Breves: Suécia abolirá o Mandato (socialista) de vacina

0

Suécia encerrará todas as restrições do COVID-19 na próxima semana

A Suécia deve encerrar todas as restrições do COVID-19 na próxima semana, anunciou o governo, juntando-se a vários países europeus que recentemente descartaram muitas de suas regras de pandemia de vírus de Wuhan.

Efeito dominó: cai o mandato de vacinas na Suécia

É hora de abrir a Suécia

“É hora de abrir a Suécia novamente”, disse a primeira-ministra Magdalena Andersson durante uma coletiva de imprensa em 3 de fevereiro. “Enquanto a pandemia não acabou, ela entrou em uma fase totalmente nova.

“A mensagem de hoje é, portanto, que as restrições serão retiradas a partir de 9 de fevereiro e, ao mesmo tempo, pedimos a todos os empregadores que tenham funcionários trabalhando em casa para planejar um retorno gradual ao local de trabalho”.

Mandato de vacina abolido

A partir de 9 de fevereiro, as pessoas poderão jantar em restaurantes novamente, sem limitações sobre quantos deles podem estar dentro ou quanto espaço deve haver entre eles. Os requisitos para certificados de vacina COVID-19 e uso de máscaras no transporte público também serão removidos, bem como a recomendação de limitar os contatos sociais.

Dinamarca deu o bom exemplo

Em outras partes da Europa, o governo dinamarquês suspendeu muitas restrições do COVID-19 nesta semana, com autoridades dizendo que o COVID-19 não é mais considerado uma “doença socialmente crítica”. A Dinamarca está entre os primeiros países da UE a anunciar o fim da maioria de suas restrições pandêmicas, favorecendo a noção de que é hora de começar a pensar no vírus como endêmico e não como uma pandemia.

Poucas horas depois que a Dinamarca suspendeu as restrições, a Noruega seguiu o exemplo, suspendendo sua proibição de servir álcool depois das 23h. e removendo o limite de 10 pessoas em reuniões privadas.

Também no Reino Unido voltou a imperar o bom senso; a partir de 27 de janeiro Boris Jonhson encerrou o socialista mandato de vacinas.

França, Alemanha, Itália … e outros membros da UE quando reconhecerão seus erros tendo adotando o Mandato de Vacina?

***

E os ditadores-mirins no Brasil, governadores e prefeitos que decretaram lockdowns e passaportes sanitários reconhecerão seus erros. Tragédia maior é a posição de alguns bispos introduzindo passaporte sanitário em suas dioceses. Darão marcha a ré e pedirão perdão pelo erro?

Fonte: https://www.theepochtimes.com/sweden-to-end-all-covid-19-restrictions-next-week_4254391.html?utm_source=CCPVirusNewsletter&utm_medium=email&utm_campaign=2022-02-04

Deixe uma resposta