Cá e lá esquerda quer doutrinar nas escolas

0

São conhecidas as cartilhas com doutrinação de esquerda nas escolas brasileiras durante a ditadura petista.

Nos EUA doutrinação marxista nas escolas

Nosso Site já abordou a reação em muitos Estados americanos contra a CRT – Teoria Racial Crítica, a versão marxista da luta de classes adaptada à luta de raças.

“Um escritório de advocacia tomou medidas legais em nome de Minnesotans que se opõe à teoria racial crítica (CRT), que argumentam que se tornaram vítimas de bullying e retaliação por falarem contra o que eles dizem ser uma filosofia divisionista e discriminatória.”

O Upper Midwest Law Center (UMLC), com sede em Minnesota, anunciou em 30 de julho que havia entrado com queixas e ações judiciais em nome de clientes que “buscam o fim da propaganda ‘ oficial ’ do CRT e do bullying e retaliação que o acompanha.”

Exatamente isso: segregação, retaliação, perseguição a todos aqueles que se opõem a doutrinação marxista nas escolas.

Ver através das lentes da luta racial

Continua a notícia: “O CRT, uma ideologia quase marxista que interpreta a sociedade pelas lentes de uma luta racial, vê o racismo inerente nas bases das sociedades ocidentais, que busca transformar fundamentalmente para acabar com essa alegada opressão racial. Um esforço para incorporar o CRT nas escolas dos EUA foi promovido por políticos progressistas, ativistas e grandes sindicatos de professores, atraindo reações de pais e conservadores.”

Tudo isso favorecido pelo governo Biden.

“Nossos clientes estão enfrentando bravamente bullying, doutrinação e retaliação inspirados no CRT, que não é ‘ treinamento ’ ou persuasão”, disse Doug Seaton, presidente da UMLC, em um comunicado.

“Eles foram insultados, mentidos, ameaçados, rebaixados e demitidos simplesmente por se recusarem a se submeter a essa ideologia. Mas a Constituição dos EUA, as leis federais de Direitos Civis e suas contrapartes de Minnesota não permitem essa discriminação, retaliação, discurso forçado e invasão de privacidade com base na raça. ”

Atuando em nome de seus clientes, a UMLC anunciou uma série de encargos paralelos da Equal Employment Opportunity Commission (EEOC) e ações judiciais estaduais e federais.

“Vejo uma ideologia racista e divisionista de essencialismo racial tomando conta de nossa nação e de minha instituição”, disse Gustilo. “Além disso, parece haver essa intolerância crescente por pessoas com opiniões ou ideias diferentes e parece que essa ideologia tribalista está fomentando esse tipo de intolerância.”

***

Cá e Lá a mesma esquerda há. Na América Latina procura a esquerda católica, os neo missionários da TL fomentar a luta de raças incitando inclusive contra a civilização e a evangelização de indígenas. Nos EUA a Teoria Racial Critica procura denegrir a raça branca e incitar a luta de raças. Com que objetivo? Servir ao marxismo.

Nossa Senhora de Guadalupe padroeira das Américas livre nosso Continente da ação da TL e da Teoria Racial Crítica.

Fonte: Minnesotans Take Legal Action Over Critical Race Theory (theepochtimes.com)

Deixe uma resposta