7 de Setembro, patriotismo e a esquerda falida

0

A esquerda brasileira, apegada a velhos e desgastados jargões, lança acusações de “fascismo” aos movimentos conservadores, ao governo Bolsonaro, aos líderes e intelectuais não alinhados à cartilha de Marx.

A esquerda teme, isso sim, a grande manifestação de 7 de Setembro em que se comemora o bicentenário de nossa Independência.

O povo brasileiro soube resgatar os símbolos da Nação, identificá-los com o Patriotismo, com o Brasil profundo, com os Valores Morais.

A esquerda usa obsoletas armas da “guerra do Paraguai” gritando “fascistas”!

O que resta à Esquerda é recorrer a uma peça de museu chamada “fascismo”. Em tempo, a atitude da esquerda é um autêntico fascismo, como veremos.

A esquerda adota a Cartilha Fascista

Entretanto, é bem o contrário. A esquerda adotou:

  • Defender a intervenção na Internet;
  • controle das Redes Sociais;
  • elogiar o regime comunista chinês de partido único;
  • enviar dinheiro – do contribuinte brasileiro à Venezuela, Cuba e outras Nações de consagradas ditaduras de esquerda — eis a face do novo fascismo “antifascista” da esquerda brasileira.
  • endossar, como nos EUA, a guerra contra a raça brança: supremacistas brancos.

Pregar a intervenção na Religião, querendo confiná-la às quatro paredes de um templo, impor a ideologia de gênero, aparelhar a máquina do Estado em favor do Partido, o que é isso senão uma forma atualizada de sobrepor o Partido a todas as forças nacionais?

Esse é e sempre foi o programa e a doutrina do fascismo, do nazismo, do comunismo, dos totalitarismos.

O que foi o fascismo?

Nosso acervo é vasto. Remetemos nossos leitores ao Site https://www.pliniocorreadeoliveira.info onde encontrará o passo a passo da “evolução” fascista rumo ao nazismo. Encontrará também as analogias nazismo e comunismo: duas faces da mesma moeda.

Um exemplo: “Imitando servilmente a Alemanha, o Sr. Mussolini abre caminho para que a Itália chegue aos maiores excessos do racismo. Poderia ao menos o Duce tranqüilizar relativamente os católicos italianos por meio de declarações peremptórias de que ele condena os excessos do racismo hitlerista. No entanto, enquanto o Santo Padre manifesta suas apreensões, o Sr. Mussolini se limita a dizer que fará o que bem entender. E seus jornais em coro clamam que o Papa não se deve meter em política. A palavra pacificadora e tranquilizadora que o Duce poderia proferir ainda não veio, e parece que não virá.

Para onde caminhará a Itália? (…)” https://www.pliniocorreadeoliveira.info/LEG_380807_Paraondecaminhaofascismo.htm#.YvpAgnbMJjE

Intervenção na Religião — O Papa Pio XI queixou-se da intervenção de Mussolini na Ação Católica: ele chama de “vexatórias” as “medidas coercitivas de que a Ação Católica tem sido objeto“, na Itália, por parte do fascismo. (1)

Questão racial – Percebe-se que “continua, em certa imprensa fascista, a propaganda contra a orientação da Igreja em matéria racial. E é doloroso verificar que à testa dessa propaganda está o Sr. Farinacci, recentemente nomeado, pelo Sr. Mussolini, Ministro de Estado.” (2)

Seguindo os passos de Hitler, Mussolini foi se aproximando do racismo de Rosenberg, do Partido forte, do Estado forte.

Basta ouvir algumas declarações do candidato petista (ex-presidiário), censura na Internet, controle da Religião, incentivo de roubos de celulares e consumo de drogas, imposição de gênero …

Fascismo, na opinão do PT, os temores de alguns dos Ministros do STF de que as comemorações do Sete de Setembro tenham conotações fascistas não têm fundamento na realidade e natureza da reação conservadora que tomou conta do Brasil a partir de 2013, que desbancou o PT nas Ruas e nas Urnas.

O que queremos é NOSSO BRASIL DE VOLTA!

***

Nazifascismo e Comunismo: irmãos siameses

O IPCO publicou vários artigos mostrando a identidade doutrinária, de métodos, de perseguição à Igreja adotados pelo comunismo e pelo nazifascismo. https://ipco.org.br/pingo-nos-is-goebbels-era-amigo-dos-comunistas-nazismo-e-comunismo-sao-de-esquerda/

O que essa doutrina perversa do nazifascismo tem a ver com os conservadores brasileiros, com a reação que leva milhões às ruas? O que tem a ver com a comemoração do 7 de Setembro?

Conclusão: a esquerda sim, é antidemocrática, é antiBrasil, é anti comemoração do bicentenário, do 7 de Setembro

***

A Esquerda precisa acordar … fascismo é uma acusação que se usava em meados do século passado. A roda girou, muita água correu debaixo da ponte … e a esquerda se fossilizou nos velhos jargões … do século XX.

***

O PT perdeu seu grande aliado, o Clero de esquerda. Os bispos alinhados à TL, as CEBs perderam sua influência, seu poder de arrastar eleitores para Lula é praticamente Zero. Resta aos partidos de esquerda o recurso às Fake News …

Nossa Senhora Aparecida proteja o Brasil, defensa nossa Pátria contra a esquerda-fascista que repete jargões de Stalin, Hitler e Mussolini!

(1) https://www.pliniocorreadeoliveira.info/LEG_390108_fascismo_ataca_Pio12.htm

(2) https://www.pliniocorreadeoliveira.info/LEG7%20380814_7Dias.htm

Deixe uma resposta