por Bai Lin

“No Dia das Crianças, comemorado na China em 1º de junho, uma estudante de oito anos da escola primária da província oriental de Shandong se sentiu muito angustiada. Em vez de passar o dia especial brincando e se divertindo, ela foi convidada a participar de um concurso de canto com o tema “Coração de lenço vermelho segue a festa”.

***

Como essa garota, várias outras crianças na China também tiveram que passar o Dia das Crianças glorificando o Partido Comunista e seus líderes.

Foto: Os jovens pioneiros de uma escola primária na região autônoma de Ningxia Hui prestam juramento durante uma atividade “O lenço vermelho segue a festa” no dia da criança

 Documento manda instilar a doutrina socialista nas crianças

“O Departamento de Educação de uma localidade na província de Fujian, no sudeste do país, emitiu um documento em maio, exigindo que as escolas primárias e secundárias realizassem as atividades do Dia das Crianças para instilar nos estudantes os valores socialistas fundamentais.

“Eles tiveram que elogiar “a força e a grande liderança da China em derrotar a epidemia”, enquanto “resistia a insultos de forças estrangeiras”, exibindo o “poder da unidade e da tolerância” e prestando “apoio à comunidade internacional”.”

“As crianças também tiveram que elogiar as realizações do governo no alívio da pobreza – tudo em nome de “estabelecer um senso de honra e missão como sucessores comunistas”.”

***

 Onde fica a Comissão de Direitos Humanos da ONU? UNICEF?

“Ai daqueles que escandalizarem a um desses pequeninos”; melhor fora que lhe atassem a pedra de mó ao pescoço e o atirassem no fundo do mar. (Mat 18-6), advertiu Nosso Senhor no Evangelho.

Na China, o Estado Comunista e o Ateísmo são unidos

A esquerda brasileira e o falso Centrão são vigilantes na perversa afirmação de que o Estado brasileiro não pode estar influenciado pela Religião. Isso, apesar da formação cultural católica do Brasil desde o Descobrimento. E dão livre acesso às blasfêmias como se fossem manifestações de liberdade artística.

Na China, pelo contrário a Igreja dos Sem Deus (Ateísmo) é unida ao Estado Comunista e a perversão materialista começa desde a infância.

Para isso, Xi Jinping mantém a igreja patriótica, um instrumento do PCC para socializar as mentes.

Recente Relatório, sobre a Liberdade Religiosa, publicado por nosso Site mostra a perseguição movida por Xi Jinping contra todas as confissões religiosas. Em particular, servindo-se do Acordo com o Vaticano, o PCC quer forçar todos os católicos a renunciarem à sua Fé.

Nossa Senhora, imperatriz da China apresse o dia da conversão desse povo ao Catolicismo. E a China, livre de seus algozes comunistas, venha realizar seu papel, sua missão no Mundo Amarelo.

Fonte: https://bitterwinter.org/kids-told-to-praise-the-state-and-president-on-childrens-day/

 

 

 

Deixe uma resposta