Células de bebê abortado: matéria para creme facial

Quantas VIDAS foram necessárias para este FRASCO?!

Causou horror a revelação de que o creme anti-rugas Neocutis, produzido na Suíça e comercializado nos EUA, é produzido com pele de fetos abortados.

A venda do creme foi proibida na Europa, mas pode ser comprado facilmente via Internet.

Frédéric Koehn, represenante de Neocutis, tentou justificar-se afirmando que a produção começou com um feto abortado, cujas células passaram a ser reproduzidas em laboratório.

Mas prossegue intensa a execração da opinião pública.