Bispo Strickland: Biden está do lado errado (moral)

0

O bispo Joseph Strickland, de Tyler, Texas disse ao co-apresentador Terry Barber que Joe Biden, que se autodenomina católico, está “do lado errado nas questões morais básicas”, não apenas no aborto, mas também em outras questões familiares. Sua Excelência elogiou o Arcebispo José Gomez, presidente da Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos (USCCB), por emitir uma carta pública no dia da posse de Biden. A carta condenava as políticas anti-vida de Joe Biden.

Coragem para defender a verdade … face à investida da esquerda

Strickland disse que “é preciso coragem para … defender a verdade”, em vez de se curvar à cultura e a indivíduos poderosos. Eu chamei a carta de Gomez de “um grande ato de caridade”, pois descreve claramente os ensinamentos da Igreja.

Strickland ainda observou como a Igreja Católica está “muito dividida em algumas das questões básicas” da doutrina […]. Ele disse que embora os ensinamentos da Igreja nunca possam mudar, muitos desejam promover sua própria agenda em vez de promover a verdade de Deus.

Acrescentamos, na realidade o que divide é o erro, é o progressismo que tenta impor uma nova doutrina à Santa Igreja.

O Mundo precisa arrepender-se e crer no Evangelho

Sua Excelência argumentou que à medida que o mundo ao nosso redor está se afastando das verdades objetivas e dos princípios cristãos, a Igreja deve estar pronta para defender Jesus Cristo, tomando o exemplo dos mártires do passado.

“Os grandes missionários de outrora” não são mais ouvidos, disse ele. A Igreja precisa ser lembrada de sua missão para o mundo, isto é, apelar para que “tanto se arrependa como creia no evangelho”.

Biden acelera a destruição da família

“… presidente Joe Biden continua emitindo ordens executivas que ameaçam a vida e a família em um ritmo alarmante. A LifeSite publicou recentemente um artigo de Austin Ruse, chefe do Center for Family and Human Rights. Em seu artigo, Austin observa que o presidente está financiando um programa para bloquear líderes religiosos estrangeiros que se opõem à agenda LGBT, o que pode impedir que líderes pró-família – talvez até eu – entrem nos Estados Unidos. Esta semana, Biden assinou uma ordem executiva que promoverá a homossexualidade e o transgenerismo como uma peça central dos EUA. política estrangeira.”

Isso é a agenda Democrata, é a agenda de esquerda em todo mundo, inclusive no Brasil.

Continua a notícia: “O que mais preocupa os defensores dos direitos humanos em todo o mundo é a provisão de US $ 10 milhões no próximo ano fiscal para financiar o “Fundo para a igualdade global“, que permitirá aos EUA governo vai colocar na lista negra líderes religiosos estrangeiros que falam a favor da família natural e contra a ascensão LGBT. Esses defensores dos direitos humanos podem ser bloqueados da mesma forma que certos oligarcas russos são impedidos de entrar nos Estados Unidos.”

Negar a comunhão a pró abortistas é proteger o Sacramento

Mas, para voltar às boas notícias, o arcebispo Salvatore Cordileone de São Francisco disse que qualquer decisão de negar a Sagrada Comunhão a políticos católicos pró-aborto publicamente, como o presidente Joe Biden ou a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, não estaria “ligada à política ”Mas, em última análise, trataria de“ proteger ”o sacramento e, ao mesmo tempo, ajudar essa pessoa a se arrepender.

Perfeito, defender Nosso Senhor Sacramentado e ao mesmo tempo tornar patente o pecado de receber indignamente a Sagrada Comunhão. Que papel faz nisso o Cardeal de Washington se posicionando a favor da comunhão à Biden?

Fonte: https://www.lifesitenews.com/news/bishop-strickland-joe-biden-is-on-the-wrong-side-of-basic-moral-issues

Deixe uma resposta