Corremos o risco de afundar com a China, diz especialista

    4
    Pei Mingxin

    “Tudo o que você acha que sabe sobre a China está errado”, escreveu Minxin Pei [foto], da acatada revista “Foreign Policy”.

    A China não é a potencia econômica, política e militar que se pensa comumente, explicou. Ele destacou que enganos do gênero já aconteceram em relação à União Soviética.

    Após enumerar sinais assustadores da fragilidade chinesa, Pei denunciou o mundo político e a grande mídia ocidental, dizendo que eles fingem nada perceber, agem erroneamente e desinformam o público. E pediu que a opinião pública americana e seu governo — o mesmo vale para o Brasil — reavaliem as premissas básicas de política chinesa. Do contrário, poderemos ser tragados por catástrofes impensadas.

    4 COMENTÁRIOS

    1. tradição catequética lembra também que existem “pecados que bradam ao céu”.

      Bradam ao céu:

      •o sangue de Abel,
      •o pecado dos sodomitas;
      •o clamor do povo oprimido no Egito;
      •a queixa do estrangeiro, da viúva e do órfão;
      •a injustiça contra o assalariado.
      Catecismo da Igreja Católica §1867

    2. se a China nao entrar em crise, também é ruim: nossas fábricas estão falindo devido à concorrência chinesa, que paga salários de fome ao trabalhador; lembrem-se que explorar os oprimidos é pecado.

    3. Corretíssimo.
      Só para dar um exemplo macroeconômico: o PIB chinês é grande em termos globais, mas em termos PER CAPITA é simplesmente irrisório!

    Deixe uma resposta