E a China venceu a covid …? Xangai em lockdown

1

A maior cidade da Terra, Xangai, entrou em lockdown desde 28 de março. A China venceu o vírus?

XANGAI, China (LifeSiteNews) – Durante a recente visita da vice-primeiro-ministro chinês Sun Chunlan a Xangai, ela foi recebida com os gritos “Não sobrou comida!” e “Estamos morrendo de fome!” de moradores trancados gritando das janelas de seus apartamentos.

Bloqueios em Xangai

Um vídeo postado por moradores do distrito mostra que a vice-primeiro ministro Sun, cercada por autoridades locais, cinegrafistas e veículos da polícia, não reagiu aos gritos dos moradores de apartamentos, muitos dos quais estão trancados desde pelo menos 17 de março.

É a técnica fria dos comunistas: finge que não está ouvindo os clamores do povo.

Os bloqueios oficiais da cidade foram aplicados recentemente na metade leste de Xangai a partir de 28 de março e na metade ocidental de Xangai a partir de 1º de abril. No entanto, de acordo com os tweets recentes do advogado americano e residente de Pudong Jared Nelson, sua comunidade de apartamentos e a maioria já trancado em 18 de março, com “ninguém autorizado a entrar ou sair”. Em 17 de março, ele compartilhou que 80% da equipe de sua empresa estava em algum tipo de isolamento domiciliar.

A midia alinhada desconhece

Essa seria hora para mostrar a eficácia do Acordo entre a BAND e a mídia chinesa: anunciar em primeira mão o lockdown da maior cidade da Terra, em pleno 2022!

Continua LifeSiteNews: “Desde 1º de abril, Nelson descreveu suas dificuldades em obter alimentos fazendo pedidos on-line, especialmente certos alimentos básicos, como carne e frutas, devido em parte à falta de estoque.

Um morador anônimo de Xangai disse ao Epoch Times há cerca de uma semana que em 1º de abril ele recebeu um saco de arroz, um pequeno recipiente de óleo de cozinha e um pacote de leite em pó de funcionários da comunidade, observando que a escassa quantidade de comida fornecida aos moradores “cria grandes desafios para famílias grandes”, já que uma família de cinco ou seis pessoas poderia terminar toda a comida entregue em apenas alguns dias.

Em 2 de abril, o dia da visita de inspeção de Sun, Nelson twittou: “Dia 16 do nosso bloqueio Covid em Xangai hoje e a comida é a principal coisa na mente das pessoas. Não temos permissão para sair de casa, então a entrega é a única maneira. Eu estava acordado às 6 da manhã ontem tentando conseguir qualquer tipo de entrega, mas nada estava disponível o dia todo. Até agora, os mesmos resultados hoje.”

No domingo, Nelson compartilhou: “Ainda lutamos para encontrar comida e água potável”.

Um drone anuncia: fique em casa

O apresentador de rádio católico e apologista Patrick Madrid compartilhou um vídeo feito em 7 de abril no qual se pode ouvir pessoas gritando e gritando das janelas de seus apartamentos em Xangai, depois de muitos deles terem sido trancados por semanas.

No que alguns observaram ser uma cena “distópica”, um drone foi despachado em Xangai para instruir os moradores, ao passar pelos prédios de apartamentos: “Por favor, cumpra as restrições do COVID. Controle o desejo de liberdade de sua alma. Não abra a janela nem cante”, de acordo com Alice Su.

Com cerca de 25 milhões de habitantes, Xangai é a cidade mais populosa do mundo.

***

Transparência é o oposto do PCCh. Esperar informações credíveis da China de Xi Jinping só mesmo para otimistas inveterados.

A China, exportadora de vacinas contra a Covid, imunizou realmente seus habitantes? Por que esses lockdowns de fome? Enigmas que a História um dia há de esclarecer.

Verdade, para os comunistas, é tudo aquilo que favorece o Partido.

Fonte: https://www.lifesitenews.com/news/were-starving-to-death-shanghai-residents-under-lockdown-shout-at-visiting-vice-premier/?utm_source=top_news&utm_campaign=canada

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta