Bruxelas muçulmanos Em livro publicado recentemente pela Universidade Católica de Leuven, L’Iris et le Croissant, o sociólogo Felice Dassetto alerta que a capital da União Europeia (UE), Bruxelas, está para se tornar a cidade mais islâmica da Europa.

De acordo com os dados fornecidos por Dassetto, o número de mulçumanos já ultrapassou mais de 300.000, ou seja, um quarto da população da cidade.

A maioria dos muçulmanos, em Bruxelas, é originária do Marrocos (70%) e da Turquia (20%), com os outros 10% vindos da Albânia, Egito e Paquistão. A comunidade muçulmana cresce pelas altas taxas de natalidade oriundas de casamento entre os imigrantes. Mais de 60% dos jovens marroquinos e turcos se casam com pessoas de seus países de origem.

Como em outros países europeus, a população muçulmana na Bélgica é jovem. Quase 35% dos marroquinos e turcos no país estão abaixo de 18 anos de idade, em comparação com 18% dos belgas nativos.

Desde 2008, Maomé é o nome mais popular em Bruxelas para os bebês meninos. Na Antuérpia, segunda maior cidade da Bélgica, cerca de 40% das crianças do ensino fundamental são muçulmanas.

Felice Dassetto prevê que, em 2030, os muçulmanos constituirão a maioria da população em Bruxelas.

Somado a isso, caso a Turquia entre para a União Europeia, então ela será o maior país em população da comunidade. De “capital europeia”, Bruxelas poderá se tornar a “capital da Eurábia”.

__________

Referência:

Cf. “Is Brussels becoming Eurabia’s capital?“, 25/11/2011, in http://federation-pro-europa-christiana.org/wordpress/?p=3160

Não corrompam nossas crianças através da “Ideologia de Gênero”

A Ação Jovem do IPCO está promovendo uma campanha nacional de abaixo-assinados que serão enviados para o Presidente Michel Temer pedindo a exclusão da satânica "Ideologia de Gênero" da Base Nacional Comum Curricular - BNCC.

Clique aqui e assine já!

 

9 COMENTÁRIOS

  1. Há muito tempo que a igreja católica está muito mais preocupada em se aliar à partidos de políticos de esquerda, e fazer discursos políticos ao invés de pregar o evangelho de Cristo; Aonde está a igreja que pregava “eu reino não é desse mundo?”, que pregava a humildade, a ética total, a honestidade, o amor ao próximo? Ou muito me engano ou tem muita gente na igreja pregando a luta de clasess.

     
    • Infelizmente meu caro. Essa virtuosa Igreja, foi substituída pela seita do desnecessário, funesto e nefasto Concílio Vaticano II. Tudo graças a infiltração nas ordens católicas de milhares de maçons e comunistas.

       
  2. Eu vejo esta noticia um tanto quanto triste,concordo plenamente com os comentários acima feitos acima,a culpa maior deste acontecimento é nossa que nos declaramos cristãos,pois muitos de nós não tem coragem de compartilhar nossa fé,ao passo que eles o fazem com ardor.

     
  3. O ARTIGO POSSUI UM VIÉS FATALISTA.
    ESTANDO EM UM PAÍS COM PLENA LIBERDADE DE EXPRESSÃO :
    …PORQUE OS BISPOS, SACERDOTES E LEIGOS CATÓLICOS NÃO PROCURAM CONVERTER OS MAOMETANOS À FÉ CATÓLICA?
    A GRAÇA DIVINA É SEMPRE ABUNDANTE E OS INÚMEROS MONUMENTOS, EXISTENTES, RESULTANTES DA CIVILIZAÇÃO CRISTÃ PODEM AJUDAR ESSA CONVERÇÃO

     
  4. É uma pena, poderia ser a cidade mais CRISTÃ. Maomé não ressuscitou, CRISTO sim. Temos o maior país CRISTÃO do mundo, só que tenho medo, onde ando vejo uma nova igreja, vejam bem, vejo igreja, não religião, pois só existem três religiões. Tenho confiança em meu DEUS e salvador JESUS, não tenho mais medo de nada. Se preciso for, estarei pronto para morrer por ele, não para matar, ele é o DEUS da vida, do amor, da tolerância, etc… Só não sei até quando DEUS vai nos aguentar com todos os problemas que arrumamos para ele, perante as pessoas de boa fé. Tenho certeza, estamos do meio para o fim, ou no fim do fim. Misericórdia SENHOR. Maranatha.

     
  5. Creio que a grave questão se insere na tentativa de alguns países desta chamada UNIÃO EUROPÉIA, em querer elevar como MEMBRO a TURQUIA MUÇULMANA, que nem a EUROPA PERTENCE. Esta invasão islâmica no CONTINENTE EUROPEU é parte desta CONSPIRAÇÃO contra o MUNDO CRISTÃO ao qual pertencemos. Diante disto, a violência tem imperado neste países. Creio que ainda é tempo de reverter esta situação chamada MULTICULTURALISMO. Basta que o ISLAMISMO DEIXE DE INVADIR O CONTINETE EUROPEU e os GOVERNOS LUTEM PARA ESTE FIM. Parece que chegou mais do que a hora de se tomar uma atitude coerente dentro dos PRINCÍPIOS CRISTÃOS.

     
  6. Pelo jeito não serviu de exemplo a invasão muçulmana a Jerusalem. Também não se sabe a tamanha influencia de Maomé na vida religiosa deles, maior que a de Cristo, o Filho de Deus e Salvador da humanidade?

     
  7. Se, ao invés de aceitarem imigrantes muçulmanos, tivessem aceitado imigrantes latino-americanos, a Europa seria mais cristã com uma população melhor assimilada e adaptada à civilização ocidental (e sem revolução cultural).

     

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor deixe seu comentário!
Por favor insira seu nome