“Surgem evidências de que a Antifa planejou a invasão do Capitólio na quarta-feira. Deve haver uma investigação completa sobre a ação da turba”, publica LifeSiteNews.

“7 de janeiro de 2021 (American Thinker) – Em primeiro lugar, para afirmar o óbvio, não há dúvida de que (alguns) partidários de Trump entraram criminalmente no Capitólio e se comportaram de forma abominável. Todos os que violaram o perímetro de proteção inadequado devem ser processados ​​de acordo com a lei.”

Provocadores suspeitos infiltrados: “Isso é Antifa

“Mas há motivos para suspeita de que provocadores, ansiosos para desacreditar Trump, seus partidários, conservadores e aqueles que questionam a integridade do voto presidencial podem ter sido o alvo da lança no ataque violento ao Capitólio.”

“Rowan Scarborough relata no Washington Times: Apoiadores de Trump dizem que membros da Antifa disfarçados de um deles se infiltraram nos manifestantes que invadiram os EUA Capitol na quarta-feira.”

“Um oficial militar aposentado disse ao The Washington Times que a empresa XRVision usou seu software para fazer o reconhecimento facial de manifestantes e combinou dois membros da Antifa da Filadélfia com dois homens dentro do Senado.”

A fonte forneceu a foto que corresponde ao The Times. […]

O vídeo disponível no Twitter (por enquanto) mostra uma multidão em uma porta do Capitol e apoiadores de Trump gritando “Isso é Antifa!” e tentar impedir uma pessoa vestida de preto com um capacete que diz “Trump” nas costas (adequado para câmeras de notícias) de invadir o prédio.

Deve haver uma investigação completa e completa sobre a ação da turba. Eu gostaria de ter mais fé no FBI.

Publicado com permissão do American Thinker. https://www.lifesitenews.com/opinion/evidence-arises-that-antifa-planned-wednesdays-capitol-storming

***

https://www.theepochtimes.com/black-lives-matter-activist-took-part-in-storming-of-capitol_3648749.html

Um ativista do Black Lives Matter fazia parte do grupo que entrou nos Capitólio dos EUA na quarta-feira.

“John Earle Sullivan, que defendeu uma revolução armada nas redes sociais, foi preso em julho de 2020 por fazer uma ameaça de violência e perversidade criminal. Ele organizou um protesto com ativistas do Black Lives Matter e membros da rede de extrema esquerda Antifa. De acordo com o Deseret News, Sullivan danificou veículos e instou as pessoas a bloquearem as estradas. Um vídeo o capturou ameaçando bater em uma mulher.”

“As fotos mostraram Sullivan dentro do Capitólio em Washington em 6 de janeiro. Sullivan desde então deu entrevistas alegando que ele participou da invasão ilegal do prédio como parte de um esforço para entender os partidários do presidente Donald Trump.”

“Os manifestantes não estavam realmente, tipo, tentando queimar nada, eles não estavam realmente tentando quebrar nada, seu principal motivo era entrar nas câmaras”, disse Sullivan ao KUTV. “Esses manifestantes ficaram muito bravos e atacaram aqueles policiais muito rapidamente e, sim, você podia realmente se mover livremente, poderia entrar em qualquer sala e olhar pela janela, então foi realmente surreal de ver”, acrescentou.

***

Seria muita ingenuidade pensar que a esquerda deixaria passar essa ocasião de se infiltrar nas manifestações pró Trump. Em tantas outras ocasiões, inclusive no Brasil, ela tem feito isso. Com que proveito? Criar pretextos para acusar os republicanos de agitação.

Ai estão alguns frutos que a esquerda quer tirar da manifestação pró Trump. Pelosi e Schumer quiseram forçar Pence — que não aceitou a pressão — a destituir o Presidente Trump com base na 25a. Emenda.

Rep. Sheila Jackson Lee (D-Texas) on Thursday introduced articles of impeachment contra o Presidente Trump.

***

Conservadores brasileiros devem se unir na defesa dos Valores Morais. E confiar em Nossa Senhora Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil.

Deixe uma resposta