Dom Gabriel Palmer-Buckle, Arcebispo de Acra, Gana.
Dom Gabriel Palmer-Buckle, Arcebispo de Acra, Gana.

Roma – No dia 8 de outubro, na conferência de imprensa durante o atual Sínodo da Família no Vaticano, o Arcebispo Gabriel Palmer-Buckle de Acra (Gana) pediu  aos países europeus que respeitem a soberania dos Estados africanos.

O motivo deste apelo vem da tentativa de muitos países europeus de impor à África a agenda homossexual e a Ideologia de Gênero.

Dom Palmer-Buckler citou concretamente o Reino Unido que vai fazer com que as futuras ajudas financeiras fiquem dependentes da introdução da agenda homossexual.

O arcebispo Palmer-Buckle acentou ademais que os bispos africanos defendem a doutrina católica a respeito de matrimônio, família e sexualidade.

Perguntado se a África iria se apresentar como “bloqueadora” de reformas no Sínodo – como, por exemplo, a comunhão para os divorciados recasados – Dom Palmer-Buckle respondeu: Não viemos como bloqueadores, mas não deixaremos que nossos pontos de vista fiquem sob o candeeiro.

O Arcebispo de Acra apresentou-se de modo geral com muita convicção e força de caráter. Sublinhou que a África é um continente no qual a Igreja Católica atualmente cresce com maior rapidez.

Ele se queixou também do fato de que muitas mídias colocam em foco os temas ocidentais, falando da África unicamente de modo negativo.

Tradução do original alemão: Renato Vasconcelos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome