Equador derrota a esquerda, elege Guillermo Lasso, presidente

1

A esquerda sofre novo revés: No Equador, Guillermo Lasso derrota o candidato de Rafael Correa. Aquilo que a midia alinhada celebrava como sendo a virada à esquerda, na América do Sul, tem mais um elo da corrente rompido.

As eleições no Uruguai, em 2020, desbancaram a linhagem Tupamara elegendo Lacalle Pou.

No Equador, candidato conservador impõe virada histórica sobre esquerdista da linha Rafael Correa.

O silêncio da midia é eloquente, isso é muito bom sinal. Saudemos o futuro do Equador infringindo mais uma derrota nas esquerdas.

“Na campanha, Lasso destacou que os eleitores deveriam escolher entre “dois modelos: voltar ao passado da violação dos direitos humanos, corrupção, má gestão da economia”, ou seguir para “o futuro que conduza à prosperidade, a uma sociedade livre, democrática e de oportunidades”.” (1)

Esperamos que o Equador se alinhe às Nações livres do hemisfério e se mantenha firme na defesa do direito de propriedade, da livre iniciativa, em defesa da família e dos valores morais. Assim se constróem as bases sólidas de uma Nação.

(1) https://www.diariodepernambuco.com.br/noticia/mundo/2021/04/lasso-vence-o-correismo-e-e-o-presidente-eleito-do-equador.html

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta