China nega (novamente) acesso à OMS

0

A China nega, novamente, acesso aos pesquisadores interessados em estudos sobre a origem do vírus. Por quê?

Pequim impede investigação sobre origem do vírus

“Os pesquisadores pediram autorização para visitar cavernas e fazendas de animais silvestres próximas à cidade onde foi detectado o primeiro caso de COVID-19 para estudar a teoria da propagação natural do vírus. No entanto, Pequim obstruiu as investigações, como tem feito desde o início da pandemia.”

Esclarecer a origem do vírus é primordial para prevenir futuras pandemias. Pequim negou recentemente à Organização Mundial da Saúde (OMS) acesso às cavernas de morcegos perto de Wuhan, o epicentro da pandemia.

Áreas de cultivo de vida selvagem


Por outro lado, os pesquisadores tentaram sondar as áreas de cultivo de vida selvagem perto de Wuhan. Antes da pandemia, este território era usado para criar milhares de criaturas selvagens, incluindo pangolins, cobras e civetas.

Segundo especialistas, essas seriam uma fonte potencial de contágio entre animais e humanos. É por isso que eles argumentam que investigar as fazendas seria um passo importante para esclarecer o surto de COVID-19.

No entanto, ainda há outras opções em jogo. Além da hipótese de transmissão natural, a teoria do vazamento de laboratório também está em estudo. Por sua vez, a China negou essa possibilidade inúmeras vezes.

Alerta em mercados

Os mercados úmidos têm estado no centro da discussão sobre a origem da pandemia. Ainda mais depois que foi revelado que eles foram proibidos de vender animais vivos alguns dias após o primeiro contágio ter sido relatado na China.

Uma fonte da cadeia de abastecimento do mercado de Wuhan disse ao Washington Post que os animais vendidos ali vinham da província de Hubei e Enshi. Por outro lado, sabe-se que as cavernas dessas áreas registram o tráfico de pessoas. Além disso, as fazendas de animais fechadas estão localizadas a cerca de um quilômetro da entrada das cavernas.

Por que a China não colabora com as pesquisas?

Fica de pé a pergunta e a acusação contra Pequim: por que impedir as pesquisas? Por que não franquear aos especialistas o laboratório de Wuhan?

As nações têm o direito de cobrar da China. Ou será que temos que dobrar os joelhos ante Xi Jinping?

Há processos trilhionários contra a China pedindo indenizações contra as consequências econômicas, psicológicas advindas da Pandemia. Como acreditar que Pequim se interessa pela saúde?

Biden retomou o financiamento da OMS que por sua vez é manipulada por Pequim. Irá o governo americano servir-se de seu poder econômico e pressionar a OMS?

Deixe uma resposta