisão de excluir Taiwan da assembléia anual da Organização Mundial da Saúde, principalmente porque Taiwan não apenas conseguiu controlar o vírus, mas também agiu contrariamente às recomendações da Organização Mundial, que em teoria é especializada em questões dessa natureza. .

A China foi denunciada e criticada, existem muitos escândalos e essa situação levou grande parte do mundo a acreditar que o regime era negligente quando se tratava de alertar sobre os perigos do vírus. Tudo isso aconteceu sob o olhar complacente da OMS.

Der Spiegel publica compromisso da OMS com Xi Jinping

“Há relatos vazados e generalizados de que o Partido Comunista Chinês vem lidando mal com a pandemia. Um recente relatório de inteligência alemão na revista Der Spiegel indica que o presidente chinês Xi Jinping pediu em janeiro ao diretor da OMS Tedros Adhanom que adiasse seu alerta sobre a ameaça e o perigo representados pelo COVID-19.

“Também há declarações do presidente Donald Trump à imprensa, reconhecendo que os relatórios de inteligência indicam que o vírus pode ter se originado em laboratório e que o regime chinês tinha a capacidade de controlar ou alertar sobre o real perigo do vírus.

“Além disso, o Washington Post e o New York Times publicaram informações sugerindo que a União Europeia diluiu um relatório revelando que China e Rússia estavam conduzindo uma campanha global de desinformação sobre o coronavírus. (conforme relatou nosso Site)

“Além disso, a OMS está constantemente ligada à China, principalmente por causa das “relações” da organização com Taiwan. Vale lembrar que Taipei vazou um e-mail enviado em dezembro ao aviso da OMS sobre uma doença respiratória vinda de Wuhan, China (COVID-19).”

***

Esperamos que a necessária e urgente iniciativa da Austrália force a China a abrir os portões de ferro … Mas a OMS tem a chave de muitos segredos e o Dr. Tedros é o comparsa de Xi Jinping.

Cabe às Nações livres saberem pressionar e exigir. Além disso, retirar suas manufaturas da China como tem prometido o Japão e outras Nações.

Depender de manufatura chinesa é fornecer a Pequim corda com que Xi Jinping pretender matar o Ocidente.

E, no Brasil, o governador Doria, governadores-interventores petistas, a BAND são ardorosos defensores da China … e da quarentena socialista também.

Fonte: https://panampost.com/emmanuel-rondon/2020/05/20/coronavirus-investigation-china/

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta